quarta-feira, 20 de setembro de 2017

"VOX POPULI, VOX DEI": LULA LADRÃO, SEU LUGAR É NA PRISÃO!

Joilson Gouveia*

Transcrevo abaixo um texto de autoria daquele que se diz jornalista “por começar no jornalismo”, nos “sombrios tempos de anos de chumbo” – como gosta de alegar os esquerdistapatas -, a saber: “Roberto Villanova começou no Jornalismo em 1973. Foi repórter II do Jornal do Brasil (1977/88) atuando como correspondente do JB em Alagoas e na Paraíba. Redator de Política do Jornal de Brasília (1992/93). Primeiro blogueiro da imprensa alagoana”. (Sic.) O qual, também, se diz jornalista das tevês Educativa e Gazeta de Alagoas, enquanto assíduo e efetivo “assessor parlamentar júnior da presidência do senado, desde “o rei-do-gado-dourado” (?) Senão vejamos!
  •    “Brasília – Em 1937 o coronel Olímpio Mourão anunciou a descoberta do “Plano Cohen”, com o qual – dizia ele -, os comunistas dariam o golpe para derrubar o governo do Getúlio Vargas e instituir o comunismo no País.
  •       Descobriu-se depois que não passava de farsa.
  •      Mas, com base na farsa, no dia 30 de setembro de 1937 o Getúlio Vargas deu o golpe e instituiu o “Estado Novo”.
  •      O “Plano Cohen” era referência à líder comunista húngara Bela Cohen, que governou a Hungria em 1919, e a paranoia comunista haveria de acompanhar o coronel Mourão até o dia 1º de abril de 1964, quando ele precipitou o golpe que derrubou o presidente João Goulart.
  •      E eis que ressuscita agora outro Mourão, com a maior patente entre os oficiais superiores do Exército, ou seja, com quatro estrelas.
  •       Em 2015 ele perdeu o Comando Militar do Sul, com sede em Porto Alegre, por fazer comentários políticos – criticou a classe política -, e permitir que uma unidade sob o seu comando homenageasse o coronel Carlos Brilhante Ustra, pelo seu falecimento.
  •       O coronel Ustra comandou o Doi-Codi, apontado como centro de torturas de presos políticos.
  •    Transferido para a burocracia do Exército, na Capital Federal, o general Mourão voltou a se manifestar sobre política numa palestra a convite da maçonaria. E até agora aguarda o ministro da Defesa, Raul Julgmann, que prometeu dar-lhe uma reprimenda.
  •       Agora dê…
  •       LULA CONDENADO NOVAMENTE BASEADO NA CONVICÇÃO
  •       Saiu mais uma condenação do Lula.
  •    Já é a sétima condenação e todas elas sem apresentar as provas, apenas baseadas na convicção do julgador.
  •      Há três anos a Operação Lava Jato investiga o ex-presidente e até agora não conseguiu juntar as provas cabais, sem as quais toda denúncia ou condenação é falha.
  •       Sem as provas materiais do crime não há crime.
  •     Ocorre que a recente pesquisa de intenção de votos na disputa presidencial em 2018 mantém o Lula à frente. Isso mostra que os ataques desferidos contra ele têm efeito contrário e no lugar de destruí-lo eleitoralmente, só o tem fortalecido.
  •   Ou seja, os algozes do Lula têm sido os melhores cabos eleitorais dele”.(Sic.) - Na íntegra, in http://blogdobob.blogsdagazetaweb.com/2017/09/20/o-discurso-do-general-e-a-7a-denuncia-contra-o-lula-sem-as-provas-dos-crimes/

