segunda-feira, 30 de maio de 2016

A ISONOMIA E O ESTRUPO DE UMA SUPOSTA CURRA DIANTE DA VIÇOSA IMPUNIDADE

Joilson Gouveia*

Brilhantes palavras da diligente ministra do STF, Carmem Lúcia, enquanto discurso inteligente, coerente, contundente, eloquente e veemente repulsa ao horrendo, cruel e hediondo crime perpetrado, “que vitimou à jovem e à todas às mulheres e à sociedade civilizada”; como assestado pela vítima e divulgado nos web-jornais, tevês e redes sociais.
Todavia, urge destacar por supina valia e fundamental importância, sobretudo, também, principalmente, paralela, fraterna e concomitantemente, que o hediondo, bárbaro e atroz feito, por igual similitude simétrica, vitima aos homens, cidadãos decentes, honestos, honrados, dignos e de BEM, mormente porque não compactuamos e muito menos ainda cultuamos tal e tais crimes, como querem insinuar com a tal alegada, aduzida e imputada CULTURA DO ESTUPRO, ora disseminada na mídia e nas redes sociais e nalgumas inadequadas marchas ou passeatas, onde uns indignados participantes mais demonstram querer aparecer que combater, reprimir, evitar ou reprochar, objurgar e repudiar ao suposto ato criminoso dos delinquentes – suposto porquanto ainda não provado pela perícia forense, técnica e científica, para o devido embasamento processual-jurídico-legal-criminal-condenatório do ou dos autores e (ir)responsáveis.
Ao ensejo, é de bom alvitre, salutar, adequado e apropriado trazer a lume os comentários de Percival Puggina, sobre o discurso da ministra, editado in http://www.puggina.org/imagem-comentada/1341, e abaixo transcrito, a saber:
·         Na sociedade brasileira, todos estão sujeitos à violência. Mulheres, menores e idosos, em maior grau por serem mais frágeis. Mas ninguém está imune a ela porque a criminalidade e a violência se generalizaram ante a tolerância e a impunidade.
·         Não se estará levando essa questão em termos adequados enquanto ficarmos classificando as vítimas em vez de agir contra quem comete crimes, especialmente os crimes contra a pessoa.
·         Ao afirmar que os criminosos “haverão de ser devida e rapidamente responsabilizados” a ministra expressou um legítimo “wishfull thinking” (pensamento que toma o desejo por realidade), que pode até vir a ser verdadeiro nesse específico caso, mas está muito longe de o ser num país onde 70% dos crimes sequer são notificados e onde apenas 5% dos homicídios são solucionados.
·         Quantos criminosos perigosíssimos, muitos dos quais estupradores, estão soltos por decisão de tantos magistrados de primeira instância em nome do “garantismo” levado a um patamar que acaba desprotegendo a sociedade em nome da proteção do criminoso? (Sic.) – sem grifos no original.
Vejam mais aqui sobre o mister, o que dissemos antes, a saber:
Ademais, enquanto houver humanidade, sociedade ou comunidade ou o mais mínimo grupo social ou clã ou tribo, sempre haverá crimes. É fato! É inexorável tanto quanto o imposto e a morte, que nos ceifará a vida de todos nós e dos quais jamais escaparemos. Nem de um nem dos outros; que são inúmeros, exorbitantes e extorsivos, cá no Brasil.
Entrementes, noutras sociedades urbanas, civilizadas e democráticas responsáveis inexistem essas exacerbadas, exageradas e exponenciais privilegiadas IM(P)UNIDADES*ou odiosas prerrogativas de foro ou de função, cujas se nos antolham muito mais perniciosas, malévolas, maléficas, danosas e gravosas que os crimes contra a pessoa ou ao sujeito e ao indivíduo ao ser humano.
Para mim, não há crimes muito mais perversos, bárbaros, cruéis, medonhos, horrendos e hediondos que o da CURRA em liça, que nos infligem e nos afligem e nos matam tanto ou mais ainda que esse, como aqueles perpetrados pelos corruPTos e corruPTores! Ou os chamados crimes do colarinho branco. Ou não?
Enfim, a causa, o efeito e as consequências de quaisquer crimes hão de ser levados em consideração, avaliação, mensuração e valoração axiológica de uma Sociedade ou Nação que se diz ser ou pretende ser um Estado Democrático, Humanitário e de Direito, como o nosso se diz ser ou pretende sê-lo.
Urge, pois, bem por isso e para isso, que a LEI seja igual para todos e muito mais que isso e além disso, que todos, indistintamente, sejam iguais perante a LEI!
Ou seja, sem privilégios, prerrogativas, preferências, benesses, sinecuras ou mordomias garantidoras, protetoras, protelatórias e procrastinatórias com fulcro num “garantismo” anacrônico, anômalo, antinômico ou de uma anomia porque seletivo, que fere, agride e mata à ISONOMIA, e que somente dão azo à mais odiosa, perversa e letal IMPUNIDADE: generosa genitora protetora de todos os demais crimes. Ou não? O que mais vimos senão isso, nos últimos quatro lustros de desgoverno esquerdistaPATAS!
Abr
*JG


