sábado, 30 de abril de 2016

A “ESCOLA LIVRE” CAETÉS E AS DIATRIBES DE CRITICASTROS ESCARLATES

Joilson Gouveia*

De lembrar, ainda sobre a quizila da “ESCOLA LIVRE” CAETÉS, que virou imbróglio ou celeuma e até “bombou” em ignaras diatribes de criticastros sinistros sestros, nas redes sociais e midiáticas, a despeito de que olvidam que há pretensa proposta subliminar de reduzir, minimizar e até proibir o Ensino-Aprendizado de História das civilizações e, portanto, da Humanidade, para nossos discentes e público-alvo em liça ou dos níveis fundamental, básico, médio e do segundo grau, no atual PNED, para inserção obrigatória e compulsória do Ensino-Aprendizado da "história bolivariana" em todos os níveis, para despertar o sentimento maior pela Pátria Grande ou Grande Pátria anelada pelos “democráticos Fidel, Chaves, Lula et caterva escarlate”, mormente de seus ideais, ideias e ideologias.
A "mídia golpista" ou a PIG nos tem mostrado na grande rede mundial e demais redes sociais as deslavadas, desbragadas e oprobriosas ou inescrupulosas atitudes, ações, condutas e comportamentos "urbanos, tolerantes e civilizados" dos "inteligentes" jovens ligados a UNE e DCE's e esquerdALHAS do PT et caterva escarlate, que cospem, mijam e defecam seus excrementos fétidos e ralos que os caracterizam enquanto seres pensantes com tais “argumentos”! Ou não?
A calhar o dito de Geraldo Vandré: “Protesto é coisa de quem não tem poder”! Assim como, num diálogo científico dialético, procede aquele que brada, vocifera, grita e agride ao seu oponente, contestante, discordante ou perguntador e opositor ou contrário aos seus “argumentos”! É típico, comum, banal e trivial ou curial aos ditos esquerdistas “inteligentes”, que pregam a tolerância desde que não contrária, díspar, diversa, diferente ou divergente aos seus “pensamentos” e ideologias comuna-socialistas!
Já dissera o saudoso Millör Fernandes: “O livre pensar é só pensar”!
E, como bem lembrado por renomado blogueiro, citando Immanuel Kant, “não se ensina filosofia, mas a filosofar” pelo que não se ensina vida, aprende-se a viver porquanto ser impossível um modelo de vida ou um “padrão de viver” a ser ensinado, como lecionara Aristóteles: É fazendo que se aprende a fazer aquilo que se deve aprender a fazer (é vivendo que se vive, digo eu) sobretudo numa Democracia.
Disse-nos Aristóteles o seguinte, a saber: A democracia surgiu quando, devido ao fato de que todos são iguais em certo sentido, acreditou-se que todos fossem absolutamente iguais entre si”.
Entrementes, a Democracia, de que tanto falam os esquerdistas que se dizem defensores das liberdades e dos direitos dos trabalhadores, não existe nos regimes socialistas ou comunistas. É fato histórico e, portanto, verídico! Ademais, os livres ensinamentos doutrinários se restringem ao circunspecto pensamento hegemônico marxista-leninista-gramscista escarlate!
Enfim, convém relembrar o douto escólio de Enéas Carneiro, a saber: “O Socialismo fede, assim como seus representantes. A esquerda quer monopólio ideológico, quer eliminar a qualquer um que se posicione contrariamente à sua ideologia e totalitarismo. Em qualquer Democracia, à rigor da palavra, existem os dois lados. Esse é o ambiente saudável que a esquerda abomina. Seguindo os ensinamentos de Antonio Gramsci, os esquerdistas só querem duas coisas: Dominação do mundo, e igualdade! Ou seja; todos vivendo na miséria igualmente e dependentes do Estado”.
Abr

*JG






quinta-feira, 28 de abril de 2016

Amicus certus in re incerta cernitur – “O amigo certo conhece-se nas ocasiões incertas” - A res publica não é res privada!

