quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

LIBERDADE SEM LIMITES É ANARQUIA NUNCA DEMOCRACIA

Joilson Gouveia*

Sendo laico o Estado, portanto, não deve ele discutir, parcial ou totalmente, sobre esta ou aquela religião, doutrina, seita ou mesmo a ou sua falta ou ausência por parte de seus concidadãos, como bem dissemos em nosso Blog, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/06/estado-laico-versus-status-quo-ante-ou.html.
Entrementes, ainda que não tolha, cerceie, controle, minimize ou reduza a capacidade de livre liberdade de expressão dos mesmos, também não deve impor nem mesmo essa mesma livre liberdade de opção sexual de seus concidadãos – coisa de foro íntimo e que a cada qual e de per si diz respeito, mormente a indigitada, malfadada e odiosa tentativa de imposição da nefasta, funesta e nefanda Teoria de Gêneros – inexiste um tertium genus. Ou não?
Livre, aberta, ampla e para todos deve ser a Educação nunca suas escolas, ainda que públicas ou privadas, o processo de ensino-aprendizagem do fundamental ao terceiro grau deve ter um esquadro ou parâmetro básicos delimitados na Carta Cidadã, LDB e PNED, deixando para o aluno já capacitado, qualificado e habilitado dos seus cognitivos saberes decidir se será teísta ou ateísta ou sexista, machista, feminista, carnívoro, vegetariano e etc. ou alienado, alienante, alienista ou tertium-genista ou abster-se de sua condição de gênero e tentar ser assexuado. Ou não?
Ofertar, assegurar, dispor, garantir e protagonizar o Ensino, a Educação, seus Princípios Axiológicos Éticos, Morais e a justa Valorização de seus Professores e Alunos é o dever básico, fundamental, essencial e elementar de todo e quaisquer Estados Democráticos, Humanitários e de Direitos, mas, gize-se por supino, nada imposto é tolerável, aceitável ou suportável; não se pode estuprar o livre pensar mediante sua liberdade de livre expressão de seus pensamentos, nem tanto aos céus nem tão pouco à terra. Liberdade infinita é mera utopia insana.
O Estado deve ensinar os caminhos e como caminhar, mas as trilhas, percursos e destinos cabem a cada um seguir, trilhar e buscar desde que não se desvie do correto, certo, “rectus, recto, directus” e do dever-poder a que todos devem ter como Direito.
Liberdade SEM limites é anarquia nunca democracia. Anomia nunca!
Abr

*JG

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

POR QUÊ TEMER AO “ASCETA DE GARANHUNS”?