domingo, 29 de maio de 2016

HÁ MAIS DE QUATRO LUSTROS QUE SUGERIMOS PLAUSÍVEIS SOLUÇÕES AO COMBALIDO BRASIL!

Joilson Gouveia*

Nos três últimos lustros de desgovernos escarlates, o que mais se viu foi “MINISTÉRIOS, secretarias e agências reguladoras” – leia-se: “empregadoras”, verdadeiros cabides e/ou armários de empregos à súcia matula escarlate e demais apaniguados daquela tal “coalizão vitoriosa” – que nada produziram, regularam, resolveram, criaram ou beneficiaram senão aos aparelhados arraigados e incrustrados nesses quase quarenta ministérios. É fato!
Eis que, agora, os “comunapetralhistas” tocam o maior horror e esbravejam esbaforidos insanos e ensandecidos contra ao atual presidente-em-exercício, que era o melhor, mais capaz e eficiente vice-presidente deLLa, que todos eLLes mesmo elegeram!
Assim como os manhosos felinos e sonsos gatos domésticos que mais miam enquanto gozam- é gozando e miando – agora soltam alaridos iguais aos bacuris quando perdem suas tetas na gorda e velha porca!
Há muito mais que somente aqueles “assistidos, carentes e necessitados”, inservíveis servidos, mantidos e sustentados pelo óbolo Rouanet, no MinC, por generosas sinecuras, benesse e graçolas iguais a alimárias ociosos cercados e encurralados no curral famélico dos tais Programas-Sociais e BOLSAS de todo o gênero, espécie, tipo e formas. É fato!
Tenho dito: para reduzir, conter, evitar ou combater ao irresponsável, odioso e inaceitável déficit estratosférico do Erário Nacional, que foi espoliado, aviltado, achacado, desviado e “doado”, é bastante repatriar todo o “investimento” deLLes, nos países de bandeira escarlate; expropriar todos os bens e contas no exterior, mormente dos envolvidos no mensalão, PTrolão e etc., bem como reduzir ou acabar com o tal FUNDO PARTIDÁRIO dos 35 partidos, que fora majorado por eLLa, em 2014, em mais 550% - Governo nenhum há de manter nenhum partido, que seus filiados os mantenha; assim como são mantidos os mais de 15.000 sindicatos e centrais sindicais “dessepaís” e as tais ONG’s, que não podem nem devem ser mantidas por nenhum governo que se preze e minimante probo – corte cirúrgico, amplo, geral, visceral ou intestinal das legiões inumeráveis de cargos comissionados dos “aparelhados” apaniguados incrustrados nos três Poderes, Instituições e Órgãos republicanos até o terceiro escalão, cortando suas graçolas, mordomias, benesses e sinecuras. Leiam mais sobre o tema aqui, a saber: https://jus.com.br/artigos/1935/ataque-ao-monstro-o-servidor-publico-de-novo-e-o-vilao-da-historia.
Como hão de ver, os que acessarem ao link em liça, o texto é de 1995, mas as sugestões contidas de suas alíneas “a” usque “f”, ainda que de um texto vintenário, i.e., de mais de quatro lustros, suas propostas são plausíveis, viáveis, adequadas, exequíveis e atualíssimas porquanto cabíveis feito luvas à atual conjuntura de nosso combalido Brasil!
Abr
*JG






O ESTRUPO DA “CULTURA DO ESTUPRO”

