quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

AS MERCADORIAS VENCIDAS NÃO TÊM VALIDADE ALGUMA

Joilson Gouveia*

I – Proêmio – O ainda vigente Decreto-Lei 4657/42, que é conhecido como a “Lei de Introdução ao Código Civil de 1916” (revogado pelo atual Código Civil – Lei 10.406/2002, que manteve aquele decreto incólume), traz em seu “Art.3o Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece”, especialmente ao Art. 6°, a saber:
Infere-se, pois, dos dispositivos acima citados, que a lei nova vigora de sua vigência para frente e para todos (geral), seus efeitos são ex nunc, jamais ex tunc – retroativos da data de sua sanção para o passado!
Ademais, em termos de competência, capacidade ou do poder legísfero estadual, nossa Carta de 1989, é de uma clareza solar ao definir e estabelecer o seguinte, a saber:
  • Art. 86 - A iniciativa das leis complementares e ordinárias cabe a qualquer membro ou comissão da Assembléia Legislativa, ao Governador do Estado, ao Tribunal de Justiça, ao Tribunal de Contas, ao Procurador-Geral de Justiça e aos cidadãos, na forma prevista nesta Constituição.
  • §1º - São de iniciativa privada do Governador do Estado as leis que:
  • I - fixem ou modifiquem o efetivo da Polícia Militar;
  • II - disponham sobre:
  • a - criação, transformação e extinção de cargos, funções ou empregos públicos, na administração direta, autárquica e fundacional pública, e fixem ou aumentem a sua remuneração; (...)
Eis, pois, que um webjornal caetés noticia-nos que será promulgada uma “nova lei” que altera, modifica e revoga alguns artigos específicos do Estatuto dos Policiais militares caetés, que é de 1992: Lei 5346; cuja competência é privativa do Chefe do Executivo estadual, onde determinado parlamentar assesta o seguinte, a saber:
  • De acordo com as modificações, a idade de acesso ao cargo de soldado de polícia será de 35 anos, cinco a mais que a idade determinada pela lei anterior, que exigia 30 anos.
  • Segundo o deputado, atualmente a aposentadoria de um policial militar obedece a uma tabela que vai dos 47 anos até os 62 anos de idade. A partir desta lei, a categoria poderá ficar em atividade até os 65 anos, para homens e 60 para mulheres.
  • Francisco Tenório explicou ainda eu na lei anterior o oficial promovido a coronel só poderia ficar até cinco anos no cargo, independente da idade. A nova lei permite que ele fique até completar 65 anos.
  • Já quanto a militares do sexo feminino, Tenório disse que atualmente, mesmo que só tenham 17 anos de serviço, elas se aposentam com 47 anos e com valor da aposentadoria reduzido. Com a nova lei, elas poderão continuar até os 60 anos”. (Sic.) - Na íntegra in http://www.cadaminuto.com.br/noticia/313606/2017/12/06/ale-decide-promulgar-lei-que-altera-idade-para-ingresso-e-aposentadoria-na-pm - sem destaques no original.
II – É o velho caso daquele surrado aforismo: “emenda pior que soneto”!
A toda obviedade, clareza e evidência, eivada de vícios de inconstitucionalidade formal e material, por incompetência, além de uma reformatio in pejus – reformar para pior – quando todos aqueles, que ingressaram sob a vigência do “alterado estatuto”, têm em mente, anelam, sonham e desejam conquistar sua aposentadoria: reserva remunerada por tempo de efetivo serviço facultativo (30 anos) ou compulsório (35 anos); eis que ela “permite que se excedam referidos tempos, priorizando apenas a idade física ou biológica do sujeito castrense feminino ou masculino.
Seria hilário senão fora tragicômico: o brioso será ancião-legal, mas ainda no efetivo serviço ativo! – Há pouco a retórica era a oxigenação da corporação; lembram?
As reservas (aposentadorias) voluntárias e compulsórias perderão suas eficácias, mesmo aos que ingressaram na Corporação antes da vigência desta “nova lei”?
Inclusive, insto que leiam aqui o que dissemos sobre o imbróglio, quizila e celeuma ou mixórdia de uma emenda pior que soneto, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/07/uma-emenda-e-pior-que-um-soneto-ou-nao.html;