A realidade dos fatos que ensejam, fundam, fundamentam, provam, comprovam e caracterizam à verdade fidedigna, real, veraz e verdadeira (para eLLes) é sempre a versão de sua narrativa – “a verdade é vermelha”: http://gouveiacel.blogspot.com.br/2014/12/a-verdade-e-vermelha.html e http://gouveiacel.blogspot.com.br/2016/11/a-unica-verdade-e-realidade-aristoteles.html – no mais tudo é farsa, falso e inverídico!
É típico de patifes, pulhas, patranhas, palreiros, parlapatões, subliteratos, analfabetos funcionais e políticos, ignaros, ingênuos, inocentes, idiotas e medíocres, que se arvoram, posam e se dizem ardorosos amantes da humanidade e salvadores do mundo” (os cultos e sábios: socialistas/comunistas/marxistas/leninistas/trotskistas/gramscistas), como nos alertara Nelson Rodrigues:A maior desgraça da democracia, é que ela traz à tona a força numérica dos idiotas, que são a maioria da humanidade”, como nos dissera Abraham Lincoln: Deus deve amar aos homens medíocres. Fez vários deles”. In http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/08/aversao-abominacao-e-objurgacao-repudio.html.
Note-se: os dissimulados, escamoteados, falsos, mendazes, falazes e mordazes idiotas e medíocres esquerdistas jamais dizem ser o que realmente são: socialistas/comunistas/marxistas/leninistas/trotskistas/gramscistas, que usam da retórica eloquente e enfadonha cantilena, ladainha e litania surrada e latomia enganosa de “defesa da democracia, dos direitos, dos mais pobres, as minorias e dos trabalhadores” (Fale sempre sobre Democracia e em Estado de Direito, mas, tão logo haja oportunidade, assuma o Poder sem nenhum escrúpulo;) tal qual o fizera o democrático Fidel Castro, um Hugo Chaves/Nicolás maduro, Evo Morales etecetera – só para citar os democráticos da América Latina.
Aliás, para eLLes, a democracia é meio, caminho, estrada, instrumento ou o oxigênio do Socialismo: “o socialismo precisa da democracia assim como o corpo humano precisa de oxigênio” – Leon Trotsky – ver na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com.br/2017/09/limpas-sao-as-maos-socialistascomunistas.html.
Percebe-se, pois, das atoleimadas, temerosas e ressentidas carpideiras escarlates travestidas de “agentes-de-transformação-social” ou falsos “formadores” da opinião-pública, e outrora integrantes de uma anelada “imprensa-livre” – que reclamava, pugnava e clamava pela “liberdade de expressão e do livre-pensamento manifesto” - nos idos anos profícuos e áureos tempos “sombrios da indigitada ditadura-militar” ou pechado de “anos-de-chumbo”, hoje querem, pugnam e tentam tolher, evitar, impedir e censurar a livre manifestação do pensamento de um simples militar, mormente de um general de exército: “Democracia é quando eu mando em você. Quando você manda em mim é ditadura”. – Millôr Fernandes. In https://pt.aleteia.org/2015/06/08/democracia-e-quando-eu-mando-em-voce-ditadura-e-quando-voce-manda-em-mim/
Os socialistas/comunistas estão em polvorosa com a incontinenti, iminente, eventual, urgente e imprescindível – “anunciada, lembrada e alertada” pelo brioso castrense general, que é uma possibilidade prevista na nossa Carta Cidadã, em seu Art. 142 – caso os Poderes Constituídos republicanos e democráticos não deem um basta, cabo, termo e fim nessa avassaladora, degenerada, descontrolada e desastrosa conjuntura crítica, caótica, oprobriosa, inescrupulosa e criminosa de CORRUPÇÃO de corruPTos e corruPTores escarlates e de mais de cinquenta tons vermelhos, que o poderoso povoFator Real de Poder - tem instado, apelado, clamado e exigido de nossas Forças Armadas uma solução, saída e temporária intervenção, para eleições gerais em até 180 dias, ou não; como no breve passado, de 1964 a 1985, quando “éramos felizes”! – Vejam mais aqui sobre o tema, a saber:
