quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Eu vi; li e não cri: será que isso é CIDADANIA(?)

Joilson Gouveia*
Para mim, enquanto pobre mortal e quase racional ou mesmo completamente irracional, bem por isso posso até estar enganado, mas Rui vaticinou correto: “chegará o dia que homem sentirá vergonha de ser honesto! Vejam e leiam, para depois seguir na leitura de nosso texto abaixo.
O Link acima traz uma notícia mais que interessante, para mim é muito mais que isso: é tétrica, tenebrosa, escabrosa e, também, um descalabro de assustadora ou avassaladora, para não dizer uma tentativa de ação desmoralizadora dos sistemas educacional, social e criminal ou direta incentivadora ao estado delitual, estado delinquente ou criminoso. Só cri depois que vi e li! Quem terá sido o luminar ou luminoso “pai” desse “projeto”?
Ou seja, nele e por ele se transmite a ideia básica, simples e pura ao vulgo vivente e mero ser do povo ou um incentivo ao que não dispõe de recursos para frequentar uma escola pública ou privada, para que ele seja um delinquente ou um marginal ou homicida que o Estado garantirá sua vida, sua educação, sua segurança e seu futuro e de sua família – quem se ferra mesmo é sua vítima, que permanecerá perpetuamente presa em sua cela terrena em subsolo eterno já não bastam todas as ditas progressões de pena (Pena? Há pena no nosso Sistema Jurídico Criminal ou Penitenciário? Nele não há castigo só benesses ou benevolentes e excessivo zelo e dedicação que seque é dada ao cidadão contribuinte).
Lembro-os: no atual sistema não há castigo e nem reprimenda ao bandido, assassino ou homicida ou estuprador ou assaltante ou aos ladrões de todos os gêneros – aliás, nem mesmo de detentos ou presidiários ou reclusos ou condenados devem ser chamados, pois é politicamente incorreto, exigem trata-los por re-educandos - Como se o fora educados algum dia.
A novidade avassaladora, trazida no link supra, é que o País, a Nação, os governos ou o Sistema Educacional, Social, Judicial ou Criminal nem oferece controle e nem a devida reprimenda ou coativas sanções compatíveis aos delitos e quando “punidos” quase nunca ou nunca se cumprem as “penas” aplicadas em sua integralidade, pois, no mais da vez, “sofrem a usual IMPUNIDADE”, mormente se tiverem colarinhos lavados com sabão em pó.
Como já se não fora poucos ou bastantes os tais programas cangurus, aqueles de vários tipos de bolsas, inclusive o mais recente Bolsa-Crack de apenas R$ 1535,00 ou de semelhante intuito, intento ou intenção Internação Involuntária – que reflete o seguinte; seja usuário de drogas que o governo garante seu tratamento e zela por você e sua família.
O Estado ou os governos garantem-lhes, também, a saber:
a) auxílio reclusão maior que o próprio salário mínimo do trabalhador de apenas R$ 918, 57; b) alimentação balanceada e nutritiva, com acompanhamento de nutricionistas; c) Saúde – há médicos, psicólogos, psiquiatras, enfermeiros, enfermarias e medicamentos e ambulâncias e etc. d) Visitas íntimas (ou seria orgias) e não só de suas companheiras ou de seus cônjuges e sexo seguro com acompanhamento e doações de preservativos e etc.; d) Segurança – eles vivem muito bem guardados pelos agentes penitenciários e carcereiros ou quase uns babys-systeres desses REEDUCANDOS; e) Educação – agora com universidade privada, privativa e exclusiva para saírem de lá “doutores” e bem encaminhados na vida;
Aliás, TRABALHO, para eles, nem pensar! Isso só existe para os imbecis, idiotas e dementes que estão no lado de fora trabalhando, sobrevivendo à mercê de qualquer meliante ou traficante, para pagar, por meio de escorchantes, abusivos e extorsivos impostos aos ínfimos salários desses nossos indolentes, lenientes e incompetentes representantes e ditos governantes.
Enfim, onde não há e quando não há CASTIGO ou a certeza de sua aplicação não há arrependimento e, muito menos, nem a consciência ou o remorso de que errou!
Presente o antônimo ao adágio: o crime não compensa! Positivaram-no: CRIME COMPENSA E RECOMPENSA – O ESTADO E OS GOVERNOS GARANTEM! OU NÃO?  

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

MEDICINA POPULISTA VERSUS MEDICINAS SOCIALISTA E/OU CAPITALISTA (?)


Joilson Gouveia*
A enaltecida, elogiada, admirada, destacada e premiadíssima medicina cubana trata, cura, salva e o ELEVA rapidinho, imediata e instantaneamente, célere mesmo, bem ligeirinho se torna ou se vira logo uns anjinhos ou santinhos juntos ao el dom san chavito ou santo chaves – só para citar um exemplo-, lembram?
O que é incompreensível ou ininteligível ou que me agasta e preocupa é simples: Por que todos os defensores ou adeptos ou amantes ou fanáticos seguidores apaixonados de la suprema medicina cubana e de el regime de grande-comandante-eterno NÃO SE MUDAM PARA HAVANA? Vão para casa do CARIBE! Vão tomar, lá em CUBA, o que lhes faltam aqui! Vão beber conhaque ou vermute ou caldo-de-cana e fumar uns deliciosos havanas cubanos!
Independentemente da medicina socialista ou capitalista ou comunista ou petista ou o raio-que-o-parta, a grande verdade é que a nossa querida e amada e idolatrada Pátria AMADA Brasil, mas espoliada e mal gestada não dispõe de 5.669 HOSPITAIS ou nosocómios para todos esses e nesses respectivos municípios e nem mesmo Unidades-de-Pronto-Atendimento ou centros-de-saúde ou ambulatórios correspondentes aos 5669 municípios desse imenso País. É FATO!
Nesses tais municípios ou ditas brenhasaonde os nossos médicos não querem ir – não há nem mesmo uma sala ou compartimento ou um cubículo ou um cantinho coberto com água e luz, cadeira, maca ou mesa ou medicamentos, para uma simples anamnese precisa, decente condizente ou mesmo um mero exame clínico mais acurado. É mais que fato, é a cruel realidade do descaso leniente!
Ridícula, imoral ou acintosa hipocrisia cínica de escamoteados ou pseudos-socialistas ou uma quimera imbecil que reflete simplesmente, pura canalhice demagógica que é construir hospitais noutros países ou DOAR nossas riquezas ou PERDOAR DÍVIDAS DE DITADORES CRUÉIS e desdenhar, espezinhar ou humilhar ou deixar nosso povo à mingua, isso sim é a mais odiosa e vil hipócrita demagogia populista socialista ou comunista, ou não?
Usar de meios ilegais, como no caso em comento – onde tentam AMOLGAR LEGALIDADE aos espúrios “contratos” de espúrios doutores -, numa afronta ao Estado Democrático e Humanitário e de Direito ou deliberadamente fraudar, ofender, afrontar e DESCUMPRIR LEIS e CONSTITUIÇÃO beira aos CAOS de uma odiosa DITADURA FACISTA ou contra os sacrossantos direitos trabalhistas desses “ditos médicos” importados ou escravizados pelo regime de lá e BURLAR o revalida dos repatriados.
Autoritarismo de medidas ilegais, arbitrárias e abusivas, que afrontam às Leis e à Constituição de uma Nação beira à odiosa ditadura desse executivo intransigente, indolente e incompetente e os demais Poderes Legislativo e Judiciário não podem e nem devem ficar inertes, silentes e moucos ou surdos aos anseios do povo e em defesa de seu arcabouço jurídico: SUAS LEIS, SEUS DIREITOS E, SOBRETUDO, SUA CONSTITUIÇÃO.
Acordem: brasileiros do Legislativo e Judiciário! Estamos à beira do abismo e diante do caos, urge que nossas forças institucionais demonstrem seus valores enquanto INSTITUIÇÕES REPUBLICANAS E DEMOCRÁTICAS.
É hora de instarmos nossas forças de defesa internas e externas: AS FORÇAS ARMADAS!
ACORDA BRASIL!
Abr
JG