III – O remédio é o mandado de segurança coletivo - Aliás, se não bastantes as flagrantes inconstitucionalidades destacadas, há infensa afronta à lei de introdução ao código civil destacada no proêmio, cujas alterações, modificações e/ou revogações específicas do Estatuto de 1992 - EPMEAL, somente, só e tão-só para benesse, benefício, graçola ou beneplácito indevido, particular, privado e privativo de alguns que já excederam seus tempos compulsórios (35 anos de efetivo serviço na corporação), portanto, com seus tempos de validade vencidos, ficarem ad aeternum na ativa por inexplicáveis, injustificáveis, inconfessáveis e comezinhos interesses; ou não?
Ademais disso, todos os briosos castrenses que ingressaram na corporação nos idos de 1982, 1981, 1980, 1979 ou antes, por exemplos, já venceram seus tempos facultativo e compulsório, no serviço ativo nas corporações castrenses caetés, portanto, já é mais que hora de vergar o pijama; ou não?
- O que dizer daqueles que foram incorporados antes desses tempos citados acima?
A reserva ex-officio, além de Direito do brioso, é Dever-Poder do Chefe do Executivo, comandante-em-chefe das duas corporações, provocado pelas respectivas diretorias de pessoal e/ou presidentes de CPO. Acaso, revogaram os Artigos, 30, 49 até 52, do EPMEAL/1992?
Ainda que sejam revogados, a “lei nova” regulará os fatos presentes e futuros, só servirá aos que ingressarem depois de “promulgada”, se é que será – em sendo o remedium juris será o urgente, devido e competente Mandado de Segurança Coletivo, firmado por todas as associações.
Abr
*JG

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

UMA LIDE DE SALAFRÁRIOS: “ACUSE-O DO QUE ÉS E DO QUE FAZES”!