Joilson Gouveia*

Por quais razões jurídicas-legais, pessoais ou políticas se demitiria a quem sequer tomou posse? Não há demissão sem assunção, não se demite a quem nenhum cargo tem! Amigos não estão acima do dever-poder!
Aliás, não são 120 dias e sim 180 dias de afastamento, para o julgamento do Impeachment, que alcunhas de GOLPE e Golpismo!
Temem que Temer implemente tudo aquilo que eLLa não teve MORAL, nem CORAGEM para o fazê-lo! Para mim não teve competência por ser inepta, inapta e ignara – um poste, como se diz à boca-miúda nos porões do “Puder”!
Entrementes, doar sangue ao paciente com gravíssima hemorragia sem estancar a sangria é desperdiçar o sangue dos doadores, que é o caso da famigerada volta da CPMF, não se deve injetar muito mais grana onde há o desperdício causado pelo desvio fraudulento desses tais Programas Sociais, que beneficiam mais aos que deles não necessitam que aos comprovadamente miseráveis e legiões de pobres mantidos nos currais famélicos dos tais BOLSAS-FAMÍLIASum programa social é mensurado, reconhecido e válido pelos números de assistidos que deixaram ou deixam de precisar dele, mas aqui não são precisos!
No entanto, somente nas “vinhetinhasajudaram a tirar o Brasil do mapa da pobreza, segundo a ONU, mas não reduz nem reduziu o número de famíliasassistidas”.
Ademais, o FIES, PROUNI, PRONATEC, Enem, Enad, “Minha Casa ‘minha dívida’ e “MAIS MÉDICOS, ‘más saúdes‘, que se presta a manter o socialismo cubano” ou os inexistentes “assentamentos” da interminável ou infinita, perene e permanente Reforma Agrária e etc., mais serviram para o endividamento de seus beneficiários e para desvios e fraudes e achaques ao Erário que seus fins colimados, suspensos pelo TCU e MPU e PGR haja vista que somente servem aos fins espúrios de seus “administradores”!
Enfim, tiveram catorze anos para se perpetuarem no Poder, mas foram incapazes, ineptos, inaptos e desastrosos ou desastrados no devido zelo, trato e cuidado com a res publica haja vista que dela fizeram res privada, onde mais dela se serviram que serviram a ela.
Chega! Basta! Fora, esquerdALHAS e corja de canalhas! Vão cuspir, mijar e defecar noutras plagas!
Temos dito!
Abr

*JG


“Oh, legislador! Não me dê leis para o povo, mas sim povo para as leis”.