·         Sou, de há muito, pela constitucional intervenção marcial castrense federalizada, nos termos que a defendo em nosso blog - ou, até mesmo, no caso de não implementada esta, uma incontinenti desobediência civil generalizada, ampla e irrestrita, mas, ainda assim, se nos antolha acanhada, desdenhada ou bastante cômoda a posição de uma esperada "ação do povo", para isso, ou "seu comando" (quem é o povo, para dar tal comando? Qual a voz de comando, para isso? O dever-poder não pode nem DEVE depender de simples ação ou mero apelo, pedido ou "comando do povo"; ou não?), quando o que se vê às escâncaras que a LEI e a ORDEM estão sendo debeladas, desdenhadas e descumpridas pelas autoridades que deveriam cumprir e fazê-las cumprir, obedecer e respeitar; nossa pátria é ultrajada, insultada, difamada, afrontada e conspurcada!
·         A saber:
Pedir, implorar e apelar para um regime constitucional militar provisório, para uma imediata, temporária e limitada intervenção marcial, para realização de novas eleições transparentes, límpidas e dentro da mais pura legalidade e publicidade em 180 dias, no máximo, não é instar, nem querer ou exigir nenhum GOLPE MILITAR, mas um apelo à ultima ratio e última instância e derradeira trincheira patriótica, cívica, moral e ética dos brasileiros e das brasileiras honrados, honestos, decentes e de bem deste país – ainda em minúsculo pelas mesmas razões acima expostas.
Brasil acima de tudo, de todos e de ideologias é ser fanático? Então, o sou desde criancinha e tenra idade: “nós somos da Pátria a guarda; fiéis soldados por ela amados”! – Inhttp://gouveiacel.blogspot.com.br/2015/12/sou-pela-intervencao-constitucional.html.
·         -Omnia-pro-patria!–tudo pela pátria!
·         Abr
·         *JG
·         P.S.: Apenas pouco mais de 10% dos brasileiros ou da população mais antiga, serena, séria, velha e senil insta o retorno dos militares haja vista que os demais adultos e jovens foram iludidos, logrados e ludibriados pelos renitentes escarlates nas universidades, colégios, ginásios, escolas, jornais, tevês, teatros e revistas contando que aqueles anos “os dias eram assim”! Canalhas! Patifes! Alarifes! Finórios!
Enfim, além de tentarem censurar e calar ao general, ainda querem que sofra admoestações, censuras, objurgações, castigos, pitos, reprimendas, sanções e punições, como se tivesse cometido alguma indisciplina ou insubordinação ou desatinado delito ou crime, mas, por sua vez, instigam, açulam, atiçam, induzem e aconselham aos seus ignaros inocentes idiotas e medíocres militontos defenderem ao seu imaculado, impoluto e ONESTOasceta de prístinas virtudes”, para evitar que “o condenado” seja preso e recolhido ao xilindró, haja vista responder a sete processos jurídico-criminais, na condição de RÉU/Condenado, investigado, processado e, sobretudo, delatado pelos próprios “comparsas, camaradas e cumpanhêros”; inclusive há mais um em Portugal.
Ademais, cita dados de “pesquisas” dando primeiríssimo lugar ao alarife, escroque e patife-mor, mas sequer consegue andar nas ruas e logradouros, portos e aeroportos, sem sua súcia matula escarlate de trogloditas sindicalizados, e de ouvir apupos, vaias, xingamentos esbaforidos e gritos: “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”. Estranho; não?
Seria hilário senão fora risível, trágico, inescrupuloso e criminoso! Ou não?
Abr