Joilson Gouveia*

A frase abaixo transcrita é exaltada, enaltecida e tida como “corretíssima e irretocável”, e atribuída ao admirado ídolo Ciro Gomes, inclusive o parabeniza pela sentença, a saber:
O pior salafrário é o político que diz que não é político. – Na íntegra in http://blogdobob.blogsdagazetaweb.com/2017/12/04/o-pior-salafrario-e-o-politico-que-diz-que-nao-e-politico/ - de salafrários eLLes entendem muito bem!
Pasmem! O que nos causa espécie, estupefação ou assombro é o arauto escarlate, pioneiro blogueiro caetés esquerdista de esquerda e à Esquerda, incondicional admirador e seguidor do homo lusco destacar e até elogiar como “corretíssima e irretocável” o achaque ao adversário do citado autor, que tenta dar uma taxionomia ou gradação ao patife ou desonesto como se pudesse haver mais, meio ou menos patife: pior, ruim, médio, regular ou bom e ótimo. Ora, patife, zé-cuecas, bisbórria, brochote é tudo do mesmo nível, patamar, laia e vala e sarjeta, da súcia matula e da escumalha a que pertencem!
Inexiste salafrário mais, meio ou menos desonesto ou patife máximo, maior, médio ou mínimo numa ORCRIM, pois que, uma vez desonesto sempre desonesto, tal e qual ao equívoco da mulher “meia-grávida”: ou se está grávida ou não! Existe meia gravidez ou metade da gestação, não meia-grávida!
Entrementes, não poderia ser de modo diverso haja vista que o ícone-mor deles já havia se autoproclamado “alma mais ONESTA do mundo”, mesmo admitindo e reconhecendo ser um ladrão, salafrário, finório, alarife e patife, a saber:
(...) além de não investigarem, apurarem, julgarem e expulsarem seus referidos camaradas já condenados/presos, ainda ousam desdenhar, afrontar e zombar de todos nós, cidadãos e cidadãs honestos, honrados, decentes, corretos e dignos trabalhadores probos e de bem, mormente aos servidores públicos concursados, como o fizera o acintoso “asceta de prístinas virtudes”, a ver:
A profissão mais honesta é a do político. Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem de ir pra rua encarar o povo e pedir voto. O concursado não. Se forma na universidade, faz o concurso e tá com o emprego garantido pro resto da vida.” (Sic.) – Sem destaques no original. Na íntegra in http://reaconaria.org/blog/reacablog/lula-diz-que-por-mais-ladrao-que-o-politico-seja-ele-e-mais-honesto-que-o-concursado/ - Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/11/a-eterna-nova-alianca-de-epicuristas.html
Ademais, como é práxis em suas bravatas, bazófias e falácias, disse o seguinte, a saber:
a) “Uma publicação em específico circulou pelo Facebook, Twitter e outras redes sociais. Uma foto antiga de Lula com uma declaração sua feita em 1988 chamou a atenção e foi compartilhada diversas vezes. “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia. Quando um rico rouba, vira ministro”, disse o ex-presidente em 1988. A frase, pronunciada na ocasião, foi comparado ao momento que Lula vive”.
b) O energúmeno, imbecil, idiota, salafrário, alarife e finório esqueceu quem eram (eLLe & eLLa: nesses treze anos de “pátria educadora”) os verdadeiros responsáveis pelo que questiona em suas falácias, bazófias e bravatas, a saber:
Quem é o culpado de um jovem de 25 anos estar preso hoje? O que deram de oportunidade para ele quando ele tinha 8 anos? Se não dou educação, trabalho, essa criança vai fazer o quê da vida? A gente percebe que o dinheiro que se economizou na educação no passado está se gastando hoje para se fazer cadeia. E cada vez vai custar mais caro…” Na íntegra in https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/4795/abatido-apos-vaias-lula-discursa-e-comete-um-condenavel-deslize
Entrementes, malgrado todos os malefícios legados, os séquitos de Joseph Paul Goebbels divulgam resultados "aferíveis" de pesquisas daquele mesmo instituto sério, confiável e verdadeiro feito nota de três reais -– ver ao final deste -. Esse tal instituto de pesquisas não é aquele que viu apenas 150 mil pessoas na Av. Paulista quando havia mais de 1,5 milhões de patriotas? Ou não?
Convém relembrar que, recentemente, nas eleições suplementares amazonense e piauiense, os candidatos apoiados pelo “preferido nas pesquisas” amargaram fragorosas derrotas, conforme noticiado no seguinte link, a saber:
Ah! Por falar em desastrosas derrotas, urge relembrar que sequer fez seu filhote vereador, em São Bernardo do Campo, considerado o “ninho da serpente” ou da asquerosa jararaca escarlate, em 2016!
Além do mais, tem sido ovacionado, xingado e hostilizado onde quer que apareça em uníssonos: “lulaladrão, seu lugar é na prisão”!; em comícios extemporâneos de umas trezentas pessoas ou um pouco mais, além dos seus fiéis “militontos” remunerados, o que prova que o “andarilho” de debacle caravana não está com essa bola toda!
Ademais, o sítio http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia/2017/12/lula-tem-34-bolsonaro-17-e-marina-9-aponta-pesquisa-datafolha-para-2018_44971.php, onde sequer há espaço para comentários ao noticiado, anuncia o salafrário em primeiríssimo lugar, mas sequer anda sozinho e sempre é hostilizado, vaiado e xingado aonde chega, quem acredita nessas “pesquisas”!?
Enfim, para entender melhor à lógica de esquerdistas de esquerda e à Esquerda, acessem, visitem e leiam no link a seguir, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/11/dissecando-o-assestado-e-prenunciado.html
Abr
*JG

P.S.: sem falar que fora expulso de um restaurante de “zelite”, como costuma deleitar!


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

O PODEROSO POVO DESEJA E O GENERALATO TEME, HESITA OU OLVIDA

Joilson Gouveia*

A despeito de ser favorável à INTERVENÇÃO MARCIAL CASTRENSE FEDERALIZADA, limitada, finita, temporária e provisória, para instauração da devida, urgente e imprescindível CORTE MARCIAL, para processar, julgar, condenar, cassar e expropriar, confiscar e repatriar a todos os bens, riquezas, divisas, tesouro e erário (desviados e doados ou emprestados pelos socialistas/comunistas, mormente nos últimos 5 lustros de desgovernos escarlates, aos camaradas mundo afora), em até 180 dias ou 24 meses, no máximo, novas eleições gerais com VOTO IMPRESSO em três vias, desde que a apuração, computação e totalização dos votos sufragados seja pública, clara, aberta, transparente e ostensiva; claro!
Urge lembrar que a imensa maioria dos atuais generais ascenderam ao generalato nos desgovernos escarlates, bem por isso vacilam, titubeiam ou hesitam e demoram em RETOMAR o Poder e devolver ao seu legítimo dono: O POVO BRASILEIRO; que está mais apático, arredio, alheio ou decepcionado, desmotivado e desesperançado que ordeiro, paciente, pacífico e pacato! Ou não?