Joilson Gouveia*

A despeito da máxima do filósofo germânico Immanuel Kant, citado pelo perlustrado literata no seu “Ponto Crítico”, ainda que seja certo que não se ensina Filosofia, “mas a filosofar”, malgrado sejamos “motivos de chacotas na imprensa nacional”, como assestado, ou de que os “professores” passem a usar de tornozeleira eletrônicas”, ainda que metafóricas, ou que sejam tolhidos, cerceados ou impedidos de discutir com seus alunos sobre quaisquer matéria de seus interesses – mais dos mestres que dos alunos.
Bem por isso, urge destacar, por supina valia e fundamental importância, que, na Educação Infantil ou até mesmo ainda no Ensino Fundamental I e II, cujos discentes, pupilos, alunos, instruendos, estudantes ou aprendizes são e estão em faixas etárias de seis a quinze anos, bem por isso ainda não estão aptos à compreensão, discussão ou avaliação crítica, científica e dialética aos temas que ávidos “educadores” pretendem habilitá-los, capacitá-los ou qualificá-los e afiá-los para sua precoce vida político-partidária ou ideológica, mormente se de matizes preponderantes ou fundamentalmente esquerdistaPATAS, haja vista que sequer detém direitos de sufragar em escrutínios político-partidários senão facultativo ou que se lhes são facultados somente aos dezesseis anos.
Os comuna-socialistas – sim os esquedALHAS, pacatos, tolerantes, que não cospem nem mijam nem defecam em seus adversários ou contrários aos seus ideais, ideias e ideologias – os quais já não se contentam com suas cobaias universitárias, no terceiro grau, das faculdades, buscam um público-alvo muito mais jovem, imberbe, pueril e inocente ou idealistas sem ideias ou cognição suficiente para discutir, refletir, compreender e entender sobre a anômala, estapafúrdia e esdrúxula “ideologia do gênero” e as arcaicas, ultrapassadas e superadas ideologias marxistas-leninistas-gramscistas – pois que há o temor da recrudescente corrente de pensamentos de Direita, no Brasil, como esposado na nota de repúdio do COMED-Maceió.
Ora, meu preclaro criticastro do cotidiano e cronista arguto, astuto e sagaz, o evolver do pensamento ou até da “subversão de pensar” requer, aprioristicamente, de uma cognição adequada para o assunto, tema ou ideia levada por tais educadores, para o exercício da livre “liberdade de aprender que precede, antecede e prevalece ao ensinar ou à “liberdade ensinar” do educador – aliás esta (Educação) deve ser premissa dos pais, da família célula mater da Sociedade, onde os alunos devem ser Educados – o ensino e o aprendizado são subsequentes à Educação e à livre vontade de “aprender” com esses “educadores” ou pedagogos e psicopedagogos que pregam sobretudo a ideologia de gênero e outros quejandos!
Enfim, crianças e adolescentes devem aprender a pensar ou a “subverter seu pensamento”, conforme seu amadurecimento gradual, sucessivo e progressivo, sem açodamentos ou precoces saltos evolutivos, mormente se bombardeados por dissimulados sinistros sestros, que abominam aos axiológicos valores exponenciais do Ethos, Morus et Directus ou do direito, da família, da pátria e de divinos ou religiosos, coisas da reacionária Direita; ou não? Para que não seja “ensinado filosofia, mas a filosofar”, o processo ensino-aprendizagem ou aprendizado há de SER livre, espontâneo, voluntário e, sobretudo, multidisciplinar ou plural dentro dos conceitos científicos e conhecimentos até hoje adquiridos e acumulados na “Sociedade Civilizada”. Ou não?
É constrangedor, deprimente, degradante ou oprobrioso ver adolescentes e jovens universitários vestidos de “Che” ou defendendo símbolos sanguinários à base de martelo e foice! Ou não?
Pitágoras: Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos”.
Oh, legislador! Não me dê leis para o povo, mas sim povo para as leis”.
Abr
*JG

quarta-feira, 27 de abril de 2016

JUROS SIMPLES OU COMPOSTOS OU ANISTIA POR EQUIDADE EQUÂNIME PRECEDENTE (?)

Joilson Gouveia*

Há, no STF, uma quizila ou imbróglio ou celeuma sobre as dívidas de vários Estados-membro brasileiros para com a UNIÃO, mormente sobre a cobrança de JUROS Simples ou Compostos para o pagamento e quitação dessas dívidas de cada Estado, mormente se é JUSTO ou não em que sejam cobradas e quitadas com seus implacáveis juros e contidos dos contratos, sobretudo empós a generosidade altruística, benevolência ou samaritana da “MÁ-Tereza-do-lado-de-cá”, que anistiou bilionárias dívidas de países africanos nada democráticos, a saber: a) http://oglobo.globo.com/mundo/com-anistia-brasil-beneficia-paises-africanos-acusados-de-corrupcao-9345651 ;
b) https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20140315194948AAteyst , e;
c) http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/dilma-perdoou-divida-de-paises-africanos-de-olho-em-2014/ .
Além dessas benesses magnânimas, ainda assim, eis que tornou a emprestar muito mais às citadas inadimplentes “anistiadas democracias” nada tirânicas e até “investiu” noutros países de bandeiras similares, numa verdadeira evasão de divisas, desvio de finalidade e evasão fiscal e monetária, desperdiçando nosso espoliado, aviltado e achacado Tesouro Nacional, sem anuência, aval, autorização e homologação do Congresso Nacional – vejam aqui o quanto QUE eLLa “investiu” nesses outros países mundo afora, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/04/dias-melhores-virao-hao-de-vir-sim-bom.html .
Computem todos os valores desperdiçados nessas obras custeadas pelo Erário Nacional Brasileiro noutros rincões em detrimento dos imprescindíveis, essenciais e fundamentais ou elementares e básicos no nosso próprio País.
Enfim, avilta, achaca, depena, depreda e espolia aos brasileiros, aos Estados e aos Municípios e perdoa aos seus parceiros de ideologias comuna-socialistas, o que comprova a assertiva de Olavo de Carvalho: “o socialismo só funciona com a grana brasileira”! Ou não?
Urge repatriar esses inestimáveis valores e responsabilizar cível, criminal, administrativa e politicamente os seus generosos doadores do alheio! Ou não? Não podemos NEM DEVEMOS pagar o pato!
NOTEM BEM: os estados não pretendem ser caloteiros haja vista que postulam adimplir suas dívidas ainda que juros simples! Ou, pelo menos, serem anistiados como seus parceiros escarlates!
Abr