Joilson Gouveia*

Maxima concessia venia aos loquazes senão mendazes usuários do jargão ou bordão ou refrão contido do título vociferado, escrito, digitado e divulgado, em sua imensa maioria, pelas feministas ou de ignaras “feminazis” (como muitas se autodenominam com exasperado ufanismo – que nada disseram quando achacadas pelo “reizinho de Atibaia e das Astúrias”) ou de uma imensa multidão de néscios agnósticos sobre o significado dos “termos” e “vocábulossuso citados, o que, convenhamos, somente caracteriza um verdadeiro estrupo quando não estultice, necedade, parvoíce e estultícia comum, habitual e práxis aos que bradavam (e ainda bradam) “presidentA”, como se fora o designativo feminino de “presidentO”! Coisas da “pátria educadora” e desses catorze anos de acefalia escarlate!
Aliás, se há tal cultivo, culto, cultura ou apologia e semeadura ao estupro ou tolerância à violência de todos os gêneros, espécies e tipos, como aludido, alegado e imputado pelos arautos defensores do exorbitante excesso de “direitos” aos denominados e superestimados “excluídos sociais”, contido do samaritano discurso atoleimado usual dos esquerdoPATAS, nesses últimos catorze anos; ou não? – Vide aqui, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/05/curra-ou-estupro-coletivo-mero-reflexo.html - sempre com direitos demais e deveres de menos! Vejam mais aqui, em nosso Blog, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/05/por-que-ha-tantos-assaques-lei-da.html
Ora, sem querer ser o dono da verdade, nem acusar e, muito menos ainda, defender aos suspeitos do affair, que gerou esse verdadeiro estrupo midiático, urge lembrar ao seguinte aforismo romano: “dicere et non probare est non dicere” - dizer e não provar é não dizer!
Há, pois, meios, modos e maneiras, exames técnico-científicos e perícias forenses de provar o aduzido “estupro coletivo” ou curra da tal jovem “vulnerável” (?) – que já é “mãe”, desde os treze anos, e supostamente usuária de entorpecentes e drogas, como se foi dito por ela mesma: estaria “atordoada” ou “dopada” – segundo alguns web-jornais - não quero “culpar à vítima”, como diriam tais feministas!
Mas, in caso, sinceramente, não posso aceitar aos assaques genéricos, amplos, gerais e totais de que “todos os homens aprendem isso desde a infância” – como assestado por audaciosas ignaras – meus pais jamais me ensinaram isso, nem eu ao meu filho!
Aqui e agora, urge relembrar aos ditos de Nelson Rodrigues: “toda ignorância é atrevida” e “toda unanimidade é burra”. Não! Não mesmo, minhas caras! Nem todos os homens são iguais nem “educados” ao estupro!
Tornemos ao espalhafatoso estrupo dos termos, vocábulos e palavras! Vejamos, pois, os significados dados aos termos tão em voga na mídia e nas ditas “redes sociais”, a saber:
  • cul·tu·ra substantivo feminino
  • 1. .Ato, arte, modo de cultivar.
  • 2. Lavoura.
  • 3. Conjunto das operações necessárias para que a terra produza.
  • 4. Vegetal cultivado.
  • 5. Meio de conservar, aumentar e utilizar certos produtos naturais.
  • 6. [Figurado] Aplicação do espírito a (determinado estudo ou trabalho intelectual).
  • 7. Instrução, saber, estudo.
  • 8. Apuro; perfeição; cuidado.
  • es·tu·pro (latim stuprum, -i) substantivo masculino
  • Ato de forçar alguém a ter relações sexuais contra a sua vontade, por meio de violência ou ameaça = VIOLAÇÃO - in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/cultura [consultado em 29-05-2016].
Ademais, muito pouco me importa se dirão que não sou “politicamente correto” – desde quando há político correto? Ainda que creia eu, por otimismo patriótico, que ainda haja uma ínfima minoria de saudável boa-vontade, proba, digna e honesta, que faça bom uso da Política, como se tem visto nas tevês senado, câmara e justiça ou nas transmissões via News, na cobertura desse tardio, moroso e demorado Impeachment – que me acusem de “fascistas, coxinha, golpistas” ou “direitista”, “integralista”, “saudosista” ou “nacionalista”, mas sou mesmo é castrense e “brasilista”: minha Pátria é o Brasil, acima de tudo e de todos os partidos e ideologias!
Enfim, pois, bem por isso, não queiram enodoar, macular, ofender com seus descabidos, indevidos, impróprios, inaceitáveis e intoleráveis assaques, achaques e pechas genéricas e gratuitas a todos os demais homens, heterossexuais, masculinos, machistas ou machos latino-americanos, brasileiros e nordestinos, ponham umas vírgulas nas suas esbravejadas infâmias, calúnias e injúrias irrestritas; sim?
Além do mais, por mais que nos repudiem, nos abominem e nos execrem enquanto varões, viris e detentores de falo ou pênis, ainda assim, merece reproche, objurgação e repulsa às bravatas, bazófias e falácias dessas tais “inocentes úteis”, estudantAs, sexistas, feministas e feminazis simpatizantes defensoras da mais perversa, incoerente e odiosa “ideologia de gênero”, que fere ao mais comezinho Saber tanto quanto suas ideologias comunista-socialistas progressistas, que nunca deram certo em nenhum lugar do universo – há mais de sessenta anos que Cuba nos prova, atesta e comprova, e a Venezuela ratifica, corrobora e homologa – que somente convence aos ignorantes, retardados ou desonestos mesmos. Ou não?
O crime do outro não me condena nem me absolve; seus palermas, patifes e comunapetralhas!
Abr
*JG