Diga-se, pois, “Como se sabe as Forças Armadas têm por finalidade à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer dos poderes, da lei e da ordem”. E a vontade do poderoso povo está acima dos Três Poderes, das Instituições e dos Órgãos republicanos; ou não?
As enquetes das principais News, programas de rádios e tevês abertas, pesquisas e consultas dão índices de aprovação de mais 85% pela imediata, urgente e necessária INTERVENÇÃO, mas os milhões de patriotas intervencionistas que saíram às ruas sequer foram “cobertos e noticiados ou transmitidos e irradiados” pela mídia que come e bebe na mão nos desgovernos atuais, oriundos do maior estelionato eleitoral de todos os tempos, no Brasil e no mundo inteiro, quando Dias contou, computou e totalizou os mais de 54 milhões de votos que eLLa nunca os obteve: Não serei coveiro de provas vivas; posso até participar do velório, mas não carrego o caixão”. Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/08/onus-probandi-versus-dicere-et-non.html. Ou não?
Permita-me desconcordar do dileto amigo e do famigerado autor da obra que exaltas e que tenta enxovalhar ao regime democrático constitucional castrense federalizado do triunvirato militar, que fora instado pelo Congresso Nacional de então, que somente durou mais de 4 lustros pela teimosia, renitência, recalcitrância e revolta dos revoltados subversivos, insubmissos, terroristas e guerrilheiros escarlates treinados e preparados em Cuba, que foram à luta e às armas de guerras e guerrilhas terroristas rural e urbana!
Ditadura”? “Anos de chumbos” ou “período sombrio” e outros quejandos como “cruéis torturas”, por exemplo, foram ilações e imputações injuriosas, improváveis, inverossímeis, mendazes e falaciosas de useiros e vezeiros da verve de esquerdistas de esquerda e à Esquerda, séquitos sequazes de Paul Joseph Goebbels, do quilate, naipe e jaez de um convicto comuna Mário Lago: “diga sempre que sofreu torturas horríveis e cruéis”! – É que “uma mentira dita mil vezes vira verdade” –Goebbels!
Que ditadura foi essa em que o congresso funcionava, havia dois partidos ARENA e MDB legalizados (afora os clandestinos de sempre) e com eleições partidárias temporárias estaduais e municipais, inclusive eleições indiretas para presidente, quando tivemos “cinco ditadoreseleitos pelo Parlamento Nacional? Seriam ditadores temporários? Estranho, não?
- Os “ditadores-limitados ou temporários” ou resignados abdicavam ao cetro pacientemente a cada cinco anos; já os “eleitos democráticosmajoraram de quatro para oito anos – quando nascera o “mensalão” que tanto negam – e se pudessem jamais sairiam de lá, como intentado pelo “criador da criatura”!
Todos esses que apelidaram ao regime constitucional castrense federalizado de “ditadura-militar” defendiam e defendem à “democracia cubana”; ou não?
Ah! A cruel “ditadura-militar” ceifou quase ou mais de 400 pessoas (“pacatos” terroristas, subversivos, guerrilheiros, sequestradores, assaltantes, ladrões e assassinos, que justiçaram seus “camaradas” que pensaram em desistir ou se “acovardaram”: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2014-12-10/comissao-da-verdade-confirma-434-mortes-e-desaparecimentos-na-ditadura.html), isso tudo em “21 anos de cruel ditadura”, após fuçarem, vasculharem, espionarem e bisbilhotarem aos “porões da ditadura”, nesses mais de trinta e dois anos de “debacle redemocratização” – Éramos felizes, e como fomos felizes!
Menos, menos, por favor, amigo!
Abr
*JG
P.S.: Reitere-se que jamais tivemos uma ditadura-militar: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/10/jamais-tivemos-uma-ditadura-militar-e.html 

domingo, 3 de dezembro de 2017

PRECISAMOS DE MUITOS MAIS HIPÓCRITAS: VIRTUOSOS PATRIOTAS!