sábado, 24 de agosto de 2013

ESPERO QUE O BARATO NÃO CUSTE CARO À NAÇÃO BRASILEIRA

Joilson Gouveia*
Alguns arautos intelectuais ou graçolas ou metidos a inteligentes vociferam e defendem o BOM e BARATO de los importados hermanos do tal de programa de saúde, que nominamos de MAUS MÉDICOS MÁ SAÚDE, que seriam médicos BONS E BARATOS, enquanto se gastam milhões e milhões de dólares do nosso Erário em generosas DOAÇÕES à Palestina, para construção de moderníssimo HOSPITAL, na Faixa-de-Gaza, e a outras ditaturas africana e cubana, mas, nesse ínterim, quantos nosocômios eles construíram para os brasileiros?
Há um adágio popular que diz: "nem sempre o que é barato é BOM ou o melhor, e que, às vezes, o barato sai CARO”; sai muito caro! E o povo é sábio!
Disse um leitor nominado de Melo, o imbecil é imutável, com o qual concordamos, é verdade sim: o imbecil é estável, estagnado e imutável! Acho que alguns desses tais fazem parte ou são integrantes de sucursais desse desgoverno brasileiro ou seriam bloguistas a serviço deles.
Ao alcunhado de Guilherme, caro comentarista, saiba que concordo com o amigo, essa foi a melhor forma e mais "inteligente" que o “desgoverno brasileiro descobriu como meio legal de ENVIAR AJUDA FINANCEIRA à falida ilhota cubana, mas que só servirá aos irmãos Castros e caterva de seguidores e suas súcias matulas! Noutras palavras: saquear ao Erário Nacional e espoliar nossoas riquezas mediante generosas doações humanitárias.
Já que a solução é importação, que tal IMPORTARMOS políticos dos países nórdicos? E, em câmbio de moeda semelhante, exportarmos os nossos NOBRES parlamentares à ilhota socialista de Fidel?
Eis outra questão dirigida ao Blogueiro Bob, el sabido, a saber: a) O BR tem 5.569 municípios e um Distrito Federal, mas não tem o mesmo número de nosocómios, hospitais, ambulatórios ou Unidades de Pronto Atendimento ou de Socorro imediato, ou há-os, caro Sr e tão-bem informado “jornalista” Bob?
Para ciência dele e de seus leitores editamos parte de estudos do próprio IBGE, a saber:
“(...). Na área do diagnóstico por imagem, por exemplo, as políticas adotadas pelo Departamento de Tecnologias Médicas Essenciais, da Organização Mundial da Saúde - OMS, preconizam que 20% a 30% dos casos clínicos necessitam do diagnóstico por imagem a fim de proporcionar maior resolutividade no diagnóstico; além disso, 80% desses casos podem ser resolvidos utilizando-se Raio X simples ou ultrassom (MEDICAL..., 2005, p. 5). Relatórios recentes do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (National Health Service) têm preconizado o acesso dos general practitioners, médicos de atenção primária, à indicação de tecnologias de imagem consideradas de alto custo e complexidade, como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética nuclear, como forma de aprimorar o diagnóstico nesse nível de atenção à saúde e melhor precisar a necessidade de referência a especialistas médicos (CHERRYMAN, 2006).” (Sic.) Fonte: sítio do IBGE.
Sr Bob, que não é nenhum BOBO, ainda que seja autodidata no jornalismo, ou seja, foi feito a martelo, marretas e retocado a serrote e alicates e serras, há número igual ou paritário de municípios proporcionais ou equitativamente aproximados aos de nosocómios ou até mesmo de simples Aparelhos de Raios-X simples ou de ultrassom nesses muncípios todos?
Seu Bob, que não é BOBO, ainda que não tenha nenhum diploma de jornalismo, não é tão asno o tanto o quanto imaginam alguns leitores, pois até que usa até de um mínimo raciocínio e um pouco de silogismo, mas está ostensiva ou ESCANCARADA DEMAIS ESSA DEFESA DOS MUCHAHOS CUBANOS e, também, das ideias e ideais de "nossa-mãe-dos-brasileiros".
Menos Bob; menos Bob, menos! Assim dá na vista!
Enfim, duvido - e muito, como já o disse antes -, que sejam todos MÉDICOS ESPECIALISTAS EM SÁUDE OU EM COMBATE ÀS DOENÇAS, para mim são exímios guerrilheiros disfarçados, para se aliarem aos demais hermanos de Las FARC`s afilhadas do atual e do anterior GUVERNUS, que o digam os FOROS de Sampa e do Porto Alegre e de Manaus.
Vivamos, para constatação!
Abr
JG
P.S.:Verás que um filho teu não foge à luta”, lembrem-se antes de tentarem dar cabo ao intento insano! Já perderam uma vez; e perderão de novo!
Brasileiros; abrolhos!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

PROGRAMA MAUS MÉDICOS MÁ SAÚDE (?)