*JG

terça-feira, 26 de abril de 2016

A QUIZILA ESCOLA LIVRE, VETO GOVERNAMENTAL E MOÇÃO DE REPÚDIO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ENSINO

Joilson Gouveia*


Denota-se, do texto infra, transcrito nos pontos que merecem destaques, que o Conselho Municipal de Educação - COMED, repudia ao Projeto Escola Livre, que restringiria a livre docência ou tolheria a liberdade de seus professores de discutirem ou de incutirem ideias nas cabeças de crianças e adolescentes sobre “ordem política, religiosa ou ideologias”, consoante se pode inferir aqui, a saber:
  • “O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: (…) II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; III – pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; (…) VI – gestão democrática do ensino público, na forma da lei; (…).
  • O mencionado dispositivo constitucional foi obedecido corretamente pelo veto governamental de 25 de janeiro que, em suas alegações, afirmou que o projeto impõe “restrições à ampla liberdade de ensino, de tal modo que ficam os professores proibidos, […] de tecerem qualquer consideração de ordem política, religiosa ou ideológicatolhendo-lhes “o amplo espectro de atuação do profissional da educação”.
  • Este colegiado avalia ainda que o referido PL, prestes a ser colocado em votação no Pleno da Assembleia Legislativa de Alagoas para apreciação dos vetos do Poder Executivo, insere-se na mesma filosofia de intolerância política, ideológica, religiosa e de gênero que norteou as discussões do Plano Estadual de Educação e dos Planos Municipais aprovados no decorrer dos últimos meses no estado. Por sua vez, tais iniciativas são estimuladas pelos movimentos de direita que ganham força no País, que visam, fundamentalmente, o cerceamento das liberdades democráticas conquistadas pela sociedade brasileira pós- Regime Militar.
  • Pelo exposto, este Conselho manifesta-se pela manutenção dos vetos do Poder Executivo ao PL nº 69/2015 e pelo respeito aos princípios constitucionais aludidos, ao tempo em que reafirma sua luta em defesa de uma educação pública, democrática, plural e inclusiva”. (Sic.) - Sem grifos no original!