Joilson Gouveia*

Urge relembrar que a verdade nem sempre é a escarlate, a bem da verdade: realidade dos fatos!
Simples, próprio e típico de socialistas ou de cultos “pensadores críticos” da elite pensante e falante – muito mais falante que pensante, digo eu: "acuse ao outro daquilo que o és e do que praticas"! – Lênin. Ou não?
Por que seríamos desprovidos de virtudes, de ética, de caráter e de moral, bons costumes, saudáveis predicados ou de lisura, decência, honra e honestidade os que pugnamos pela “defesa da pátria, da família e dos princípios e valores cristãos, dos bons hábitos samaritanos, fraternos e caridosos”: (..) era mais comum encontrá-los em igrejas, clubes sociais, entidades filantrópicas, levantando a bandeira pública da defesa dos valores da Pátria e da Família? – Sic. Na íntegra in http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2017/12/03/hipocritas/
Ora, ao que se nos antolha e se nos demonstra e nos transparece à toda evidência, é que anelar e pugnar por mudanças desse status quo em que os esquerdistas de esquerda e à Esquerda deixaram nossa nação nesses mais de 32 anos contínuos de desmandos desastrosos de desgovernos escarlates seriam o suprassumo do progresso progressista – SQN!
Estamos com os piores índices e níveis de desenvolvimento educacional, cultural, econômico, social, integridade, tranquilidade, incolumidade, de ordem e segurança públicas (61,6 mil assassinados/mortos, todas vítimas de CVLI, só em 2016) e trabalhistas (há mais de 13,6 milhões de trabalhadores desempregados demitidos no último triênio, por exemplo) e ainda não querem que ergamos o dedo em riste e brademos: Chega! (?)
Que tipo de cidadão é esse que ergue e desfralda a bandeira vermelha com foice e martelo e rasga, queima e vilipendia a nossa bandeira nacional: um alienado, alienante e alienista?
Por que destruírem os valores familiares e abominarem aos cristãos ou evangélicos e às associações e entidades filantrópicas nas “igrejas, clubes sociais, entidades filantrópicas, levantando a bandeira pública da defesa dos valores da Pátria e da Família”?
Sem país, território em que habita um povo chamado nação, não se tem pátria nem família nem sociedade, nem mesmo os “virtuosos hipócritas” que somos todos – se somos todos hipócritas não há hipocrisia nem hipócritas, seguindo-se ao seu “conceito”, já esposado em textos anteriores; ou não?
Percebe-se, a toda prova, obviedade e clareza solar, que estão desesperados com o crescente avanço dos “hipócritas”, que bradam em defesa do Brasil, da pátria e da família acima de tudo e de todas as ideologias, sob os auspícios de Deus soberano e supremo, pelo bem de todos os brasileiros e as brasileiras decentes, honrados, honestos e dignos trabalhadores e cidadãos e cidadãs de bem desta espoliada, aviltada, achacada, desviada e doada pela escumalha de esquerdistas de esquerda e à Esquerda, ainda no Poder, nesses últimos 32 anos!
Enfim, é muito bom “Já Ir se acostumando”; claro! Chega de esquerdistas de esquerda e à Esquerda! O império da jararaca asquerosa ruiu ou foi desMOROnado. Morou! Ou não? :D
Abr

*JG

sábado, 2 de dezembro de 2017

O ENGODO ARDILOSO DO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Joilson Gouveia*

Deu, nas principais News e tevês abertas e, também, nos principais webjornais caetés, que há “quase um milhão de menores em trabalho irregular”, sendo quase “duzentas mil crianças”, segundo dados do IBGE!
Ora, certamente, que devem ser “menores” filhos ou parentes dos mais de “13, 6 milhões de desempregados”, demitidos no último triênio - e que nenhum dos sindicatos ou centrais sindicais de trabalhadores se preocuparam ou saíram em suas defesas, mas saíram, saem e sairão em defesa daquele dissimulado alarife finório mendaz, loquaz e mordaz RÉU/condenado e processado/denunciado noutros seis ou sete processos, inclusive um em Portugal -, mas há, ainda, quem queira-o de volta, para continuar aquilo que sua “criatura” não conseguira: socializar, comunizar, cubanizar ou venezuelizar nosso Brasil e torna-lo na “grande-pátria”, como anelado, querido e sonhado pelo finado sanguinário tirano cubano: Fidel Castro!
Aliás, para eLLes, é preferível evitar, reprimir e combater ao “trabalho infantil”, que somente existe por inexistir emprego, trabalho e renda aos mais de 13,3 milhões de desempregados demitidos atuais: legados dos desgovernos escarlates nesses últimos treze anos.
Pune-se e coíbe-se ao "trabalho infantil, de crianças e de adolescentes", mas nunca aos seus crimes e contravenções! Trabalhar e estudar nem pensar!
Leiam mais sobre o tema aqui, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/.../crianca-versus...
Em tempo: o que mais vimos, nas últimas três décadas, além da exacerbação exagerada do culto da sensualidade de nossas meninas e crianças ou de uma deliberada apologia sexual nas danças, letras e ritmos de músicas, desde o “axé, lambada, rap, reggae até o funk das periferias, ‘pancadões’ e de DJ’s e MC’s” – municiados ou movidos pelas drogas-, que proliferaram nas escolas, principalmente, mostradas nas tevês abertas em busca de audiências. Numa cega obediência à regra número UM daquele pernicioso “decálogo de Lênin”. Ou não? Ver na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/.../curra-ou-estupro...
Diziam-se “vítimas de golpe do golpista MT”, choramingavam as carpideiras escarlates e bradavam: “é gópis, é gópis!”; “fora Temer”; mas firmam “novas alianças” com o velho parceiro e fiel aliado que fora o vice ideal (escolhido a nove dedos por duas vezes seguidas) nesses quase treze anos!
Urge indagar aos caros amigos e amigas: vão cair nessa mais uma vez? :D
Abr