Joilson Gouveia*

Medo ou justo receio ou apreensão todos têm quando se deparam com saltimbancos, vigaristas, palermas, patifes, facínoras, meliantes, marginais, delinquentes, assaltantes, ladrões ou bandidos, o que seria normal, natural, comum, curial e trivial que todo cidadão de BEM temesse um e aceitável até fique trêmulo de atemorizado perante um, o que não é o caso do asceta de prístinas virtudes* pernambucano mais virtuoso, probo, impoluto, imaculado e honesto “dessepaiz”, uma fonte límpida e inesgotável de “caráter”, “honestidade” e de “lisura”, um “verdadeiro paladino da ética e da probidade”, onde não há uma vivalma ou vivaldino mais ilustre e escrupulosa que compita ou o supere, nem mesmo sua “criatura” chega a ser mais pura que seu “criador”, ainda que admita que possa existir igual a eLLe; claro! *Vide mais sobre o “asceta de Garanhuns” aqui, a saber: http://m.opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,o-asceta-de-garanhuns,10000012952.
Como temer a quem “salvou o Brasil e aos brasileiros”? O “cara” que disse ter “pago a dívida externa dessepaiz”! Um cara que disse: “feliz do país quem tem um político da magnitude do Zé Dirceu” e que “nunca existiu mensalão” e que “quando um companheiro é atacado, na dúvida, eu fico com ele”, mas sequer visita-os no xilindró onde estão Vaccari, Dirceu e tantos outros “cumpanhêros”.
Doutro giro, será que o senil, debilitado, demente, alienado, alienista e alienígena arauto escarlate remunerado sequer lê ao que a própria Gazetaweb.com noticia, edita e divulga em suas manchetes e matérias, a saber: http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia.php?c=2994, onde se retrata a exorbitante, incomensurável e estratosférica dívida pública brasileira, reconhecida, admitida e divulgada pelo próprio "guverno" e Tesouro Nacional, cujo pibinho é negativo e decrescente e de -3,5%, com INFLAÇÃO, DESEMPREGO e JUROS de dois dígitos, com U$ 1,00 a R$ 4,00 e um litro de gasolina de R$ 4,00 ou mais, e um aumento de energia anunciado de 86% a mais dos 56% de 2015?
Ora, se tudo isso é fruto dos “golpistas”, “coxinhas”, “PIG”, “zelite ariana” e das “viúvas” de quem não morreu que estão sem liderança alguma, por que os três citados (Cunha, Bolsonaro e Paulinho) seriam os seus “líderes” ou “heróis”? – “Desgraçado o país que precisa de heróis” e “Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem”. Bertold Brecht.
Há o que temer? Sim! Não ao “asceta de prístinas virtudes”, mas, como dissera o grande Nobel da paz, Martin Luther King: O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons. Portanto, devemos temer ao assustador silêncio funesto, nefando e nefasto ou sepulcral, mórbido e cúmplice dos bons e dos moucos, silentes, quietos e calados ou omissos sindicatos dos trabalhadores que nada dizem, falam ou fazem em defesa dos mais de um milhão e meio de desempregados formais e de carteiras assinadas que perderam seus empregos e trabalhos somente em 2015.
Enfim, ninguém teme ao cão feroz que jaz inerte, inerme, inane e morto!
Abr

*JG

domingo, 24 de janeiro de 2016

ELLA É A PRÓPRIA CRISE

Joilson Gouveia*
Como já havíamos dito, repetido e reiterado em nosso modesto Blog, vejam aqui, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2014/10/treze-anos-de-engodo-ardis-e-desvios-ou.html, “eLLes chegaram lá” e lá estão há mais de três lustros, mas o Brasil e seus cidadãos brasileiros e cidadãs brasileiras naturais, nativos, naturalizados e turistas amargando, sofrendo e padecendo com os efeitos de uma CRISE, que é usada conforme suas conveniências, ora mundial, geral, ampla e irrestrita, ora local, “marolinha” e interna brasilis –, inclusive já dissemos, repetimos e reiteramos isso, a saber:
É simples: todos têm culpa; menos eLLes!
1) Por que aqueles tais de movimentos sociais dos SEM – teto; terra; trabalho; emprego; vergonha, escrúpulos e etc. – continuam SEM? 2) Quantos assentamentos e quantos assentados e quem são esses “assentados” e ainda há para “assentar”?
Antes diziam ter tirado mais de 50 milhões da pobrezacreio que tiraram mesmo e nunca devolveram um único centavo sequer; claro! Que já foram 36 milhões ou 20 milhões -  agora são apenas 14 milhões (vide Orçamento do “guvernu” federal) onde ninguém sabe onde está a verdade ou o que é verdade! É fato!
Entrementes, sabe-se que são inúmeros, incontáveis e incomensuráveis todos os apaniguados sequazes aparelhados, arraigados e incrustrados nas hostes dos três Poderes; há quem diga que são mais de 139 mil cargos comissionados – e que eLLa disse ter demitido uns trezentos, para enxugar a folha de pagamentos de sua máquina administrativa monstruosa de seus 39 ministérios e centenas de agências reguladoras, que chamo de empregadoras.
Enfim, Há INFLAÇÃO, DESEMPREGO E JUROS de dois dígitos, com U$ 1,00 valendo mais de R$ 4,00, inclusive um litro de gasolina comum de quatro reais ou mais e de álcool a R$ 3,00 ou mais, mas há um maravilhoso mundo de Bob ou das vinhetinhas do “guvernu” onde tudo está às mil maravilhas e não há CRISE! 
Claro que não há, pois, estão todos esses que os defendem mamando nas tetas da viúva; claro! Ganhar sem trabalhar é a tônica que os apraz, os satisfaz e os compraz, meu rapaz! Assim, também, já é demais; ou não?
Quanto aumentos de energia, em menos de um ano?
Por que estão e estamos todos contra o putê? Respondam-nos, sim?
Tudo isso só ocorre porque a “vaca de coqueluche” – segundo Marcelo Madureira – tossiu feio e a “mandioca” não foi enaltecida, laureada e reconhecida como deveria ter sido, para que pudéssemos engarrafar ou “armazenar ventos”, consoante apregoa a “muié sapiens” que mais entende de Aedes Aegypti.
Abr
*JG



quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Há tempos que filhos de pobres alçam às Universidades, seus idiotas!

Joilson Gouveia*

Louve-se aos comentários de “Fernando”, “Nelson”, “Antonio”, “Rubens Mário” e aos demais que exprobam, objurgam, rechaçam, divergem e demonstram coerentes, pertinentes e procedentes ideias lúcidas, díspares e contrárias às esposadas aqui, pelo arauto escarlate senil debilitado, ensandecido ou entorpecido em seus delírios desvairados ou alucinados e esquizofrênicos próprios de alienados, alienígenas, alienantes e bem remunerado para esse fim, meta e objetivo: tentar fazer intransigente defesa e enaltecimento dos feitos e malfeitos dos comunapetralhistas; além de desconstruir, desconstituir, dissimular e ludibriar conjunturas, realidades e fatos com suas conjecturas insanas com a práxis de Paul Joseph Goebbels e da consuetudinária cartilha esfarrapada de Gramsci e os podres escólios doutrinários de Karl Marx & Engels.
Saibam todos, pois, ele aufere por isso, com isso e para isso: defender o indefensável; explicar o inexplicável e justificar o injustificável. Além de assessor parlamentar júnior da presidência do senado, que se diz ser jornalista, o dito cujo ainda mama nas tetas das emissoras televisivas Educativa de Alagoas; Gazetaweb.com e Gazeta de Alagoas, consoante se vê de seu perfil no Facebook, sem sair do DF. “Pode isso, Arnaldo?
Nas minhas quase seis décadas de existência, de vida e de lutas, porquanto filho de simples soldado da briosa e de pescador, para subsistência, que estudou, ralou e venceu, sobretudo nos ensinou a pugnar pelo BEM e pelo bom, honesto, honrado, correto e o melhor, que forjou seus quatro filhos moldados em escolas públicas ou como bolsistas de escolas privadas, mas que se formaram na UFAL, uma em Odontologia e eu em Direito, e duas na Fadima/Cesmac; conheci e conheço vários médicos, filhos de barbeiro, de pedreiro, de serventes de pedreiros, de jornaleiros, de carroceiro, de taxistas, de lavadeiras de roupas e de costureiras e etc. ou advogados, dentistas, enfermeiros e técnicos em enfermagem, engenheiros, arquitetos, formados na UFAL, na extinta Escola de Ciências Médicas, hoje Uncisal.
Enfim, nem era ‘ERA’ de governos dos comunpetralhas, e somente quem estuda, luta e persevera alcança suas metas, fins, objetivos e vitórias. Além de Joaquim Barbosa e Enéas Carneiro, há centenas de milhares de outros vencedores sem as muletas das cotas. Ah! E sem cotas ou redução dos níveis de avaliação. Antes havia exames de admissão ao Ginásio e Vestibular, para se chegar ao canudo de papel. Hoje, a “pátria educadora” deixa o Brasil em níveis e índices oprobriosos; ou não? E creio que o título de seu texto deveria ser assim: “Filho de pedreiro estudando Medicina! ‘Pode isso, Arnaldo’? ” Ou não?
Abr