Por quais razões se insurgem ao PL e defendem os vetos do governo estadual ao indigitado PL citado?
Ora, a Educação Infantil e o Ensino Fundamental e/ou médio se destinam à formação intelectual, personalidade, caráter, conhecimento e ao saber do jovem-cidadão, pelo processo ensino-aprendizagem e educacional destinados às crianças e aos adolescentes.
Portanto, cabem aos municípios estaduais a Educação infantil e o Ensino fundamental I e II, para as faixas etárias de 6 aos 15 anos, e/ou o Ensino de Jovens e Adultos – EJA, nível médio, cujo público-alvo sequer ainda vota, para receber orientação sobre política ou ideologia, por exemplo, haja vista que somente lhe é facultado tal direito de sufrágio aos 16 anos.
Entretanto, pelo que se depreende do repúdio, o busílis, a grande preocupação e o principal receio do referido COMED, que teme ou temeria que elas pudessem ou até possam receber orientações da Direitaque ganham força no País, que visam, fundamentalmente, o cerceamento das liberdades democráticas conquistadas pela sociedade brasileira pós-regime Militar” (Sic.) -  Sem grifos o original.
Pode-se, pois, inferir que todas as orientações, concepções, convicções, ideias, ideais e ideologias de esquerda, de centro ou de não-direta estão livres, leves e soltas, adequadas, apropriadas e acordes aos preceitos constituições do recorrido Art. 206, Inciso II, II e VI, da CF/88, mas tão-somente sob a égide, espectro, doutrina e escólio doutrinário esquerdoPATA ou esquerdALHA ou hegemônico do comuna-socialismo, como ensinara Antonio Gramsci, já que os de Direita tolheria os direitos e liberdades conquistados “pós-Regime Militar”!
Acaso não havia direitos e liberdades no citado “regime militar”?
Ademais, os sinistros sestros já não mais se contentariam com seus públicos-alvo universitários e das dezenas de faculdades criadas nesses últimos treze anos, para doutrinar, disseminar, propalar e difundir e incutir nos imberbes néscios, ignaros, pueris e puros jovens, os “inocentes úteis” de que trata Lênin.
A Priori, a liberdade precípua é assegurada ao “aprender”, é o aluno que deve exercer essa liberdade de aprender aquilo que lhe apraz e não só aquilo que convém ao “professorensinar – inciso II, do Art. 206. A premissa de livre escolha é assegurada ao aprendiz! Ou não?
Enfim, onde o pluralismo de ideias, invocado no referido repúdio, e contido do suso Art. 206, II, da CF/88? Ou a tal “defesa de uma educação pública, democrática, plural e inclusiva”?
Leia-se: Inclusiva, dês que sequer se mencione, se pense ou se discuta ou se INCLUA quaisquer pensamentos, conceitos, ideias, ideais ou ideologias de Direita. Ou não? Estes estão EXCLUSOS, EXCLUÍDOS e DELETADOS!
É como já havíamos dito, escrito e reiterado em nosso modesto Blog “esquerdar ou esquerdear pode; endireitar jamais”, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/04/esquerdear-ou-esquerdar-sempre.html
Típico de esquerdALHAS!
Abr

*JG




segunda-feira, 25 de abril de 2016

“Dê-me uma alavanca e um ponto de apoio e levantarei o mundo”- Arquimedes.

Joilson Gouveia*
Convenhamos: Cunha tem sido esse “ponto de apoio” que a “alavanca” (Lava-Jato) tem movido o mundo dos comunapetralhistas, para o bem do Brasil e dos brasileiros e das brasileiras decentes, honrados, honestos e de BEMdessepaís”!
Como alguém que diz saber de tudo e a tudo sabe, domina e conhece, pois até faz predições, presságios, premonições e vaticínios agourentos, tenebrosos, nefastos, funestos e nefandos quando assesta, averba e proclama que se "sua imaculada cair nenhum outro governará nosso país" nem haverá paz e sim: “lutas de todos os matizes e rincões dessepaís"; por quais razões não saberia das respostas do que ora questiona?
O perleúdo escarlate senil, debilitado, caquético, esclerosado e esquizofrênico esquerdALHA bem sabe de todas as respostas de suas indagações dissimuladas, escamoteadas e ludibriadas questões propugnadas, propostas e expostas aqui, sabe-as muito bem e de cor e salteado, haja vista ser um dos comensais do Poder enquanto assessor parlamentar júnior de um desses Poderes! Aliás, o seu chefinho direto tem tantos inquéritos, processos e denúncias quantos ou mais aos que seu indigitado, guerreado e pechado inimputável poderoso Cunha; ou não?
Temem-no por razões óbvias, ululantes e evidentes ou prováveis, factíveis e similares ou semelhantes causas originárias em espúrios negócios, negociatas e maracutaias escabrosas em conluio e cumplicidade ou coautorias já citadas nas mais diversas “colaborações premiadas” ou delações prestadas, ratificadas e homologadas pelo próprio STF e pelo PGR, que respingam noutras autoridades ainda protegidas pelo odioso, inescrupuloso e criminoso foro privilegiado por prerrogativas de funções, cuja “corte totalmente acovardada” usa de prolegômenos e preliminares expedientes procrastinatórios, protelatórios e postergatórios, que incorrem em mora ou demora, obstando o célere desmoronamento da “república da asquerosa jararaca escarlate”, que o intrépido, audaz, diligente, competente e inteligentíssimo Sérgio Moro e sua brilhante, audaz e astuta força tarefa de procuradores, promotores, delegados e policiais federais desnudaram os “poderosos impolutos escarlates” e seu “aliados” e, sobretudo, lavaram as almas dos brasileiros e das brasileiras decentes, honestos, honrados e de BEMdessepaís”, ainda que não tão “onestas” quanto a “alma” do “asceta de prístinas virtudes” – o “virtuosoLuís 51 – Sir LILS – “o breve”!
Ao menos, Cunha ainda não usou de sua “afiadíssima língua”, nem cuspiu como os tolerantes esquerdALHAS humilhados, contrariados e sem argumentos – verdadeiras serpentes cuspideiras ou lhamas peruanas. Coisas de peruas!
Enfim, urge endireitar o Brasil, passar o Brasil a limpo, e o começo da faxina consiste em jogar fora o lixo que aí está, depois limparemos pás e lixeiras, numa urgente assepsia inexorável!
Impeachment, Já!
Abr