Joilson Gouveia*
Aos que assistiram o ENTRE ASPAS de ontem, da apresentadora MÔNICA WALDVOGUEL, pela Globo-News, devem ter concluído, pelo debate entre o nosso alagoano Téo Fortes – Conselheiro do Conselho Federal de Medicina, e um senador do PT e ex-ministro da saúde do molusco, Humberto, de PE, o qual sempre se saia com a uníssona cantilena deles e aquele o velho jargão do molusco barbudo iletrado cachacista inveterado, inculto, oculto ou escondido ou sumido – que só se encontra em hotéis com sua criatura em colóquios privados, não se sabe se com ou sem roses ou rosês ou outros “més” e drinques: NUM SEI; NUMVI; NUM SABIA; NUM OUVI; SEINAUNS, DISCONHEÇU e etc.” -, era a resposta a cada indagação ou proposição ou contestação do Conselheiro ou da jornalista, que os punha no canto da parede e, também, da patente, confessa ou manifesta ignorância às medidas contra legem, ora adotadas, nesse tal programa que nomino de “MAUS MÉDICOS” – que não passa de um urdido engodo ardiloso de maquiavélica sinecura, bonomia ou benesse aos seus apaniguados para:
a) ENVIAR nossas riquezas ao GRANDE COMANDANTE deles – dois terços serão de El Comandante;
b) para TORNAR médicos, mediante fraude à CF/88, que exige CONCURSO PÚBLICO, para ingresso o serviço público, portanto, nada mais ‘que um meio de burlar aos legais concursos públicos ao CONTRATÁ-LOS, temporariamente, e;
c) REPATRIAR todos aqueles que fugiram aos exames seletivos ou vestibulares às universidades e faculdades brasileiras nas quais nunca lograram êxitos;
d) EVITAR submissão ou subsunção ou a exigida avaliação conforme à Lei de Diretrizes e Bases Educacionais – Lei Federal 9394/1996 – Art.48, ou driblar ao chamado REVALIDA, a saber:
  • Art. 48. Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.
  • §1º Os diplomas expedidos pelas universidades serão por elas próprias registrados, e aqueles conferidos por instituições não-universitárias serão registrados em universidades indicadas pelo Conselho Nacional de Educação.
  • §2º Os diplomas de graduação expedidos por universidades estrangeiras SERÃO REVALIDADOS por universidades públicas que tenham curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação.
  • §3º Os diplomas de Mestrado e de Doutorado expedidos por universidades estrangeiras só poderão ser reconhecidos por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior.
e) Daí, como foram “financiados” pela caterva de petista e séquitos seus e se “formaram”, na ilhota caribenha e noutros cursos latinos, de carga horária aquém de nossa formação médicamas sempre se tratam aqui, no Brasil (sempre, no “seu Zé-libanês”, quando dodóis) e à custa das despesas ao Erário - do seu, do meu, e do nosso espoliado, sofrido e suado dinheirinho – contumaz, constante, permanente e sempre escorchado pelos altos impostos que os mantêm lá, inalterados e usufruindo, fruindo e gozando do bem bom.
E o povo? Este que se exploda, como diria “Justo Veríssimo”!
Enfim, triste de uma Nação que descumpre suas leis e, sobretudo, aqueles que as juraram respeitar são os primeiros a olvidarem-nas e seus aos próprios juramentos tão-só para albergarem aos que não tiveram e ainda não têm competência para lograr êxito em vestibulares nacionais, os quais receberam bolsas-de-estudos em Havana e noutras plagas de medicina mais evoluídas como Bolívia, Portugal, Venezuela, Peru, Argentina, Paraguai e Uruguai – porém, todos os chefes-de-estado de lá acorrem sempre aos hospitais do Brasil quando dodóis. Ou não?
Abr
JG

terça-feira, 20 de agosto de 2013

ALAGOAS É O MARCO REFERENCIAL DO BRASIL* (?)

Joilson Gouveia*
Desde já se afaste a pecha ou a querela ou mesmo a diatribe de que estamos a querer “ensinar o ‘padre- nosso’ a vigário”; não. Não é isso, não mesmo!
O turismo ou sua atividade turística ou o mercado turístico ou o grande filão ou mina abstrata, amorfa, inodora e incolor – como se queira chamar - é induvidosa, indiscutível e insofismavelmente, a mais célere fomentadora e adequada, ecológica ou rentável dentre todas as “indústrias mercantis” sem suas ‘chaminés esfumaçadas e poluidoras’, mas não é somente um único monumento ou mesmo os lugares aprazíveis ou históricos ou ecológicos ou virgens e inexplorados que fazem esse mercado CRESCER! Sem infraestrutura mínima ou básica ele não vinga, não decola e nem prospera. É fato!
A despeito de nossa querida, acolhedora e, naturalmente, bela Maceió ter sido escolhida como a cidade de mais belo litoral do Brasil, devido ao seu generoso relevo de suas enseadas e praias de águas tépidas em tons de azul-piscina, que poderiam ser mais saudáveis, límpidas e cristalinas, bem como quase toda nossa costa litorânea repleta de paradisíacas e nativas ou quase virgens praias, barras e embocaduras de rios, riachos e de suas lagoas.
Ainda assim, não precisa de nenhum monumento, para recrudescer o turismo, mas urge de imprescindível adequado sistema de tratamento de seus efluentes de águas fluviais e pluviais, galerias e bueiros ou de suas ‘bocas-de-lobos’ e de esgotamento sanitários, pois que enfeiam e enodoam e maculam suas areias e águas e a toda essa sua beleza natural! É outro fato!
E já dissemos isso noutra oportunidade e noutro renomado Blog – ver aqui mesmo em nosso modesto, singelo e sincero Blog, a saber: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/08/um-marco-referencial-ou-monstrumento.html
O maior MARCO REFERENCIAL de nossa terra caetés ou ‘dos marechais’ e outrora ‘paraíso das águas’ (hoje das balas e das drogas) é sua olvidada, ignorada e desdenhada localização ou situação geográfica: Latitude sul 10 graus; em relação à imaginária, permanente e imutável linha-do-equador! E o que isto significa, representa e traria de produtivo ou de bom ou de real e verdadeiro, para nossa espoliada terrinha? Respondo. Simples:
a) a priori, o RESGATE DA LEGAL, MORAL, REAL e VERDADEIRA HISTÓRIA DO BRASIL – uma hercúlea luta INICIADA e fundada pesquisa de nosso brilhante historiador Jaime de Altavilla, inclusive corroboramos, reiteramos, ousamos e editamos em ‘O Jornal de Alagoas’, de 22 de abril de 2000, há treze anos quando se comemorava o equivocado e falaz ‘descobrimento do Brasil’ a grande festa dos “500 anos do descobrimento do Brasil”, ao que chamamos de cinco séculos de engodos e mentiras haja vista que nunca fora em Porto Seguro ou Ilhéus, na Bahia, o achado de seu Pedro Álvares Cabral (histórica, a rigor e na verdade, Pedro Álvares de Gouveia – nessa época só o primogênito, varão e viril é quem recebia o sobrenome do pai, os demais eram somente ‘filhos-da-puta-que-pariu’; assim era tratada a mulher do suserano) como “registrado na ‘estória’ deste país”. Vejam aqui em nosso singelo sítio, a saber: http://djuris.br.tripod.com/opiniao/opiniaoartigos/cincoseculosdeengodoementira.htm e http://djuris.br.tripod.com/opiniao/opiniaoartigos/latitude10.htm. Leiam e dirimam suas dúvidas!
b) feito isto, ou seja, nossos representantes admitirem, defenderem, reconhecerem e DIVULGAREM O RECONHECIDO ERRO HISTÓRICO, nossa terra dos caetés será incluída como o RESGATE do Brasil ou o seu (RE) DESCOBRIMENTO, a terra de Zumbi e o berço da liberdade é, também, a do nascimento do nosso amado Brasil!
c) pari passo, paralela, imediata e concomitantemente, desde já investir em toda a infraestrutura necessária ao acolhimento, recepção, hospedagem, segurança e conforto ao TURISTA, que certamente virá conhecer ao PARAÍSO que “seu Gouveia” ACHOU e um outro redescobriu!
Bastava-se constatar ou náutica comprovação ou simplesmente admitir e RECONHECER o RESGATE DA VERDADE HSTÓRICA, para se alavancar essa formidável indústria, inclusive se poderia fazer passeios de barcos simulando a navegação do dia do achado, como registrado, retratado e testemunhado por Dom Pero Vaz de Caminha. Ou não?
Abr
JG
* N.A.: Está mais que provado, comprovado e registrado: nosso querido Brasil aqui surgiu, histórica, geográfica e nauticamente a Esquadra de ‘seu Gouveia” aqui chegou!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