*JG

domingo, 17 de janeiro de 2016

O FUNDAMENTAL É A SUA SAÍDA: POR RENÚNCIA OU IMPEACHMENT

Joilson Gouveia*

Um site, de um jornal caetés, noticiou o seguinte, a saber:
A presidente Dilma Rousseff defendeu agilidade na aprovação da proposta de emenda à Constituição que recria a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).Acho que é fundamental para o país sair mais rápido da crise aprovar a CPMF”, disse, durante café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (16), no Palácio do Planalto”. (Sic.) – sem grifos no original. Fonte: http://reporteralagoas.com.br/novo/dilma-aprovar-cpmf-e-fundamental-para-pais-sair-da-crise/
Notem bem: eLLa ”acha”.
O achismo é prova bastante de que inexiste programa, projeto, plano ou diretriz nesse desgoverno. O empirismo imediatista demonstra a falta de planejamento estratégico, tático e executivo ou operacional, sobretudo a falta de políticas econômica, financeira, monetária, fiscal ou tributária, dentre outras mais. Há, nesse sentido, uma acefalia senão microcefalia ou mesmo anômala anomia.
Ora, agora há crise no país? Passou seu primeiro “governo” dizendo não haver crise alguma; esta era, no mínimo, uma “crise” dos outros países ou global, uma “marolinha” para o Brasil.
Depois, passou a culpar a CRISE MUNDIAL.
Agora, há uma crise, e no país? Quem pôs nosso país - assim–e minúsculo, para refletir seu PIB negativo e seu “crescimento” econômico e, também, nos demais índices sociais e educacionais – em crise senão eLLa?
Já dissemos e reiteramos antes, em nosso Blog: eLLa é a própria CRISE, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/08/o-brasil-e-seus-dois-quintos-dos.html, bem como, também, já averbamos e assestamos que, para o BEM do Brasil e de todos os brasileiros e de brasileiras honestos, honrados, decentes e de BEM a saída é a sua saída, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/10/a-saida-e-sua-saida.html.
Enfim, sem maiores delongas, incertezas ou “achismos”, empirismos imediatistas, suposições e adivinhações, o elementar, básico, essencial ou FUNDAMENTAL é a aprovação do IMPEACHMENT, e já não será tardio, a despeito de toda amolgável postergação protelatória procrastinatória dada pelos escarlates de toga, no STF, que deu a eLLa, por sinecuras, benesses, graçolas e gratuitas nomeações e ascensões de apaniguados, sequazes e parentela, um pouco mais de tempo e fôlego para preparar sua defesa ou renúncia, antes que a Comissão Especial do Parlamento homologue o libelo acusatório, com fulcro no arrazoado e bem fundamentado Processo de Impeachment, instado pelos intrépidos, notáveis, notórios e renomados jurisconsultos e cidadãos patriotas.
Reiteramos: abaixo a clePTocracia escarlate e de todos os matizes, e já!
Abr

*JG

sábado, 16 de janeiro de 2016

É preciso passar o Brasil a L.I.M.P.E.