sábado, 28 de maio de 2016

POR QUE HÁ TANTOS ASSAQUES À “LEI DA MORDAÇA”?

Joilson Gouveia*

Causa espécie, estupefação, salta aos olhos ou causa indignação e até má impressão ver um qualificado blogueiro e culto jornalista e habilitado bacharel ou advogado com doutorado em Direito Constitucional assacar adrede, cotidiana e reiteradamente a uma lei que tem por viso precípuo evitar que nossas crianças e adolescentes, alunos entre seis e quinze anos, sejam “doutrinados” por inescrupulosos professores sinistros sestros partidários esquerdoPATAS, que já não se contentam com suas “vítimas” nas universidades e faculdades.
Há pressa e urgência na captação de votos dos adolescentes de 16 anos, ainda que facultativos! A esquerda não dorme, nem cochila, nem espera e não brinca em serviço!
A liberdade de aprendizado precede, prevalece, antecede e é preventa e prevalente à liberdade de ensinar desses preocupados, receosos, abnegados, dedicados, conscientes e perleúdos propagadores do “pensamento crítico”, para um público-alvo prematuro, precoce e ingênuo ou pueril, como os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e II, que é o que a promulgada lei da ESCOLA-LIVRE pretende preservar da “cientificidade-crítica” desses doutos “educadores”, “pedagogos” ou “orientadores” ávidos por difundirem seus escólios, doutrinas e ideologias, mormente à famigerada “ideologia de gênero”, na dissimulada, escamoteada, sorrateira, paulatina e tenaz doutrinação gramscista e do ideário contido no “decálogo de Lênin” : regra n° 1 - "corrompa a juventude e dê-lhe toda liberdade sexual"!
Há mais de cinco lustros que vigora o tal de ECA, que permite tudo aos adolescentes, crianças e jovens menos estudar e trabalhar ou se responsabilizar e responderem por seus ATOS – é, pois, a prática perversa do mandamento número um do "decálogo de Lênin": "corrompa a juventude e dê-lhe toda liberdade sexual"! Faça-os crer que podem tudo e a tudo devem porquanto inimputáveis e tutelados pelo ECA; exceptio laborar e estudar!
Eis o que já discorremos sobre a indigitada, famigerada, guerreada e assacada “Lei da Mordaça”, a saber:
Ora, finalmente, se a lei não presta e é perigosa e ofensiva ou uma perene ameaça à liberdade de ensinar dos “professores” escarlates que se argua sua inconstitucionalidade, se possível e cabível! Ou não?
Abr
*JG

P.S.: Pela “lógica” do entelequituais da corja escarlate, uma criança já é suficientemente capaz para decidir sobre seu gênero, inclusive optar por cirurgias transformistas de suas genitálias e órgãos sexuais, mas são inocentes, ingênuos e incapazes de responder civil e penalmente pelos seus ATOS e DESATINOS!