*JG

UMA ORDEM DE PATRULHAMENTO POLÍTICO-IDEOLÓGICO IMPARCIAL E “APOLÍTICO” (?)

Joilson Gouveia*

As dedicadas, diligentes, inteligentes, competentes, imparciais, impassíveis e “apolíticas” seccionais da OAB fluminense e carioca protocolizaram pleitos instando CASSAÇÃO de um “indecoroso” parlamentar, que teria feito APOLOGIA AO CRIME ou enaltecido, agradecido e lembrado ao finado “torturador da ditadura militar” Cel ExB -Carlos Brilhante Ustra, que é brilhante até no seu patronímico, conforme editado na Gazetaweb.com, a saber:
"Perderam em 1964, perderam agora em 2016. Pela família e pela inocência das crianças em sala de aula, o que o PT nunca teve. Contra o comunismo, pela nossa liberdade, contra o Foro de São Paulo, pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff, pelo exército de Caxias, pelas nossas Forças Armadas, por um Brasil acima de tudo e por Deus acima de todos, o meu voto é sim". (Sic.) – Para mim, o parlamentar esqueceu de mencionar as derrotas das intentonas de 30, 32, 35 e outras tantas.
Entrementes, urge relembrar, por supina e axial valias e essencial importância, que jamais tivemos nenhuma “ditadura militar”.
Em verdade, o Brasil viveu num regime constitucionalista marcial castrense federal ou “intervenção constitucional militar democrática” a rogo do próprio Congresso Nacional como CONTRAGOLPE ao GOLPE VEMELHO, que anelava impor a ditadura do proletariado, o que já fora confessado pelos “sobreviventes torturados”. É fato! Visitem, leiam, apreendam e guardem isso na memória, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/09/golpe-ou-contragolpe-ii.html.
Aliás, as alegadas “torturas” sofridas foram tão cruéis, brutais e impiedosas ou assassinas que seus sobreviventes foram anistiados e ascenderam ao “puder”, sem nenhuma sequela! Vide testemunhos de Gabeira, Miriam Macedo e doutros guerrilheiros subversivos de então, que lutaram pela ditadura do proletariado jamais pela Democracia!
Ademais, o mais sagaz, astuto e arguto dos comunistas de outrora, que deixou a advocacia pela carreira artística teatral por seu talento dissimulador convincente, Mário Lago, sempre orientara aos presos pelo regime constitucional militar a dizer: “fui torturado” ou “fui submetido à torturas e espancamentos cruéis” – ainda que nenhum exame-de-corpo-de-delito os atestassem!
Enfim, reverenciar, enaltecer e relembrar com vibrante ufanismo exponencial bradados, vociferados e esbaforidos e de punhos cerrados e braço em riste à progressista “democracia” de Cuba e aos tiranos cruéis e assassinos impiedosos Fidel Castro, Che Guevara, Carlos Lamarca, Carlos Marighela ou até mesmo à sanguinária, assassina, assaltante, ladra, subversiva, terrorista e guerrilheira “coração valente” ou cuspir na cara dos adversários antagônicos é válido, aceitável, tolerável, normal, natural, legal, democrático e dentro do recatado, urbano e ético decoro, escrúpulo, e moral dos esquedALHAS comunapetralhistas, que podem tudo contra aos que se lhes opõem! Hipocrisia cínica de canalhas e cafajestes alarifes! Típico de finórios dissimulados! Basta! Chega! Fora esquerdALHAS!
Temos dito: urge endireitar nosso Brasil!
IMPEACHMENT, JÁ!
Abr