Joilson Gouveia*

O site do MSN editou uma sinopse do que teria dito a ignara, incauta, ingênua, inocente, inexperiente, pueril ou ignorante presidentA – aquela que ignora, nada sabe nem soube nem sabia de nada, ou seja, que desconhece de tudo e sobre tudo que se lhe é imputado, desde Pasadena, quando “presidia” o Conselho Diretor da PTobrás, extinta Petrobrás, - que detinha e detém exclusivos, específicos, privativos e amplos poderes para o SIM ou o NÃO às sugestões de seus diretores. É fato!
Como não saber? Assinou a autorização da compra SEM LER?
Falsificaram sua assinatura? Foi ludibriada pelos demais diretores?
Eis, pois, o que disse eLLa, segundo referido site e link, a saber:
A presidente Dilma Rousseff voltou a dizer nesta sexta-feira, 15, que não teme denúncias, criticou vazamentos e se mostrou disposta a apresentar qualquer documentação sobre qualquer tema. "Nos últimos dias tem havido denúncias, essas denúncias são de vazamentos. Eu não sei se as delações estão feitas ou não”. (Sic.) – Se grifos no original.
1) Ora, se não sabe porque falar sobre algo que não sabe?
Delação de quem, vazamento de quem. Mas me permita dizer, nós responderemos, eu especialmente, responderei qualquer coisa, em quaisquer circunstâncias", disse a presidente durante café da manhã com jornalistas de sites, revistas e agências internacionais. (Sic.)
2) Respostas apenas não, urge que apresente provas, explicações e justificativas, afinal quem é o responsável pelo seu “governo”? Publicidade não significa senão transparência de seus ATOS enquanto servidor público número um da Pátria.
Dilma disse ainda que as últimas denúncias que saíram "são repetições". "Para cada um dos jornais que pediram nós enviamos toda uma resposta a respeito de quem quer que seja. Se tornarem a pedir, nós tornaremos a enviar. Não tem nenhuma novidade nesta questão", afirmou. (Sic.) - Sem grifos no original.
3) Ora, se sãorepetições” eLLa sabe do que se trata; ou não?
Essa semana foi revelado que, em delação, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró declarou à Procuradoria-Geral da República ter ouvido do senador Fernando Collor (PTB-AL) menção à presidente. Segundo Cerveró, em setembro de 2013, Collor afirmou que Dilma permitiu que ele tivesse liberdade para indicar os cargos de comando na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras.
Segundo Dilma, as informações veiculadas não são claras. "A gente não sabe quem disse, quem falou e se é garantido. Não tem clareza. Para nós as perguntas nunca vêm claras", reclamou. "Quem disse? Quem me garante? Disse aquilo mesmo? E em que contexto?", questionou a presidente.
Cerveró mudou em sua delação premiada a versão sobre um suposto pagamento de US$ 4 milhões à campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. O montante, segundo publicou nesta semana o jornal Valor Econômico, teria vindo de obras da refinaria de Pasadena.
Segundo a reportagem, menções à presidente Dilma também sumiram na delação. No documento prévio, Cerveró a citava três vezes; no depoimento posterior, nenhuma. Uma das menções originais era que "Dilma incentivou Nestor Cerveró para acelerar as tratativas sobre Pasadena. Sempre esteve a par de tudo que ocorreu na compra daquela refinaria, e realizou diversas reuniões com Nestor durante todo o trâmite".
Sem citar Cerveró, a presidente afirmou que as não há nenhuma novidade sendo veiculada e que as notícias já são publicas há dois anos. "Já teve até em CPI", lembrou a presidente. "Querem a informação? Dou calhamaço feito com todas as atas do Conselho da Petrobras", disse. "Se alguém quiser poderia me pedir hoje, estou fornecendo hoje. Como eu sempre fiz", afirmou. Com informações do Estadão Conteúdo. (Sic.) – se grifos no original.
4) Resta claro, do exposto e acima transcrito, que a imputada desconhece aos Princípios que regem a Administração Pública, segundo nossa carta Cidadã, a saber: Legalidade; Impessoalidade; Moralidade; Publicidade; Eficiência.
5) Se, enfim, executou todos os seus ATOS dentro desses Princípios não há o que temer. Entrementes, urge que os explique, esclareça-os prove-os e comprove-os, caso contrário sofrerá, decerto, as sanções cominadas nas leis e amargará o inescusável, inexorável, inalienável e inadiável Processo de Impeachment, o qual, iniciada sua tramitação, não mais poderá ser beneficiada com o Instituto da Renúncia, como o fez Collor, mas será cassada e defenestrada no Poder, para o bem do Brasil e dos brasileiros decentes, honestos, honrados e de BEM, “destipaiz”.
Para mim, será impedida, cassada, presa e confiscado seus bens, mormente se originados por meios esdrúxulos, espúrios, escusos e ilícitos ou ilegais, se for o caso; claro! Dura lex sed lex.
Abaixo a clePTocracia!
Abr