*JG

AS MINORIAS ACIMA DAS MAIORIAS: COISAS DAS “DEMOCRACIAS”

Joilson Gouveia*

Enquanto tentam conhecer ou “discutir e debater às doenças raras”, as velhas, comuns e “conhecidas doenças” (inclusive, algumas doenças que havia sido debeladas) continuam presentes, atuais e afetando, atacando e ceifando vidas humanas em hospitais sucateados 10″assistidos” pelo S.U.S.: “seu último suspiro”; como se tornou conhecido!
Aliás, somente no último desgoverno escarlate, no qual e em que “o atual”, apelidado de “golpista”, preside, mas “aliados” em nova aliança de “golpeados & golpistas”, foram desativados mais de 25.500 leitos em “hospitais” e UPA’s ou nosocômios.
É bem típico, enquanto tentam “descobrir, debater e discutir” – é o que mais fazem, e como discutem, os “cumpanhêros” – e “proteger minorias”, as imensas maiorias amargam, sofrem e padecem sem atendimento, assistência, medicamentos, tratamento e até “discussão”!
Afinal, onde estão aqueles eficientes e eficazes “médicos” daquele programinha dissimulado chamado “MAUS MÉDICOS, más saúdes”, que somente serve para abastecer aquela ilhota e/ou a pretexto de fazer caixa dois, haja vista que os “médicos” auferem apenas um terço do que “valem”?
É a mais valia “deLLes”: dois terços vão para os cofres do “democrático governo cubano”! Ou não?
Após tais debates, discussões e estudos, preparem-se: cotas paras as novas e velhas “DR”! 😀
Abr
*JG








“A MÃO QUE AFAGA É A MESMA QUE APEDREJA”