IMORREDOURA OU CONTINUADA OU PERMANENTE TSUNAMI DE ODIOSA VIOLÊNCIA ALAGOANA

Joilson Gouveia*
O tsunami de ASSASSINATOS ou de homicídios ou como eles gostam de falar, assestar cheios de empáfias: CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS CONTRA A PESSOA HUMANA – CVLIS, em nosso sofrido Estado de Alagoas, repercute em todos os canais midiáticos menos nos anais dos que se dizem gestores estatais com deveres de seu efetivo combate ou o devido, adequado, necessário, justo e tenaz esforços para prevenção, redução ou mesmo minimização de seus insuportáveis índices de criminalidade letal que nos faz HEXACAMPEÕES em homicídios, o que é tão-só, apenas e somente só um dos aspectos ou variáveis ou VETORES DA VIOLÊNCIA haja vista sequer versarem sobre os demais outros indicadores: assaltos, roubos e furtos, por exemplo!
Nem prevenção e, o que bem pior e muito mais grave ou gravíssimo, SEM A DEVIDA, NECESSÁRIA, ADEQUADA E IMEDIATA REPRESSÃO DELITUAL OU SUA CABÍVEL IMPRESCINDÍVEL APURAÇÃO OU URGENTE PRISÃO DOS ALGOZES.
Há um contador de HOMICÍDIOS de um webjornal caetés que continua registrando a MENOR haja vista COMPUTAR SOMENTE OITENTA ASSASSINATOS, para Agosto/2013, quando o mês de Maio findou com 932 HOMICÍDIOS, somados aos MAIS de 318 homicídios de junho e os de julho e MAIS OS ATUAIS 80 dá MUITO MAIS DE 1333!
Fato é que com um ano EXATO (mais 03 dias de junho, o mês de Julho e dezenove dias de agosto) do Plano já mataram mais de 2452.
É o resultado obtido do total do ano de 2012 (2186 ASSASSINATOS, que foi anunciado por um sociólogo e editado nesse mesmo webjornal caetés) deduzido ou diminuído ou subtraído os 995 HOMICÍDOS de janeiro a maio de 2012, que dá UM TOTAL de 1191 de mortos até dezembro de 2012, somados aos 1333 de janeiro até agora, 19 de agosto de 2013, perfaz o total de 2452 CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS CONTRA PESSOAS HUMANAS.
Deduzindo-se os 80 HOMICÍDIOS dos dezenove dias de Agosto, restam 2372 ASSASSINATOS, em apenas um ano e um mês de plano, ou seja, de 27 de junho de 2012 a 27 de julho de 2013, numa média mensal de 182,461 HOMICÍDIOS. Ou seja, dividindo-se 2372 por 13 meses. Essa média mensal era 150/Mês antes do Plano, com um ANO, chegou-se a 223,41 ASSASSINATOS/Mês.
Onde CAIU e o que CAIU?
Só se foram suas lentes de contatos ou suas fotos-cromáticas ou suas multifocais!
Assim, desse jeito e só e somente assim, ludibriando, escamoteando ou usando dados desconexos ou irreais essa tal CURVA CAI e, por conseguinte, REDUZ o índice de VIOLÊNCIA LETAL INTENCIONAL CONTRA PESSOAS HUMANAS.
D. Filó - ausente desde Março - retorna com a mesma cantilena ou igual ladainha de sempre ou o mesmo “canto de curió” (que é um só) e sempre igual: preocupadíssima com a “queda” das curvas, somente vistas por suas lentes multifocais, e com redução de NÚMEROS ou de “seus índices”; jamais com os quase DOIS E MEIO de MILHARES de seres humanos, de gentes, de pessoas e de cidadãos ASSASSINADOS, ceifados ou molestados ou agredidos ou horrorizados, aterrorizados e enclausurados, ocultos e escondidos em seus lares, receando aos seus algozes ou esperando a morte chegar, pois nem neles se está mais seguro, por aqui.
Valorizar os nossos policiais? Sabes mesmo o que seja VALORIZAÇÃO, D. Filó?
Permanecer com FNS até os MIL homens ingressarem na Corporação quando o Estado e todos os alagoanos necessitam, desde ontem e de logo, imediata, urgentemente e JÁ de muito mais de DEZ MIL SOLDADOS PM – Tivesse ele cumprido suas promessas de campanha teríamos ao menos SETE MIL NOVOS BRIOSOS, mas seguiu ao vice e CREU no dito: ALAGOAS NÃO PRECISA DE MAIS POLICIAIS. Vociferaram!
Olhem que só comentamos uma das vertentes da VIOLÊNCIA; só falamos de HOMICÍDIOS ou de CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS CONTRA PESSOAS HUMANAS, pois ASSALTOS (COM ou SEM explosivos), ROUBOS, FURTOS, ESTUPROS, SAIDINHAS DE BANCOS, SEQUESTROS, INVASÕES DE LARES, TEMPLOS, CONVENTOS, CLÍNICAS, FARMÁCIAS, POSTOS DE COMBUSTÍVEIS, AGÊNCIAS DOS CORREIOS, LOJAS E ESTABELECIMENTOS E DESAPARECIDOS nem há como precisar. Eis aqui uma excelente PAUTA: PRECISAR AQUILO QUE ELES NUNCA INFORMAM!
O PIOR: nem eles contestam a tudo isso e a população parece insensível a isso tudo ou só se REVOLTOU contra a odiosa MAJORAÇÃO das passagens de transportes coletivos ou quando perdem objetos materiais de uso próprio ou individual e DINHEIRO – a vida não importa – o que não pode perder é DINHEIROS E COISAS MATERIAIS. A VIDA PERDEU SUA VALIA!