*JG



terça-feira, 19 de setembro de 2017

PARA ALÉM DA DEMOCRACIA HÁ MAIS CENSURAS NA DEMOCRACIA OU NA DITADURA-MILITAR (1964/1985)?

Joilson Gouveia*

Por que os “amantes da humanidade e salvadores do mundo” (os cultos e sábios: socialistas/comunistas/marxistas/leninistas/ trotskistas/gramscistas) falam tanto em democracia?Leiam abaixo aos excertos transcritos, a saber:
·    O Brasil passou em sua história recente por um período de ditadura, que se encerrou com as eleições diretas para presidente da república em 1989, com a “consolidação da democracia”, fato este que é quase unanimemente considerado como um marco na história do país em direção ao progresso e a mais liberdade. Mas além de, a cada dois anos, sermos importunados por campanhas políticas nas ruas e nos meios de comunicação e sermos obrigados a ir votar, o que efetivamente melhorou? Nada. Mas e a censura? Afinal, este é o ponto negativo da época da ditadura militar mais lembrado. Censura é algo intolerável e jamais deve ser admitida, mas a substituição da ditadura pela democracia não veio acompanhada pelo fim da censura — e não existe nenhuma razão para que tivesse sido diferente. Podemos até dizer que a censura aumentou com a democracia, pois no período da ditadura ela estava confinada à repressão da expressão de ideias políticas, e agora na democracia ela se generalizou.
·       Para citar alguns exemplos atuais de censura, o cantor humorista Tiririca está com uma de suas músicas censuradas, o livro Minha Luta, de Hitler, não pode ser vendido no Brasil pelo menos até 2015, o jogo Counter Strike foi proibido, e o jornal O Estado de São Paulo está censurado há mais de dois anos, proibido de divulgar informações sobre uma investigação envolvendo a família Sarney. Esta é apenas uma fração de tudo que o governo violentamente censura hoje: nestes tempos de internet, que torna a vida do estado mais difícil — com exceção do exemplo do Estadão, a música, o livro e o jogo, que estão com a comercialização proibidas, podem ser baixados on-line em questão de minutos — mas não impossível, e o estado já está trabalhando duro para que o alcance de suas armas chegue também ao ambiente virtual. E ironicamente para os que consideram que democracia é sinônimo de liberdade de expressão, a maior ocorrência de censura é justamente por causa das eleições. O Brasil é o país com maior número de pedidos de remoção no Google — o dobro do segundo da lista, que foi a Líbia — e, somente nos dias finais da corrida eleitoral brasileira, os juízes do país emitiram 21 ordens de censura. Nas eleições de 2012, a censura no Brasil levou inclusive à prisão do CEO do Google, fato que jamais ocorrera em nenhuma outra parte do mundo.
·      A ditadura militar no Brasil foi um período terrível sob os mais variados aspectos. Um governo nacional socialista se instaurou, inúmeras políticas de redistribuição de riqueza foram estabelecidas e a intervenção do governo foi massiva. Porém, todos esses aspectos — além da censura — se multiplicaram com a democracia, e a explicação deste fenômeno também é dada em Além da Democracia. Um dos aspectos mais perversos da democracia é o de que os abusos do governo contra os direitos individuais são mais facilmente aceitos pela população, devido à ilusão de que numa democracia é o povo quem governa. Beckman e Karsten iniciam a detonação de mais este mito da seguinte forma:
Ø  O primeiro problema é que ‘o povo’ não existe. Há milhões de pessoas apenas, com milhões de opiniões e interesses. Como podem elas governar juntas? Isso é impossível. Como um comediante holandês disse uma vez: “A democracia é a vontade do povo. Toda manhã eu fico surpreso ao ler no jornal o que é que eu desejo”. (p. 25)
·       Se fosse um rei ou um ditador a impor, por exemplo, um imposto de quase 50% sobre as riquezas produzidas e ordenando o que seus súditos podem ou não consumir, a população não aceitaria sem no mínimo fazer sérias objeções. A Coroa portuguesa cobrava 1/5 de impostos dos habitantes da colônia brasileira — conhecido como “quinto dos infernos”—, e isso gerou revoltas como a Inconfidência Mineira, que culminou no enforcamento de Tiradentes. Hoje o governo cobra mais do que o dobro de impostos — “dois quintos dos infernos” — e ainda regula todo tipo de atividade individual, tudo aceito passivamente por uma população que acredita estar no comando. Trocar um tirano em Lisboa escolhido por nascimento por um tirano em Brasília escolhido por voto não muda essencialmente nada, a não ser a tolerância dos súditos quanto a exploração e agressões aos direitos individuais cometidas pelos seus governos — ela aumenta exponencialmente. É por isso que as democracias modernas são verdadeiras máquinas de redistribuição de riquezas e de extermínio das liberdades individuais.
·       E um detalhe do livro que ganha relevância graças à deturpada mentalidade submissa brasileira é a nacionalidade dos autores. O fato de os autores serem holandeses pode imunizar os leitores da tentação de dizer que a democracia é imperfeita no Brasil, mas “na Europa funciona” — argumento vazio tão comum de se ouvir por estas bandas. Tanto cá quanto acolá, existe a crença de que o sistema funciona, e que basta votar certo. “Não elegemos bons governantes nas primeiras duzentas tentativas, mas na próxima eleição consertaremos tudo isso”. Porém, os políticos eleitos parecem ser cada vez piores, e o governo cada vez mais catastrófico. Beckman e Karsten nos mostram onde está a verdadeira fonte de nossos problemas. Todos que prezam a liberdade e a prosperidade devem rechaçar o sistema democrático em todas as oportunidades que tiverem, e esta obra nos fornece as ferramentas para tal. In http://rothbardbrasil.com/alem-da-democracia-3/
Aliás, sobre os tais “quintos dos infernos” e “reformas e mais reformas”, insto aos leitores acessarem aqui, a saber:
Enfim, em nossas plagas, como sói acontecido, além errarmos mais de duzentas vezes, ainda anelam reeleger declarados “fichas-sujas”, condenados e réus de vasta folha-corrida criminal e processual pelos mesmos idiotas de que trata Nelson Rodrigues: A maior desgraça da democracia, é que ela traz à tona a força numérica dos idiotas, que são a maioria da humanidade”.
Abr