sexta-feira, 27 de maio de 2016

CURRA OU ESTUPRO COLETIVO MERO REFLEXO DO DECÁLOGO DE LÊNIN TUTELADO PELO TAL ECA

Joilson Gouveia*

É cediço, consabido e ressabido porquanto pacífico, público e notório que devemos execrar, abominar, repudiar, evitar, minimizar, reduzir e reprimir ou combater e PUNIR efetiva, rigorosa e exemplarmente a quaisquer violências, mormente se perpetradas contra à mulher ou à pessoa do sexo feminino, que de há muito é tido como o sexo frágil ou mais vulnerável às violências de toda ordem, tipos ou espécies – ainda que as feministas deplorem tal e tais condições -, haja vista que nenhum Ser Humano, sobretudo nenhuma Mulher deva ser ou deverá ser estuprada, "nem mesmo a Maria do Rosário", que é intransigente, incoerente e ferrenha defensora e protetora dos delinquentes juvenis e infantis, traficantes, assassinos e estupradores, como bem o disse Jair Bolsonaro, com o que concordo em GNG, que “deveria levar a todos os estupradores para a casa dela”, já que simpatiza, protege e defende-os!
Há mais de cinco lustros que vigora o tal de ECA, que permite tudo aos adolescentes, crianças e jovens menos estudar e trabalhar ou se responsabilizar e responderem por seus ATOS – é, pois, a prática perversa do mandamento número um do "decálogo de Lênin": "corrompa a juventude e dê-lhe toda liberdade sexual"! Faça-os crer que podem tudo e a tudo devem porquanto inimputáveis e tutelados pelo ECA; exceptio laborar e estudar!
Resulta, pois, dessa desenfreada, descontrolada, inescrupulosa e criminosa liberdade ilimitada aos "tutelados de Maria do Carmo", o recente episódio de estupro coletivo ou CURRA de que foi vítima (?) a jovem de 16 anos, que já é mãe desde os treze (Pasmem!) - Precoce ou livre ou já responsável por seus ATOS? - Que foi ao encontro do seu (tra) "ficante", consoante editado e noticiado nos web-jornais e redes sociais, numa madrugada e na "comunidade", não somente para satisfazer sua lascívia, libido, afeto e desejos sexuais, mas, também, arrefecer seu vício enquanto usuária de drogas que é; ou não? Aliás, sequer seus pais sabiam de seu destino ou paradeiro ou com quem estaria, na madrugada; certamente!
Mas, ainda assim, sem querer acusar ou defender, condenar ou absolver a nenhum dos meliantes, marginais e delinquentes envolvidos no ignominioso, bárbaro, inaceitável, intolerável, repugnante e deplorável caso de CURRA havido, no qual foi vítima essa jovem, que ronda à cidade na madrugada e sem anuência e ciência de seus pais, os quais somente souberam porque os bandidos canalhas desclassificados expuseram fotos e vídeos de seus deploráveis atos, feitos e malfeitos.
Aliás, todo aquele que recebeu, viu e reenviou ou compartilhou tal e tais fotos e vídeo, para mim, são tão meliantes ou mais criminosos ou cúmplices da odiosa CURRA quanto seus bárbaros e miseráveis autores; salvo se foi consentido ou “buscado” por ela (o que não creio que tenha tido tal audácia e ousadia!) – Que, inclusive, disse não se recordar se estava drogada ou não ou como fora parar ali?
Já dissemos e reiteramos, a saber:
Enfim, tal e tais fatos demonstram a basto que é mais que hora de um basta nisso tudo, sobretudo REVOGAR o ECA e, também, concomitantemente REDUZIR a maioridade penal desses inimputáveis adolescentes e tutelados jovens delinquentes juvenis, para proteção, cuidado, zelo e salvação do presente e futuro de nossas crianças, adolescentes e jovens, mormente porque estão sendo doutrinados por algumas sinistras sestras odiáveis ideologias maledicentes, perversas, degradantes e deploráveis tais quais as de gênero, sobretudo e principalmente pelos KIT’s-Gay aprovados, impostos e distribuídos nas Escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II, pelo MEC, dessa famigerada, inescrupulosa e criminosa “pátria educadora”, haja vista que “urge endireitar nossa Pátria”, e já! A saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/03/urge-endireitar-nosso-brasil-e-ja.html 
Em tempo: o que mais vimos, nas últimas três décadas, além da exacerbação exagerada do culto da sensualidade de nossas meninas e crianças ou de uma deliberada apologia sexual nas danças, letras e ritmos de músicas, desde o “axé, lambada, rap, reggae até o funk das periferias, ‘pancadões’ e de DJ’s e MC’s” – municiados ou movidos pelas drogas -, que proliferaram nas escolas, principalmente, mostradas nas tevês abertas em busca de audiências. Numa cega obediência à regra número UM daquele pernicioso “decálogo de Lênin”. Ou não?
Abr
*JG

quinta-feira, 26 de maio de 2016

UM NÓ DE GÓRDIO DE FÁCIL DESENLACE LEGAL; OU NÃO?