*JG

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

NOVOS BÁRBAROS INSANOS E BARBARIDADES BESTIAIS

Joilson Gouveia*

Disse uma autoridade do Poder Público bandeirante, no site do MSN, sobre os “protestos” contrários ao aumento de passagens de coletivos e confronto polícia versus manifestantes encapuzados ou mascarados, a saber:
O direito à manifestação deve ser respeitado. O que não é tolerável é o cometimento de crime. Precisamos demonstrar a responsabilização de todos aqueles que praticam abuso. A população não pode ser penalizada nem perder o direto de manifestação.” (Sic.)
O direito de manifestação do cidadão, cidadã, sociedade, comunidade, povo ou população ou de livre expressão do seu pensamento é fundamental, essencial, sacrossanto, inalienável, impostergável e Direito Constitucional insculpido na nossa carta Cidadã, portanto, é mais que Lei. Todavia, onde, quando, como, quanto e quem ou qual parcela da população ou de cidadãos e cidadãs foram instadas ou autorizaram e outorgaram aos tais “movimentos” alguma “procuração” para manifestarem-se em seu favor?
O direito de manifestação e de reunião é livre, desde que comunicado ás autoridades responsáveis sobre seu intento, dia, hora e lugar, para não ofender, prejudicar ou ferir aos diretos dos demais cidadãos que não queiram nem pretendam participar de tais eventos; claro!
No entanto, é como circula na grande rede da web e demais redes sociais: “não é pelos 30 centavos é o 13”; é pelo e para o tal 13 escarlate, acrescento eu. Como entender esses manifestantes “indignados” com majoração de 20, 30, 40 ou mais centavos, que não se indigna, não se revolta nem se rebela com rombos de mais de 120 milhões de déficit e “pedaladas” do Erário e outros tantos desvios, doações, “perdões” e rombos do PTrolão?
Por que não se manifestam contra as majorações de energia, água, combustíveis e novos impostos que eLLa quer nos IMPOR goela abaixo?
Quantas ações judiciais contra tais aumentos e majorações de transportes coletivos, que jamais foram nem serão públicos, foram impetradas contra as leis que majoraram as passagens?
Parece aquele movimento de ocupação de escolas havido em SP, mas em nada se rebelam contra os CORTES no orçamento da Educação da tal “pátria educadora”?
A quem representam esses mascarados e encapuzados, meliantes violentos, vândalos e depredadores do patrimônio público e privado, que afrontam, agridem, ferem, desobedecem e desacatam ordens legais e suas autoridades constituídas?
Será que não sabem ou não querem se expressar, falar, dialogar ou discutir dialética, urbana e civilizadamente?
Seriam os novos bárbaros em sua barbárie e barbaridades bestiais ensandecidas e insanas?
Para mim, querem é apenas uma pífia, vã, inútil e debalde tentativa desesperada de desviar o foco do noticiário da lava-Jato e do urgente e imprescindível IMPEACHMENT, já em mora e tardio em face da postergação procrastinatório dos escarlates de toga do e no STF, mas, ainda assim, tramitará e chegará a termo e ao seu cabo. Aguardemos!
FORA, ClePTocratas escarlates e de todos os matizes, e já!
Abr
*JG

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

BRASIL: URGEM REFORMAS FISCAL, FINANCEIRA, TRIBUTÁRIA E POLÍTICA; PÓS IMPEACHMENT – TÁBUA DE SALVAÇÃO DO BRASIL.