*JG

domingo, 17 de setembro de 2017

LIMPAS SÃO AS MÃOS SOCIALISTAS/COMUNISTAS

Joilson Gouveia*

Até onde vai a impudência dissimulada, cínica, sub-reptícia e subliminar de intelectuais esquerdistas socialistas/comunistas, exímios agentes-de-transformação-socialformadores da opinião pública 100% de esquerdistas - em que se tornaram os integrantes da outrora imprensa-livre, que se dizem avessos e contrários ao Capital (e ao Capitalismo) ainda que sedentos usufrutuários nababescos do Erário expropriado pelos mais cultos, sabidos, expertos e espertíssimos que abominam privatizações e ao privado, particular e individual, sempre em defesa da humanidade, do coletivo e comum de uma sempre “futura sociedade comum igualitária, solidária, mais fraterna e mais justa e quejandos. Senão vejamos!
·       A mais importante lição que a Lava-Jato nos traz é a de que o Estado Brasileiro nunca pertenceu, de fato, ao povo brasileiro.
·        Mas há outros ensinamentos também significativos. Por exemplo: a investigação, que começou há mais de três anos e que ninguém sabe quando e como vai terminar, desmantelou um mito, que todos nós cultuamos: o de que a corrupção é um mal do serviço público, nos três níveis, a começar pela União.
·   Claro está que o assalto aos cofres públicos é realizado em parceria entre políticos inescrupulosos e empresários, idem. Que profissionalizaram a máxima de que uma mão suja a outra. O pior é que eles continuam se sujando.
·       Os irmãos Friboi e a família Odebrecht, citando apenas os mais poderosos, até tentaram convencer a opinião pública – ou o que restou dela – de que foram vítimas de corruptos instalados nos poderes constituídos, que praticaram a extorsão contra gente decente. Bobagem. Não há mocinhos nessa triste história.
·        É importante estabelecer este nivelamento – ainda que por baixo -, principalmente nesses tempos em que os governos querem vender a preço vil o patrimônio do povo brasileiro.
·      O argumento é de que se as estatais permanecerem na mão do poder público continuarão sendo ineficientes e abertas ao ataque de políticos criminosos. Vendem, mais uma vez, a ilusão de que está na iniciativa privada a virtude – e não o vício. Nem uma coisa, nem outra.
·       A Lava- Jato está deixando evidente que esta é uma deslavada mentira. O Grupo JBS – da Friboi – e a Odebrecht só se agigantaram porque tomaram posse do que não era deles – o nosso pobre dinheirinho (que o diga Geddel,o 51).
·     E para que não percamos de vista os avanços que uma estatal pode alcançar: foi a Petrobras – da Lava-Jato – a empresa que desenvolveu a mais avançada tecnologia em exploração de petróleo no mar profundo em todo o mundo
·     Mesmo quando estava sendo assaltada por políticos e empresários criminosos”. In http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2017/09/16/quando-uma-mao-suja-a-outra/
Caro “Peninha, lamento divergir, discrepar e até sinto muito em desconcordar da “mais importante lição” e sobre inexistir “Estado Brasileiro” e seu “legítimo dono”: POVO.
Estado brasileiro”? Aliás, este somente tivemos (um autêntico, real e verdadeiro: nacional; verde, amarelo, azul e branco e genuinamente brasileiríssimo, enquanto Nação e com definidos Objetivos Nacionais Permanentes fundamentados em princípios, axiomas e valores Éticos e Morais balizadores dos direitos civis individuais e coletivos, mormente políticos; sem saudosismos!), mas só até a “debacle redemocratização” derivada da tão difundida e exigida “reabertura política democrática” e das “diretas já!”, como se não vivêssemos numa sólida e autêntica Democracia, sempre pechada pejorativamente de indigitada “ditadura-militar” pelos mesmos “democráticos” que se diziam “lutar pela democracia” tão imprescindível ao Socialismo/Comunismo dos mesmos que alçaram ao Poder – e ainda nele estão. Ou não?