PERÍCIA PROFICIENTE OU PICARDIA INTRANSIGENTE OU EXÍMIA COMPETÊNCIA DE PROFICIÊNCIA CASTRENSE – QUALQUER EMBARAÇO OU FALHA ESTATAL ACORRE-SE AO CASTRENSE ESTADUAL, OU NÃO (?)

Joilson Gouveia*

Tem-se dito, com espeque no escólio de ilustres juristas, jurisconsultos e, sobretudo, na farta, ampla, douta, mansa, pacífica doutrina Pátria brasileira, sobre PERITO, PERÍCIA e PERITO OFICIAL ou sobre PROVAS PERICIAIS, senão vejamos, a saber:
A perícia deve ser realizada, em regra, por perito oficial, portador de diploma de curso superior” – Caput do Art. 159, do nosso velho conhecido Código de Processo Penal Comum.
Entrementes, o que se entende por PERITO OFICIAL, segundo o escólio de Alexandre Cebrian e Victor Gonçalves, sob coordenação de Pedro Lenza, in sua respeitável obra Direito Processual Penal ESQUEMATIZADO – “Perito oficial é o especialista em determinada área do conhecimento, diplomado em curso superior, QUE ESTÁ INVESTIDO NA FUNÇÃO EM DECORRÊNCIA DE PRÉVIA EXISTÊNCIA DE VÍNCULO COM O ESTADO (ou seja, sua investidura na função não decorre da nomeação feita pelo juiz ou pela autoridade policial). É, portanto, o integrante da carreira da Polícia Científica, o funcionário de Instituto de Criminalística ou de Órgão similar etc.” Não é qualquer funcionário ou servidor do Estado!
Como já dissemos antes e aqui reiteramos: somente o Juiz, no curso do processo, ou o delegado, durante o Inquérito os poderia nomear peritos não oficiais e des que INEXISTISSE PERITO OFICIAL, DE CARREIRA E DA POLÍCIA CIENTÍFICA.
E, ainda leciona, mais clara e explicitamente, “Somente em caso da INEXISTÊNCIA de perito oficial é que o exame poderá ser realizado por peritos não oficiais”. Oficial-médico ou médico-oficial não se coaduna com o exemplo trazido à colação e da exceção da regra acima referida.
Ademais, seria de se questionar ao douto Conselho:
a) qualquer bacharel em direito poderia suprir, substituir, atuar ou exercer suas atividades jurisdicionais ou judicantes perante a carência de magistrados nas suas comarcas ou naquelas em que um único Juiz responde por mais de duas ou três?
b) Poderiam, no entanto, tais béis, por terem estudados em seus Cursos de Direito, as disciplinas de Medicina Legal, Criminalística ou Criminologia ou outras disciplinas afins, substituírem aos Peritos Oficiais ou Juízes, Promotores, Defensores Públicos etc. em seus ofícios?
c) Os oficiais castrenses formados em conceituadas e renomadas Academias de Polícia Militar, que, portanto, lograram aprovação e pagaram disciplinas de Medicina Legal, Criminologia, Criminalística ou Sociologia Criminal ou Prática Forense poderiam substituir aos existentes – bem poucos, é verdade, mas existentes sim?
Seria de se causar estranheza ou, quem sabe, ridícula singularidade de tamanha mordacidade ou mesmo acintosa picardia renitente, que causaria espécie, desde que em qualquer democracia que se diga submetida ao Estado Democrático e Humanitário de Direito, por aqui nunca e nem jamais aconteceria, claro!
Mas, sinceramente falando, a despeito de discorrermos sobre aquilo que mais se parece uma hercúlea luta de titãs entre um superpoderoso conselho que não aconselha nada sobre o seu mister ou de sua atribuição funcional enquanto Conselho, mas que recalcitra em compelir aos médicos-castrenses a exercerem ofício diverso do qual a que foram submetidos, aprovados, formados e nomeados em certame público de concursos seletivos, para ingressos, preparação e formação para ocuparem seus cargos nas respectivas corporações castrenses caetés, TRATANDO e TENTANDO CURAR AOS VIVOS DOENTES de cada Corporação, para CUIDAREM DE QUEM NEM MAIS PRECISA DE SAÚDE PORQUANTO DEFUNTO.
Leiam mais sobre o caso, que mais se parece com um seriado global, a saber:
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/08/uma-quizila-teimosa-desprovida-de-logica.html;
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/ma-vontade-de-medicos-maus-ou.html;
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/a-quizila-cremal-versus-conseg-ou.html;
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/do-exame-do-corpo-de-delito-e-das.html;
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/um-delito-no-corpo-e-o-mesmo-que-um.html, e;
http://gouveiacel.blogspot.com.br/2013/07/medicos-castrenses-nao-sao-palhas-de.html.
Enfim, há exacerbada iracunda picardia recalcitrante, de uns eminentes conselheiros equivocados, ou exímia proficiência de nossos médicos-castrenses ou dedicada e esmerada competência de nossos castrenses-médicos?
REITERE-SE: O fato de ser oficial médico não se coaduna ao conceito de perito oficial ou daquele NÃO oficial, que somente o Juiz ou o delegado o poderia NOMEAR. Ou não?
Abr
JG

domingo, 18 de agosto de 2013

UM MARCO REFERENCIAL OU “MONSTRUMENTO TURÍSTICO”?