Joilson Gouveia*

Prosseguindo no tema “Para endireitar e salvar nossa Pátria Amada Brasil”, no qual destacamos dez pontos distintos de urgentes medidas de salvação do Brasil, sobretudo de seus cidadãos e cidadãs patriotas de BEM.
O Brasil, nossa querida e amada Pátria, tem uma população de 200,4 milhões de habitantes, segundo dados do último Censo Demográfico de 2010, do IBGE, que nos informa em seu link, a saber: https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=popula%C3%A7%C3%A3o+brasileira+atual .
No entanto, sua população economicamente ativa, laborativa ou trabalhadora é bastante irrisória e muito aquém ou abaixo dos países em desenvolvimento ou desenvolvido.
  • Todo país, seja subdesenvolvido ou desenvolvido, possui uma população economicamente ativa. Essa parcela do contingente populacional representa todas as pessoas que trabalham ou que estão procurando emprego. São essas pessoas que produzem para o país e que integram o sistema produtivo. A população de idade ativa é dividia em: população economicamente ativa e não economicamente ativa ou mesmo inativa.
  • No caso específico do Brasil, a população ativa soma aproximadamente 79 milhões de pessoas ou 46,7%, índice muito baixo, uma vez que o restante da população, cerca de 53,3%, fica à mercê do sustento dos economicamente ativos. Em diversos países, o índice é superior, aproximadamente 75% atuam no setor produtivo”.
  • No Brasil, os homens representam 58% e as mulheres 42% daqueles que desenvolvem atividades em distintos setores da economia. Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/populacao-economicamente-ativa-brasil.htm .

Entrementes, segundo informa o IBGE, tem-se o seguinte, a saber:
  • Segundo os dados da Pesquisa Mensal de Emprego, apurada em abril de 2015, o número de pessoas com 10 anos ou mais de idade (consideradas em idade ativa), para o conjunto das seis regiões metropolitanas onde a pesquisa é investigada, foi estimado em 43,6 milhões. Esta estimativa ficou estável quando comparada com o resultado de março. Frente a abril de 2014 este contingente cresceu 0,7%. A população economicamente ativa (formada pelos contingentes de ocupados e desocupados) foi estimada em abril de 2015, para o conjunto das seis regiões pesquisadas, em 24,3 milhões de pessoas. Este indicador permaneceu estável em ambos os períodos de comparação (março de 2015 e abril de 2014). A taxa de atividade (proporção de pessoas economicamente ativas em relação à população em idade ativa) em abril de 2015 foi estimada em 55,8% para o conjunto das seis regiões pesquisadas. Esta estimativa não variou na comparação com o mês de março. Em relação a abril de 2014, o quadro também foi de estabilidade. O contingente de pessoas ocupadas em abril de 2015, foi estimado em 22,8 milhões para o conjunto das seis regiões, refletindo estabilidade nas análises mensal e anual. Regionalmente, a análise mensal mostrou que essa população não apresentou variação em nenhuma das regiões metropolitanas. Quando comparada com abril de 2014 foi observada queda em Belo Horizonte (-2,7%) e estabilidade nas demais regiões pesquisadas”.
  • Fonte.:ftp://ftp.ibge.gov.br/Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Mensal_de_Emprego/fasciculo_indicadores_ibge/2015/pme_201504pubCompleta.pdf

Todavia, dessa ínfima parte de população ativa ou laborativa, quantos contribuem ou descontam Imposto de Rendas ou sobre rendas?
  • Quanto maior o salário, mais Imposto de Renda se paga. A porcentagem que a Receita Federal cobra de imposto sobre o rendimento do contribuinte aumenta conforme o salário sobe. Até um certo valor (R$ 1.787,77 por mês e R$ 21.453,24 por ano, neste Imposto de Renda 2015), o trabalhador está isento de impostos.
  • Acima disso, a tributação é feita por faixas (7,5%, 15%, 22,5% e 27,5%).

Entrementes, ainda assim, no ano de 2015, tivemos uma marca recorde de arrecadação de impostos, tributos, taxas e contribuições, a saber: 