*JG
"MAIS CIVISMO MENOS CINISMO"!


domingo, 24 de abril de 2016

O ADVÉRBIO É IMPRÓPRIO, INDEVIDO E INADEQUADO; OU NÃO?

Joilson Gouveia*

Há, no renomado e mais lido e mais comentado blog do TNH, do preclaro “Peninha”, a seguinte frase, de “tons sereno e forte”, atribuídas ao ilustre Deputado Estadual, do PT, a saber: “O PT também é responsável pelo que está acontecendo e tem de pagar por isso”. Serena e forte seria sem o advérbio “também”! Ora, como assim “também” se ele está no “puder”, nesses últimos catorze anos?
O PT e seus péssimos, ineptos, inaptos e deploráveis, deprimentes, ímprobos e ignominiosos “gestores” são os principais responsáveis diretos pelos descalabros, desastres e catástrofes de seus desmandos gerenciais, enquanto gestores da cousa pública, que virou res privada, particular, pessoal e privativa ou exclusiva do “putê”, que aparelhou o Estado, nos Três Poderes, Instituições e Órgãos republicanos, com seus mais de 139 mil comensais comissionados ou com suas fraudulentas “políticas públicas econômicas, financeiras e tributárias e de seus programas sociais assistencialistas”, de araques”. Até artistas, atores, atrizes e “entelequituais” se renderam aos óbolos da Rouanet!
O ardil enganoso e enganador de "governar para os pobres" apenas os manteve onde estão e sempre estiveram e não sairão com esses tais BOLSAS, porquanto seus desideratos, visos, objetos, metas e fins são esses mesmos: curral eleitoreiro escravocrata famélico; usado como trunfo de manutenção de legiões de miseráveis, que recebem seus óbolos e migalhas, graças a magnânima bonomia, generosa e samaritana do “putê”.
Avalia-se o sucesso de um programa social pelo número de indivíduos que deixa de precisar e depender dele e não com sua recrudescente ampliação de tais programas ou criação de outros desse jaez! Vide quadro abaixo, no meu Blog.
A esmola vicia o cidadão”; já dizia o velho LUIZ GONZAGA, o “rei do baião”! O próprio Frei Beto alertara-os!

Nesses catorze anos, só eLLe, Luís 51 – Sir LILS, o “virtuoso”, o “asceta de prístinas virtudes”, o “mais onesto dessepaís” e seus “luizinhos” deixaram a pobreza, bem como “também” todos os integrantes da alta cúpula do “putê”, mas todos, “também” envolvidos ou investigados nas mais diversas operações policiais, judiciais e criminais, consoante as delações premiadas em curso, com muitos já condenados e presos, mas sem terem sido expulsos do partido, como assestara seu presidente.
Crer ou defender esse partido é ser, no mínimo, retardado ou desonesto em potencial; ou não? É chegada a hora do basta, da limpeza e da faxina geral! Livremo-nos do lixo, depois limpemos as pás e lixeiras!