Joilson Gouveia*

O grande embaraço, imbróglio, busílis ou nó de górdio, da Administração caetés atual, decorre daquelas tais “reformas administrativas”, que a própria Assembleia Legislativa Estadual – ALE, autorizou, avalizou e homologou – eu diria acumpliciou-se num conluio sórdido - mediante “delegação” aos chefes de executivos de antanho, anteriores, antecedentes e precursores ao atual, sobretudo aos dispendiosos custos despendidos com às várias “consultorias” a peso de ouro, num ardiloso engodo falaz de “enxugar à máquina administrativa”, insertos nas famigeradas Leis Delegadas (no mais da vez, por simples CTRL+C e CTRL+V) que mais “criaram” legiões ou exércitos de incontáveis cargos comissionados e uns sessenta conselhos e conselheiros a perder de vista.
Aliás, por mais de uma vez, discorremos sobre essas inócuas, inóxias e inermes premissas dessas tais reformas, que tiveram por desiderato, fito e escopo majorar os subsídios dos referidos “comissionados” e, sobretudo, criar legiões de cabides, benesses, graçolas e sinecuras arraigadas às tetas caetés, a saber:

Ademais, como se há de ver da alínea “e” acima, sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal em combinação conjunta com a CF/88, que apontam solução imperiosa, imperativa e impositiva de sua adoção, senão vejamos aqui, a saber:
  • Notem que há um elenco de medidas e de RESSALVAS que devem ser observadas, respeitadas, obedecidas e cumpridas, mormente quanto aos servidores da educação, saúde e segurança.
  • E dissemos mais ainda, à época, a saber:
  • ØArt.169. A despesa com pessoal..., dos Estados, (...) não poderá exceder os limites estabelecidos em lei complementar.
  • Ø"§3º  Para cumprimento dos limites (...), (...) os Estados, (...) adotarão (...):
  • ØI-redução em pelo menos 20% das despesas c/ cargos em comissão e funções de confiança;
  • ØII-exoneração dos servidores não estáveis."
  • Ø"§4º(...),o servidor estável poderá perder o cargo, desde q/ ato normativo motivado (...)"
  • Ø Cria-se mais de 60 conselhos sem citar quantos cargos e funções de confiança, com AUMENTOS de 35% a 135% nos subsídios, contrários à LRF e CF88, se aduz que nossos REAJUSTES teriam seus VETOS. Nós não queremos afrontar e nem medir forças com o Governo, só os DIREITOS ANUAIS DE REVISÂO!
  • Ø Insta-se aos doutos e OAB: avaliem nosso rogo; se há dúvidas!
  • Ø Onde a ISONOMIA?
  • Enfim, urge que se revise, se reexamine e se reavalie a “criação” dos SESSENTA CONSELHOS ESTADUAIS, DOS CONSELHEIROS E DO EXÉRCITO DE CARGOS COMISSIONADOS.
  • Lembrando, finalmente, que educação, saúde e segurança são prioridades essenciais ao Estado e aos governos e, por conseguinte, à população.
  • Abr
  • *JG

Enfim, urge relembrar que o atual dissera a tudo saber e a tudo solucionar, quando candidato, a solução está na LRF e, sobretudo, na CF/88. Simples!
Abr