Pode-se inferir, do exposto acima, que apenas uma pequena parcela, muito pequena ou ínfima de brasileiros trabalhadores decentes, honestos, honrados, de bem e contribuintes sustenta a uma imensa maioria de isentos e de comensais aparelhados ou comissionados nas tetas da viúva, cujo número exato excede aos 139 mil de asseclas, séquitos e apaniguados escarlates e, também, dos chamados partidos da coalizão vitoriosa”, sem descurar das imensas legiões de bandoleiros, bandidos e depredadores do patrimônio alheio público e privado pelos tais movimentos sociais de trabalhadores sem-terras e sem-teto, ONG’s e de dependentes do tal Bolsa Família, que continuam sem terras, tetos, trabalhos e empregos condignos. 
Onde os dez milhões de postos de trabalho nesses treze anos de engodo, embromação e enganação?
Enfim, empós o IMPEACHMENT, urge que exijamos as efetivas, urgentes e imprescindíveis REFORMAS citadas aqui e no texto anterior, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/01/para-endireitar-e-salvar-nossa-patria.html .
Abr

*JG

UMA SIMPLES GOTINHA NUM OCEANO DE MILHÕES SOFRIDOS CIDADÃOS BRASILEIROS

Joilson Gouveia*

Criança, aquela de zero aos doze anos, não morrer em um ano, de fato é um feito inédito, inusitado e deveras louvável; claro! Merece encômios, destaques e amplamente enaltecidos tais feitos, sobretudo no Nordeste!
Todavia, para maior confiança, respeito, credibilidade e fidedignidade da notícia, principalmente quando egressa, originada ou dimanada de um contumaz loquaz, mendaz, falaz e dissimulado e dissimulador, escamoteado e escamoteador, oprobrioso ludibriador e difamador de verdades, fatos, realidade e conjunturas em suas conjecturas ou práxis noticiosas nunca imparciais, além de ser um fanático ardoroso de Paul Joseph Goebbels – aquele ministro da comunicação nazista, que cria que uma verdade repetida mil vezes se faria verdade – bem por isso, antes de comemorarmos, aplaudirmos e elogiarmos ao feito, urge, pois, que se especifique quantos nasceram com vida e estão vivo nesse período citado; ou não? Se é que houve nascimento e que não houve óbitos de nenhuma criança; ou não?
Aliás, o que é um único município dentre os mais de 5570 existentes no Brasil? O que representa de êxito, sucesso e vitória em Barras dentre aos demais 224 municípios do Piauí? Barras, que fora desmembrado em mais oito, tem uma população de 45.786 habitantes, segundo do IBGE.
É, pois, ainda, apenas uma simples gotinha num oceano de mais de 210 milhões de brasileiros, que sofrem, amargam, padecem e morrem nas filas intermináveis, cruéis e danosas de um SUS falido, que teve mais de 12574 leitos desativados nesses tempos escarlates.
Pode não ter morrido nenhuma criança como pode não ter nascido nenhuma e até mesmo morrido todas as crianças antes desse tal período - é que alguns usam a estatística como um bêbado ao poste, mas para se apoiar que desfrutar de sua luz e iluminação; claro! Por falar em "poste", como bem o disse o ministro do STF, Gilmar Mendes, eLLa já preparou sua defesa no Processo de Impedimento, hein "bobinho"? Particularmente, discordo que seja um “poste” por faltar-lhe luminária.
Ah! Por falar em processo de impedimento ou IMPEACHMENT, que independe de quaisquer entendimentos ou de qualquer parecer, despacho, decisão ou sentença de quaisquer um dos togados escarlates da mais alta corte de Justiça, para seu prosseguimento, continuidade e tramitação, depois de protocolizado, recebido e aceito pelo presidente da câmara – que rejeitara a 27 dos 34 pleitos postulados e protocolizados, no Congresso Nacional – a Comissão Especial da Câmara, por competente, e secretamente escolhida e eleita para isso, é quem decidirá sobre as imputações contidas no bojo do Pleito de Impeachment, dos mais civilizados, notórios, notáveis, intrépidos e destemidos jurisconsultos signatários do remedium juris constitucional, democrático, político, jurídico e ético de que dispõe toda Nação que se diz ou pretende ser um Estado Democrático, Humanitário e de Direito.
Enfim, leiam aqui, a saber:
Abr

*JG
P.S.: Postado no site Gazetaweb.com, no Blog do Bob, que tem CENSURADO nossos comentários.