Joilson Gouveia*
Como soe, o texto abaixo transcrito dimana de comentários postados em noticiários e em blogs caetés, no mais da vez, quase nunca editados naqueles, salvo no do sempre lúcido, competente, pertinente, procedente e contundente bloguista e literata do noticiário Ricardo Mota, a saber:
I – primeiro post:
Some-se a isso, meu dileto literata do noticiário e sempre coerente, pertinente e inteligente Peninha, os imensuráveis gastos com o “Papódromo”, com o “Monumento ao MILÊNIO” e com alguns memoriais IMORAIS, sem contar que o nosso CAGÓDROMO - o tal de emissário submarino, que seria a SOLUÇÃO DE NOSSO SANEAMENTO BÁSICO INEXISTENTE -, construído ou implantado pela METADE ou apenas um terço dele, mas cobrado igual ou tal qual ou "talqualmente" as enésimas de centenas de milhares de ruas NÃO pavimentadas e sem contar as “pavimentadas”, mas repletas de buracos, crateras e fendas e, também, SEM NENHUMA ou de precárias ou MAL sinalizadas...
Sem contar que não há ciclovias e outras vias que desafoguem o caótico tráfego lento e quase parando e, muitas vezes outras, totalmente parado.
Cadê o VLT do "Cilço" ou era (e, ainda, o É) do "Biu"?
Maceió - e urge o quanto antes e para ontem - precisa de uma via de escape, de mobilidade ou de alternativa ou de fluxo e refluxo de veículos ou um ANEL VIÁRIO, que poderia circundar ou beirar as nossas orlas lagunar - que teria um excelente atrativo turístico, também, e bem melhor que transformar o de cujus e zumbi do extinto alagoinhas num ícone a ignorância e ao desperdício do erário já aviltado e espoliado por tantos outros - sem falar que o SPU poderá mandar derrubar como o fez com o finado e saudoso ALAGOINHAS, por ser terreno de marinha. Ou não?
II – Segundo post:
Continuando no tema pela sã dialética democrática.
Tivesse nossa querida Maceió - outrora paraíso das águas, hoje das balas e das drogasum saneamento básico ou mínimo de 50%, que evitasse as chamadas “línguas negras” das galerias pluviais desde Jacarecica até ao Pontal da Barra (uma solução de engenharia e arquitetura dos séculos XIX e XX) inadmissíveis no atual momento e conjuntura, que deveria ter toda a sua rede de esgotos e esgotamentos sanitários ligados ao nosso CAGÓDROMO – o emissário feito pela metade, mas com o triplo do seu valor original - e passagem pelas estações de decantação ou tratamentos ou de despoluição de dejetos, ainda inexistentes nos padrões internacionais de saúde pública e ecossistemas e como os exigem os conceitos ecológicos e de urbanismos, bem que se poderia investir nisso, o que deixaria nosso maior atrativo turístico ainda mais encantador: nossas belas praias e litoral de águas tépidas e azul-piscina despoluídos e de balneabilidades saudáveis. Isso somente em Maceió, porque as demais cidades litorâneas estão carentes de tratamentos iguais de Maragogi ao Pontal do Peba e Piaçabuçu, na foz do Velho Chico e de todas as cidades por ele banhadas.
A rede de esgotamento sanitário despoluiria nossas duas grandes lagoas Manguaba e Mundaú e, naturalmente, minimizaria o assoreamento que dessaliniza ou pouco saliniza suas águas, que sofrem com os dejetos das usinas de cana-de-açúcar, que despejam toneladas de vinhoto e agrotóxicos nos arroios, córregos, riachos e rios que deságuam nessas sofridas, saturadas e assoreadas lagoas, que tinham águas tépidas, límpidas e cristalinas em tons verde-marinhos e farta, generosa e variada abundância de peixes: parús, pirambús, arraias ou raias, cação, pilombetas, garaçumas, cabararís, pirarobas, xaréis, cara-pebas, tainhas, saunas, azeredas, listras-de-seda, cara-picus chatos e elegantes, cara-pitingas, tingas, cabeçudos, enguias, salemas, soias, curimãs, camurins-açu e apoás, mandis, bagres e guriaçus dentre outros pescados, crustáceos e mariscos, do marisco maçunim (massunim), unha-de-velho, taioba, lambreta ao sururu-de-capote.
Hoje, somente jetskys "voam" em suas águas nada puras e, menos ainda, límpidas!
III- Terceiro post:
Há OBRAS e obras. Ora bolas!
Há umas para inglês ver; outras para ver inglês!
Imagine-se: obra feita pela bagatela de somente 10 MILHÕES do nosso combalido, aviltado e espoliado Erário, majestosamente imponente e que deixará a alguns quase todos contentes! Para-se! Olha-se! E contempla-se!
No entanto, ao tentar respirar, aspirar-se ao suave ar marinho e sentir o sopro da sua brisa marinha, o que sentirá o admirador? O fétido insuportável fedor de maresia de algas-marinhas mortas pelos efluentes fluviais de suas galerias, que poluem e sujam e enlameiam e enfeiam às brancas areias de nossas belas, cálidas e paradisíacas praias de águas tépidas, hialinas e de tons azul-piscina: estes são os verdadeiros atrativos turísticos da terra dos marechais! Suas praias quase naturais – a despeito de tantas privatizadas ou particulares ou mesmo pessoais e de alguns barões das terras dos marechais; seja nas duas barras norte e sul, ou seja, ao longo de nosso imenso litoral…
Governar, gestar, administrar é, no mínimo, priorizar premissas benéficas ao povo como um todo e decidir pelo melhor de todos e em geral para o bem-estar de todos e não somente de uns inconfessáveis interesses particulares ou de poucos aquinhoados com tal megalômano projeto concorrente com os demais outros monumentos (ou ‘monstrumentos’ nacionais, como os citados pelo autor e os outros daqui: ‘cagódromo’; ‘papódromo’, “monumento ao milênio”, ‘Palácio de Cristal’, ‘viaduto do aeroporto’ enquanto a ‘rótula da PRF’ fica congestionada; para que serviu o imponente HOSPITAL GERAL ao lado do Zé Tenório – para a Justiça Federal, é justo? Sem falar em outros imorais memoriais e duplicações impensadas ou mal planejadas como as GRANDES vias Chalita e Canuto e outros ‘viadutos’ e etc.).