Joilson Gouveia*

Concordando com os lúcidos comentários do leitor “Marcus Vinicius”: especialmente com o teor da citação de Victor Hugo; que ilustra os “Versos Íntimos*, de Augusto dos Anjos; ainda que não desdenhe nem desmereça aos demais que instigam, açulam e incentivam ou anelam vê-lo candidato: o que, clara, obviamente e a toda evidência, independe da unilateral “vontade” dos “conscientes eleitores” e dos cidadãos e cidadãs de bem, que ainda creem nas democráticas eleições nessas e dessas “seguras, invioláveis e invulneráveis urnas digitais eletrônicas, da venezuelana Smartmatic, de George Soros” e, sobretudo, sem impressão do voto sufragado, cuja apuração, computação e totalização em nada pública, ostensiva e transparente nos conduz lembrar: “voto nada decide; quem conta os votos decide tudo” – Stalin.
Nada obstante tais sonhos, desejos e esperanças, ao meu parco entender e ponderada obtemperação, é uma forma dissimulada de desvia-lo ou desvirtuá-lo do seu mister profissional enquanto membro do Parquet, que deve estar incomodando à argirocracia dos plutocratas e cleptocratas dessa política contumaz na prática do compadrio, afilhadismo ou nepotismo, e “jogá-lo às feras”!
Aliar-se às poderosas feras inimigas tem sido, é e será sempre o estratagema velhaco e próprio dos mesmos velhacos, raposas e aves-de-rapina da política caeté e tupiniquim, no uso daquela surrada concepção dos esquerdistas de esquerda e à Esquerda: “se todo político é corruPTo e corruPTor” (ou pelo menos não há vestais, anjos e santos na política – assim em minúsculo mesmo), o que o tornaria mais um dentre eLLes; ou não?
Para melhor ilustrar o contexto acima, nada melhor que transcrever o seguinte, a saber:
Aliás, sobre esses pontos ardilosos acima “contextualizados” e “conceitos” pérfidos, maléficos, mendazes e mordazes já havíamos pontuado antes e editado, a saber:
Muito bem exposto, posto e esposado, meu dileto literato caeté e tupiniquim “Peninha”:
O conceito é um clássico, que só beneficia os malfeitores: se todos são bandidos, ninguém é bandido”. (Sic.)
Foi exatamente este o mote usado por eLLa, antes da tecida, tramada e urdida “queda sem coice”, quando, como e onde perdeu os “anéis”, mas conservou seus “tentáculos”.
Na frase deLLa: “todos os brasileiros são corruptos”; donde se poderia inferir que, se “todos somos corruptos”, “ninguém é corruPTo”; convenhamos todos nós, um conceito bem típico, próprio e característico de um autêntico “socialista sincero”; ou não?
Uma dissimulada criativa e derivada derivação daquele escólio leninista: “acuse-o do que és e do que fazes”! – Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/11/dissecando-o-assestado-e-prenunciado.html
O Parquet enquanto controlador, coordenador e supervisor externo das polícias estaduais e incisivo paladino fiscal da lei e hercúleo defensor dos diretos individuais, coletivos e difusos da Sociedade prestará melhores e relevantes serviços exercendo seu mister coibindo os abusos arbitrários e ilegais daqueles que acham e pensam estar acima da Lei e da Ordem; ou não?
Sei que dirão: mas ninguém é insubstituível e que ele não é todo o MPE e que há valorosos integrantes no Parquet, mas, ainda assim, nem todos têm a mesma disposição, abnegação, dedicação e vocação no cumprimento do dever-poder de ofício e de seu múnus público, infelizmente!
Uma corrente precisa de todos os seus elos unidos e juntos!
Abr
*JG
* Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!
Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem, que, nesta terra miserável,
Mora, entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.
Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.
Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija! – Na íntegra In
http://www.releituras.com/aanjos_versos.asp


sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

POR QUE CHORAMINGAM POR CARGOS E SALÁRIOS, NO ESTADO?

Joilson Gouveia*

Percebam os por quês e os porquês das tais estatais que existem na União, Estados e Municípios: simplesmente lotear seus cargos executivos, diretivos, consultivos ou gerenciais ou comissionados conselheiros de conselhos [só em AL “criaram”” mais de 60 conselhos; lembram? –, duvido que consigam precisar o quantum de conselheiros comissionados nessa legião de apaniguados e nepotistas ou de afilhadistas e, especialmente, as despesas com os custos e custeios com tantos sobrinhos à espera e à espreita de aneladas nomeações – com vistas à mantença do status quo dos competentes, proficientes e profícuos parentes e aderentes da súcia matula da escumalha de tais partidos de esquerdista de esquerda e à Esquerda], daí a querela, quizila, imbróglio ou mixórdia em busca de grandes tetas fartas, opulentas e generosas das leitoas estatais. Ou não?
É, pois, como já havíamos dito, a velha, carcomida, surrada e esfarrapada “idiossincrasia estapafúrdia, insensata, incoerente, indecente, ímproba, ignóbil, ardilosa, matreira, ludibriada, escamoteada e deveras perniciosa, maléfica, maldita, assassina e criminosa conquanto estribada no socialismo-comunismo de débeis imbecis, idiotas e ignaros, que pensam semear progresso, desenvolvimento e evolução sem a dignidade de um trabalho digno, honrado, honesto e decente, haja vista buscarem igualdade, equidade ou paridade intelectiva e laboral de todos (numa mesma vala comum) ao desviarem, aviltarem, espoliarem, doarem ou “perdoarem” as dívidas de vermelhos caloteiros e, o que é bem pior, tornarem emprestar mais grana brasileira aos devedores insolventes contumazes: sustentar com o trabalho dos brasileiros à escória comuna-socialista de “democracias” do jaez, naipe e quilate de Cuba, Venezuela, Bolívia, Equador, Guatemala, Argentina e etc., além de déspotas africanos – é que o tal “socialismo só funciona com a grana brasileira”, segundo Olavo de Carvalho”. – Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/11/um-canal-que-fere-sangra-e-mata-o-velho.html
Enfim, bem por isso e para isso, há tantos ministérios, agências reguladoras, empresas públicas estatais e fundacionais na mais monstruosa máquina estatal do mundo e de todos os tempos tão-somente para albergar, abrigar, assegurar e garantir valhacouto às legiões dos tantos sobrinhos, afilhados e apaniguados viverem nababescamente nessa argirocracia de plutocratas e cleptocratas escarlates de esquerdistas de esquerda e à Esquerda.
Daí os trinta e cinco “partidos” sustentados pela União pelo generoso, colossal e estratosférico Fundo Partidário, inserto no Orçamento Anual oriundo do Erário, que capta, arrecada e expropria de nossos abusivos, escorchantes e extorsivos impostos, taxas, tributos, insumos e contribuições ou serviços públicos!
O mais cruel, absurdo, abjeto, esdrúxulo, intolerável e inaceitável é que menos de “30 milhões de contribuintes” – leia-se: pagadores de impostos, taxas, tributos e quejandos – somos espoliados em mais de 2/5 (“dois quintos dos infernos”: a) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/05/o-quinto-dos-infernos-e-fichinha-diante.html, e; b) http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/08/o-brasil-e-seus-dois-quintos-dos.html, – sem que haja nem mesmo um novo “Tiradentes”!
Abr