*JG

quarta-feira, 25 de maio de 2016

GUERRAS NAS ESTRELAS: O IMPÉRIO CONTRA-ATACA

Joilson Gouveia*

Há, de fato, uma conspiração cósmica universal, nas galáxias estelares, interplanetárias, orbitais e meteóricas e dos planetas escarlates no mundo dos sestros sinistros-PATAS daquela estrelinha vermelha solitária, abandonada, desacreditada, desmoralizada e destruída DiLLma vez e por todas, como bem vem "denunciando" a MOSQUITA ALUCINADA DA MANDIOCA SAPIENS ou algo semelhante à “vaca de coqueluche”, segundo o ex-Casseta&Planeta, Marcelo Madureira! :D
Aliás, além dos "conspiradores" listado pelo leitor acima, aos quais me uno, me incluo e me junto, por ser “coxinha” desde criancinha.
Há, portanto, ainda mais, o "Nelson", o "Amigo do Povo", o "Lima", o "Antonio", o “Carvalho”, o “Silva”, o “Oliveira” e tantos outros lúcidos, conscientes e inteligentes leitores-comentaristas com suas objurgações que, também, se unem "nessa conspiração", que resulta numa corrente total de "todos contra" aquilo que se dizia ser um partido, cujo dono se acha o "asceta de prístina virtudes", a autodeclarada "viva alma mais honesta dessepaís", o “reizinho” ou imperador LUÍS 51 - The Sir LILS, conhecido pelo alcunha de "jararaca" dado por eLLe mesmo, o “palestrante” mais caro do mundo, de quem nunca se viu uma palestra registrada, divulgada, noticiada ou difundida na grande rede mundial de computadores ou da rede web!
Entrementes, o perleúdo arauto escarlate senil, decrépito, debilitado, desvairado, entorpecido ou ensandecido, mas muito bem remunerado pelo partido que tem seu dono, além de competentíssimo “jornalista” autodidata, forjado a fórceps, “pioneiro” em BLOG e a serviço das tevês “Educativa e Gazeta de Alagoas”, também o é assíduo, pontual e diligente assessor parlamentar júnior da presidência do senado federal – eis que detém a univalência, onipresença, onipotência e onisciência dentre outras polivalentes virtudes, capacidade e competência ardilosa e dissimuladas hábeis e habilidosas mendazes e loquazes porquanto fã de Joseph Paul Goebbels* – bem por isso não discorrer uma linha sequer sobre seu “chefinho”, que fora flagrado em gravações ou grampos telefônicos e também citado em “delações premiadas” tanto quanto Romero Jucá, Aloísio Mercadante, Jaques Wagner, Delcídio do Amaral etc. etc.
  • * A essência da propaganda é ganhar as pessoas para uma idéia de forma tão sincera, com tal vitalidade, que, no final, elas sucumbam a essa idéia completamente, de modo a nunca mais escaparem dela. A propaganda quer impregnar as pessoas com suas idéias. É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito NEM O PERCEBAM." - Joseph Goebbels – (Sic.)
Daí, bem por isso e com a práxis dissimuladora, escamoteada, ludibriadora, contumaz, tenaz, paulatina, sorrateira e silenciosa da doutrinação de Antonio Gramsci, dissemina seus achaques, assaques, imputações e infensas calúnias, infâmias e injúrias aos desafetos ou adversários e combatentes contrários aos ideais, ideias, pensamentos, convicções e ideologias escarlates sanguinárias, assassinas e dominadoras, que não deram certo em nenhum lugar do universo – nem nunca darão. É típico de palermas totalitários!
Ainda assim, alguns imbecis, idiotas, ignaros, néscios, ignorantes e pueris inocentes úteis ainda concordam com seus “brilhantes” argumentos; aqui discorridos!
Urge relembrar a todos que, a despeito de seu Blog, os brasileiros e as brasileiras dignos, honestos, honrados, decentes e de BEM, que saímos às ruas (e tornaremos a sair às ruas tantas vezes quantas forem necessárias) queremos passar Brasil a limpo, independentemente do beltrano, ciclano ou fulano de tal envolvido nas falcatruas, mensalões, PTrolões, Zelotões, CARFões e etc. etc., seja de quaisquer partidos forem, não temos predileção, preferência, afinidade ou proteção por bandidos corruPTos e/ou corruPTores ou simpatias por “bandidos de estimação”! – Ah! Jamais faremos vaquinhas para livrar nenhum bandido condenado; viu!?
Enfim, ainda que não tenhas compromisso nenhum com a verdade nem queiras noticiar e retratar os fatos e realidade deles, não deves selecionar seus achaques, assaques e imputações a uns enquanto blindas aos seus preferidos, estimados, parceiros e/ou “companheiros” de ideologia ou partidários e amigos seus. Ou não?
Abr
*JG
P.S.: Não fomos nós, “coxinhas”, que elegemos Temer, nem a nenhum dos “reis” citados e, sobretudo, não somos partidários de seus “adversáriosfigadais-de-araques, parte de sua “tesoura-de-dominação”!