Será que vale mesmo 10 MILHÕES DE REAIS? Não seria bem melhor concluir o saneamento básico de nossa Maceió? Os arroios, riachos e rios de Jacarecica, Guaxuma, Riacho Doce e outros tantos assoreados estão virando novos Salgadinhos por faltar saneamento básico e uma rede de esgotamento e tratamento sanitários. Ou não?
Maceió, que já fora o Paraíso das Águas; hoje das balas e das drogas, não merece mais um “monstrumento”, no momento, não! Fica meu protesto e meu lamento, pois sei que concluirão o seu intento, que vale mais que outros “quinhentos”! Querem apostar?
Lembram-se o quanto gastaram CERCANDO nossas praças, parques e logradouros públicos?
PS1: Ah! Já que estamos numa democracia participativa, que tal uma enquete ou um plebiscito para que o POVO decida sobre o tal ‘empreendimento’? Uma enquete por esse respeitável TNH1? Ou seu respeitável Blog? Ou mesmo no sítio da Prefeitura de Maceió – e olhe que os excluídos digitais que é uma imensa maioria nem poderia votar, mas…
PS2: Imagine-se: estupefato, encantado ou boquiaberto de admirado, com o monumento majestoso, sem poder parar um momento, para registrar ou mesmo se refrescar nas suas águas devido ao fétido olor e pisar em suas areias sujas e empretecidas pelas línguas negras de inexistente saneamento ou esgotamento ou tratamento sanitários – lembro-me do ditado popular: por cima é só filó, mas por baixo molambo só!
Ou como fora dito, sabiamente: ‘Ferrari na porta do barraco!’
IVQuarto post:
“Monstrumento II” – o retorno!
O tal de TRADER TURISTICO deve ser muito ingênuo ou muito generoso ou quem sabe mui expert, para INVESTIR, MANUTENIR e PRESERVAR a manutenção de um ponto, um terminal ou o quer que seja lá ou que se diga sobre o MONSTRUMENTO – que, certamente, será mesmo CONSTRUÍDO, pois assim decidido pelos mesmos senhores feudais, suseranos e de engenho e de sempre desta província haja vista ser o POVO, apenas mero detalhe - os quais são os mesmos de vintenos ou mais de três ou quatro lustros que quase “morrem-de-preocupados” em SANAR a todos os problemas que afligem aos maceioenses e alagoanos – e será ERGUIDO no mesmo lugar em que fora DETERMINADO pela Justiça Federal DEMOLIR o “finado alagoinhas”, por ser terreno-de-marinha e estar assoreando e, por conseguinte, impedindo o curso natural de fluxo e refluxo das marés, o que tem sido, além das poluições causadas pelas galerias de dejetos pluviais e de esgotos de casas e de hotéis, a maior causa da mortandade de sua flora (vegetação, sargaços e algas marinhas) noturna, vespertina e diuturnamente agredidos por poluição sonora, fotoelétrica e líquida, daí a fedentina constante em face de tantas algas e sargaços mortos.
O assoreamento - lembrem-se - fez (e ainda o faz) o mar invadir outros espaços da orla ao ponto de destruir parte do passeio público e ciclovia e barracas próximas e, também, em terrenos-de-marinha.
Lembro ao vetusto senador que os internautas escolheram Maceió como a orla mais linda devido ao seu relevo e enseadas naturais de seu litoral, que é agredido por centenas de línguas-negras!
Olhem quantos milhões se asseguram antes de eleições!(?)
Há mais de dois anos que está aprovado, tal qual o VLT! (?)
O maior investimento em INFRAESTRUTURA não seria numa rede de saneamento básico, para evitar que nossas praias sejam interditadas por faltarem balneabilidade devido aos coliformes fecais abundantes e decorrentes das “línguas-negras”?
Já mataram o Salgadinho; e somente na grande-Maceió norte: Jacerica agoniza; os demais arroios, riachos e rios da Prata estão sendo poluídos e os demais de Garça-torta, Guaxuma, caceteiro, Riacho-Doce, Sauaçuhy, Floriano Peixoto, de Pescaria, Saúde, o “pereca” e etc. quase todos agredidos, poluídos e semimortos, sem falar nas nossas maiores lagoas, meu senhor! Ao sul, o Niquim míngua diante da especulação imobiliária; breve o “Gunga” e suas lagoas circunvizinhas até Jequié-da-praia e Lagoa-do-pau!
V- Quinto post:
Monstrumento III – a vingança!
Será mesmo que o turista vai ao Rio de Janeiro só para ver ao “Redentor, de braços abertos" ou para ver as "garotas de Ipanema" em Ipanema, e sentir e mergulhar nas suas águas e nas de Copacabana, a princesinha do mar, do Leblon, do Leme, da Barra da Tijuca, de Botafogo, do Aterro da Gávea, do Arpoador e etc.? Aliás, de quase todos esses "points" se consegue ver ao "Cristo Redentor" devido ao formato de seu golfo e litoral. O turista vai pelas praias, deixemos de hipocrisias ou demagogias ou fantasias!
O RJ está investindo em despoluição e estações de tratamentos de seus efluentes fluviais e esgotamentos sanitários para MANTER límpidas suas águas e suas areias praianas brancas e, sobretudo, em GUARDAS-VIDAS ou SALVA-VIDAS em todas as suas praias, para que o TURISTA não se afogue e morra nas suas águas como ocorre e soe morrer afogado por aqui, notadamente na Praia dos Franceses, sem falar noutras mais.
Alagoas, Maceió, Marechal Deodoro e todos os demais municípios praianos ou litorâneos deveriam investir nisso e não simplesmente ALERTAR: praia perigosa – risco de afogamento – praia imprópria para banho – praia poluída ou praia interditada e etc. Placas, avisos e câmeras de vídeo-monitoramento NÃO EVITAM e NEM SALVAM e NEM PROTEGEM a ninguém!
Essa é a verdade, “seu Biu”!
O que nos falta, além de GUARDAS-VIDAS ou SALVA-VIDAS, são os efetivos policiais para o devido patrulhamento e policiamento ostensivo preventivo eficiente e eficaz, para uma diuturna e efetiva, eficiente e eficaz SEGURANÇA pública e não somente de e para TURISTAS, sobretudo, e principalmente, de seus nativos caetés, que garanta e assegure e patrocine o sacrossanto, inalienável e impostergável DIREITO DE IR-ESTAR-E-VIR AO CIDADÃO sem ser incomodado, molestado ou agredido ou assaltado e/ou morto; seja turista ou não!
Esta é a questão! Ou não?
Abr
JG