Urge endireitar nosso Brasil! Impeachment, já!
Temos dito!
Abr
*JG
P.S.: Se há “também” culpa do PT, seria o ilustre deputado favorável ao Impeachment? Ou não!





sábado, 23 de abril de 2016

A VERDADE DA REALIDADE É A REALIDADE DA VERDADE

Joilson Gouveia*

Urge informar, pois, somente pela urbana dialética que deve orientar, primar e prevalecer, nos debates democráticos, aos incautos, ignaros e néscios ou alheios aos fatos, mormente aos insinuados ou nas comparações de alguns colegas de trabalho conhecidos do autor e por ele referidos, citados e assestados por dois criticastros parvos que se nos antolha sequer saberem que:
a)  A priori, o Curso de Direitos Humanos, que teria levado ao reconhecimento nacional da nossa sesquicentenária briosa caetés, e até ser premiada por isso, pelo Ministério da Justiça/SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública, teve causa originária, premissa e fundamento no primeiro Curso de Direitos Humanos da América Latina, patrocinado, ministrado e difundido pela ONU – Centre For Human Right – destinado a todas as polícias do Brasil, lecionado, aplicado e concluído na UERJ, nos idos de 1996, nos meses de setembro e outubro, no qual fomos laureado com certificados, diplomas e a reconhecida medalha The Best Student of Human Right, que, ao cabo, termo e fim, o relatório de sua lavra deu fulcro, espeque, azo, estribo, assoalho e esteio ao projeto de Lei Estadual, da então Deputada Heloísa Helena, para inserção obrigatória do Curso de Direitos Humanos nos PROMAS, PUD, Planos de Matérias e disciplinas dos currículos escolares dos níveis diversos dos cursos de formação dos castrenses existentes na briosa, em todos os níveis. Fato! Os pioneiros desbravam outros desfrutam dos caminhos feitos e postos!
b)  Por segundo, ao intrigado, afrontado ou incomodado integrante de um sindicato, que, também, se nos parece NÃO ter alcançado aos desideratos, objetivos, metas e fins dos Princípios jurídico-positivos de nosso arcabouço normativo constitucional-legal trazidos à baila, que devem servir a todos e para todos, indistintamente, “todos são iguais perante a lei”, a lei deve ser igual para todos e a ninguém é dado escusar de saber, obedecer, cumprir, fazer cumprir e respeitar a lei, ou seja: “Art. 3o “Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece”. Ninguém, qualquer pessoa, sujeito, cidadão ou servidor-público quanto mais os procuradores e promotores e fiscais da lei, cada qual que cumpra com o seu dever-poder de seus cargos, atribuições e funções com diligência, cautela e prudência, para não incorrer em prevaricação do dever-poder. E o que não se dizer de presidentes de conselhos, de estatais ou de uma república? Simples!
Enfim, sem delongas, como dito por Bertold Brecht, a saber: “Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem”, bem por isso não devemos ser omissos nem sermos alheios à Política e aos políticos, que são meros servidores-públicos e empregados do POVO, o real, poderoso e soberano detentor do PODER! Disse mais, o Brecht: Aquele que não conhece a verdade é simplesmente um ignorante, mas aquele que a conhece e diz que é mentira, este sim é um criminoso."
Primemos, pois, pela verdade, somente a verdade e nada mais que a verdade. E onde está a verdade? A única verdade é a realidade” – Aristóteles. Na realidade, a conjuntura atual de nosso país, bem demonstra a VERDADE, que muitos tentam não ver, escamotear, dissimular, ludibriar ou desconstruir usando do escólio de Antonio Gramsci.
Por derradeiro, Abraham Lincoln, nos alertara, a saber: a) “Nenhum mentiroso tem uma memória suficientemente boa para ser um mentiroso de êxito”, e; b) “Podeis enganar toda a gente durante certo tempo; podeis mesmo enganar algumas pessoas todo o tempo; mas não vos será possível enganar sempre toda a gente”. Acabou a era dajararaca escarlate”! Tenho dito!
Sou insolente, mas não injurioso!
Abr
*JG