*JG
P.S.: Onde os membros do Parquet?

HISTERIA*

Joilson Gouveia*

Histeria”, assim fora definida a dor alheia de quem lamentara, sofrera e chorara a perda irreparável e fatal de um ente querido, pelos típicos socialistas/comunistas/materialistas a saber: http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2017/11/19/histeria/; ao que replicamos com a seguinte obtemperação abaixo, a saber:
Causaria espécie, estupefação, assombro ou até mesmo surpresa a derrisão à dor de uma pobre família, que agonizava a perda de seu ente querido, mas com esperanças de que o affair fora símile, semelhante, similar e igual ao que se havia dado, no passado, com um dos seus entes (parentes) que sofrera de um estado mórbido cataléptico – segundo testemunho de um daqueles membros da enlutada família – que ainda nutria a esperança de reaver a perda irreparável – por crer ou ver e sentir tíbios sinais vitais na moribunda adolescente!
Mas, como é típico, próprio e característico de autênticos “socialistas sinceros”, mormente os “pensantes e falantes” – mais falantes que pensantes - que veem “tragédia, na morte de uma pessoa; na de milhões, apenas uma estatística”, conforme escólio Stalinista: https://www.pensador.com/frase/MTQy/; (Tanto é que o caso de Batalha foi narrado por mais de uma semana; já os dos mais 61,6 mil mortos/assassinados nessa “pátria educadora” nem tanto) daí a narrativa derrisória senão jocosa e desdenhosa à dor sofrida da paupérrima família (sendo uma de posses a “estória” seria história) ... inclusive, deu azo aos comentários do mesmo jaez doutros tantos que menoscabam e desdenham do sofrimento e da dor alheia, no caso, da pobre família incauta! Ou não? A ver: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/02/indevida-e-descabida-beatificacao-de.html, neste caso quase a beatificaram; ou não?
O alarde, estardalhaço, mixórdia e celeuma ou imbróglio fora feito pela imprensa, que cobria ao evento graças ao “bando primordial” ao derredor – toda multidão ou turba é ignara, insana, irracional, brutal e violenta, seguirá a qualquer impulso açulado ou atiçado e instigado – A ver:
O sujeito ignaro, ignoto, incauto, inculto ou pouco e quase nada orientado, educado e instruído por essa “pátria educadora” se arvora do mesmo “direito” dos políticos do mensalão e PTrolão, e passa a delinquir também, por puro reflexo instintivo animal e bárbaro desejo ou espúria vontade, principalmente quando na multidão ou turba e arrastões, que nunca antes existiram “nessepaiz” até a “debacle redemocratização”; tenho dito e escrito!” Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/02/eternas-e-imprescindiveis-briosas.html
A lembrar: a praxe é queimar pneus e bloquear vias, estradas e rodovias, para “reivindicarem direitos”, comumente; ou não? Ao menos bradaram “justiça”!
Enfim, ainda que não respeitem ao sofrimento, angústia, desespero e à dor e à fatalidade da pobre enlutada família ao menos não pechem, nem zombem ou definam-no como pitiático! Ou não?
Abr
*JG