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

O PLANO DO PLANO É FAZER CRER AO POVO QUE HÁ UM PLANO. QUE PLANO (?)

Joilson Gouveia*
 O texto, como de praxe, é originado de comentários postados em webjornais caetés e, no mais da vez, CENSURADO e NUNCA EDITADO! No caso, comentários postados sobre o ASSALTO SOFRIDO pela “Chefa” da SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública, órgão ligado ao MJ – Ministério de Justiça (?)
Minha gente! Isso só ocorreu porque não há o "plano" lá! Sabiam?
Aliás, o "plano" é este: todo mundo acha que tem e existe! Sacaram?
Ah! O segurança dela (?) serviu de vítima mesmo de segurança, ou não?
O "Brasil mais seguro" está mais INSEGURO que todos os brasileiros, que vivem ao "DEUS-DARÁ"!
Na verdade, há uma FARSA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA, onde ninguém está seguro nem mesmo suas chefias e mentores e gestores ou criadores, QUE A PARIRAM A FÓRCEPS.
Temos dito, onde NÃO HÁ uma política de ordem e segurança públicas nenhum programa, diretriz, projeto ou PLANO se estabelece, sustenta ou VINGA!
INEXISTE Defesa Interna onde NÃO HÁ externa: estamos vulneráveis aos renitentes, tenazes, persistentes, contumazes e paulatinos fatores exógenos, que minam nossas DEFESAS externa e interna!
O inimigo já atua nos intestinos da nação é inócuo tentar combate-lo se não há óbices ao seu livre ingresso e ao seu fácil acesso e de todos e quaisquer tipos de tráficos, sobretudo de drogas, entorpecentes, armas e descaminhos ou contrabandos.
O brasileiro somente compra o "cadeado" depois que o ladrão está dentro de casa!
Sem políticas e estratégias de Defesas Exógenas inexistem defesas internas ou as necessárias, imprescindíveis e devidas ORDEM e SEGURANÇA PÚBLICAS.
Alguns abastados usufruem de paliativos de Segurança Privadaque se tornou um promissor nicho do mercado que recrudesce e com lucros estratosféricos - que minam ao SISTEMA JURÍDICO CRIMINAL, no qual se insere o Subsistema da Ordem e Segurança Públicas, que passou a SER e TER tratamento secundário ou terciário nas premissas de governos qunado deveria ser PRIORIDADE ZERO. ONDE NÃO HÁ SEGURANÇA PÚBLICA SÓ OS MERCADOS ILEGAIS PROGRIDEM, MORMENTE OS TRÁFICOS, como in caso.
A pseudo, falsa ou ilusória Sensação de Segurança ou de aparente tranquilidade pontual de condomínios “cobertos de vigias e segurança monitorada por vídeos” não os protegem fora dele HAJA VISTA SER CIRCUNSCRITA AO MESMO, e os governos sequer estão preocupados com a imensa maioria a mercê da VIOLÊNCIA de geradas por todos os matizes ou vetores ou ações criminosas de todos os gêneros, do furto simples aos cruéis assassinatos torpes, vis e banais. MATA-SE POR QUAISQUER VALORES, mormente se dele não dispuser sua vítima, na hora da abordagem!
Temos dito, visitem nosso Blog e leiam sobre este e outros temas ligados à SEGURANÇA PÚBLICA!
Pagamos impostos sem o devido retorno que patrocine, assegure e garanta o SACROSSANTO DIREITO DE IR-ESTAR-E-VIR!
Infelizmente, é fato!
Abr
JG

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Uma Quizila Teimosa Desprovida De Lógica

Joilson Gouveia*

Na briga do mar com os recifes quem se ferra é o siri” – ouvi isso de um pescador!
Na quizila médicos castrenses versus reiterada renitência e insistente decisão estólida de um néscio “conselho”, em nada salutar! Fico com uns adágios populares, que muito mais sabedoria tem do que as equivocadas decisões de uns conselhos e de seus inumeráveis conselheiros, pois "se conselho fosse bom não se dava; vendia-se". Aliás, nunca se viu tantos conselhos numa “gestão”: sessenta; se resolvessem não teríamos quizilas e nem os piores índices de analfabetismo, IDH ou de VIOLÊNCIA LETAL INTENCIONAL CONTRA PESSOAS ou CRIMES DE HOMICÍDIOS dentre outros deprimentes e indignos.
Olhem o caso em comento: As manchetes noticiam que “faltam médicos nos ‘hospitais’ castrenses” com a alocação deles ao IML - "Cobre-se um santo para se descobrir ao outro!" É igual a “cobrir-se com lençol curto.
Tenta-se priorizar ou tratar de cadáveres ou de vítimas lesionadas por estupros, de agressões por rixas, brigas, roubos, furtos e assaltos e DEIXA que uns os outros debilitados, os enfermos e doentes (mas, ainda que debilitados e vivos ou sobrevivos, sejam tratados e curados por eles: os médicos) para se tornarem cadáveres por falta de assistência médica!
Já não bastam os HOMICÍDIOS, que ceifaram mais de 1250 pessoas, nesses sete meses de 2013, teve-se água contaminada fornecida pelo “governo”, ceifou outras 51 por infecção intestinal e diarreiasaté caganeiras matam aqui em AL, não há conselho que de jeito (?)
Uns dizem que eles (os médicos) não trabalham nas suas Corporações e etc. Mas, ainda assim, uma coisa não conduz a outra! Se há algum médico indolente, indiligente ou desidioso, cabem aos seus respectivos Comandantes, Chefes e/ou Diretores ou superiores diretos pô-los ao digno labor, ao salutar ofício de realizarem seus trabalhos, em seus "hospitais" – que, CONVENHAMOS - não os temos: mal se tem enfermarias e nem mesmo ambulatórios o são, ou não?
Aliás, é essa atribuição de um CONSEG: compelir o médico ao trabalho ou ao expediente administativo de trinta horas, como querem alguns? Desde quando médico é agente administrativo?
Como sempre digo: médico não é mágico; curandeiro; bruxo ou SALVADOR-DA-PÁTRIA, pois sem medicamentos, instrumentos, equipamentos, locais adequados e de equipes de técnicos em exames laboratoriais e em enfermagens, ele fica impotente! Salvo se CURAR com a simples imposição de mãos como os feitos de alguns espíritas ou evangélicos ou curandeiros!
De que serve o dentista sem seus instrumentos ou seringas e anestésicos, por exemplo? Mais: e se falta água no seu consultório? O que é uma práxis; lembram? Há o gastro, o obstetra, cárdio, otorrinolarigologista, pediatra e etc., mas não há um consultório ou uma sala no “hospital” da caserna ou nela – há um prédio apelidado de Hospital Geral da PM, visite-se-o, para conhecer que HOSPITAL.
GESTAR ou governar não é imputar a outrem a responsabilidade do Executivo, que propôs resolver as questões que afligiam e, ainda afligem, aos alagoanos – olhe que teve uma segunda chance: está aí, há quase OITO ANOS, “governando”. E, tem mais, nem é atribuição ou função de nenhum CONSELHO compelir o servidor ao DESVIO DE FUNÇÃO ou incitar a USURPAR FUNÇÃO, realizando ofício que não lhe compete. É o mesmo que - mutatis mutandis - mandar o castrense fardado INVESTIGAR e o civil executar o nosso POLICIAMENTO OSTENSIVO.
Para mim, os usam como desculpas esfarrapadas aos seus erros estratégicos de gestão ou como bodes expiatórios aos graves erros irremediáveis de suas premissas equivocadas!
Ou tentam desviar a atenção das maiores causas das doenças QUE AFLIGEM E MATAM AS PESSOAS: MÁ GESTÃO DOS "GOVERNOS" e suas OMISSÕES. Já dizia um sábio: A INDECISÃO É A PIOR DAS DECISÕES! O executivo atual é mais indeciso que um sujeito em cima do muro. Uma práxis sua e de seus partidários!
Aliás, esses governos tem sido bons mesmo em desculpas e, como se sabe, público e notório que as “Pessoas que são boas em arranjar desculpas raramente são boas em qualquer outra coisa”, do mesmo sábio.
O que dizem os outros tantos Conselhos CRIADOS, sessenta ao todo, sobre a Saúde, Saneamento, Fornecimento de Água Potável, saudável ou salutar, Administração e etc.?
Tá explicada toda essa quizila!
Enfim, reitero: médico não é mágico!
Abr
JG