É que, para eLLes, “a democracia é estrada para o socialismo”- Marx. “Karl Marx estava bem ciente da tendência socialista inerente à democracia e dizia que “a Democracia é o caminho para o Socialismo”, ideia muito bem assimilada por seu discípulo Lênin, que a reforçou dizendo que “a Democracia é indispensável para o Socialismo”. In http://rothbardbrasil.com/alem-da-democracia-3/. Ao ensejo, urge trazer a lume o dito de Vargas Llosa, a saber:
·     Por fim, o autor se posiciona contra qualquer tipo de governo totalitário e a favor da democracia. “Acabei aceitando que a democracia não era a máscara da exploração, como havia acreditado antes e como acreditavam os socialistas latino-americanos daquele tempo. A democracia efetivamente partia do pressuposto de que o paraíso não pode ser criado na Terra em termos sociais, mas que se podia ter sociedades aperfeiçoáveis e capazes de reconhecer os seus erros e corrigi-los”, afirmou. Na integra, in http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/literatura/mario-vargas-llosa-de-membro-do-partido-comunista-a-defensor-da-democracia-55wlj5k4pznkv52eygeri115b
Por sua vez, a corrupção - é bem verdade - sempre existiu (existirá sempre enquanto existir o falível homo sapiens, creio eu) e, no mundo inteiro, não só e somente aqui, nem foi inventada pelo PT, PSDB e PMDB (integrantes da afiadíssima tesoura-escarlate, da qual temos tratado em nosso blog), mas, infelizmente, foi institucionalizada, organizada, estruturada e otimizada. Além disso, somos os únicos, no mundo inteiro, com “torcidas organizadas e legiões de torcedores ou militantes” em defesa desses corruptos e corruptores, mormente dos já denunciados, julgados, condenados e delatados!
O assalto aos cofres públicos”, bem como desvios, furtos, roubos, falcatruas, negociatas e assassinatos são os “meios expropriatórios” comuns aos chamados partidos revolucionários que sequer os veem como crimes e criminosos; eis a verdade! “Os fins justificam os meios”; tudo pela causa!
Os “Batistas”, que eram simples analfabetos açougueiros de bairro, no interior de Goiás, e os demais “empresários” envolvidos e delatados, julgados, condenados e presos, encontraram a “faca e/o queijo” nos desgovernos generosos, samaritanos e caridosos “desviadores e doadores” do Erário, mormente nos últimos seis lustros, como bem dissera Emílio Odebrecht.
É vero que não há mocinhos nessa fita, bem como não há vestais, anjos e santos no atual Parlamento, notada, notória e especialmente depois do sonegado Foro de São Paulo/1990, e das famigeradas urnas eletrônicas digitais, da venezuelana Smartmatic de George Soros. Claro! – O que era a Venezuela, antes do socialista/comunista/chavista/madurista, há pouco mais de vinte anos? O que foi Cuba, antes de Fidel?
·      Assim sendo, os social-democratas são meros vigaristas e batedores de carteira, que se ocupam em proferir palavras vazias sobre o dia em que finalmente implantarão o socialismo, mas que saem em desabalada carreira ante o primeiro sinal de resistência oferecido por suas almejadas vítimas. Os comunistas, por outro lado, levam muito a sério a implantação do socialismo. Eles são assaltantes armados preparados para matar. É por isso que os comunistas conseguem implantar o socialismo. In http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2111
Ademais, urge relembrar, a saber:
· A existência de sindicatos dentro de um Estado foi teorizado por Karl Marx como um condição necessária para a existência de uma sociedade comunista. Quanto maior o número de sindicatos, maior o controle do Estado sobre salários e grupos de trabalhadores, uma condição necessária para se desenvolver o comunismo.
· Para Karl Marx e Friederich Engels, o socialismo e o comunismo não vivem sem sindicatos e movimentos sociais. No Brasil existem 135 organizações sociais, agrupadas em 34 grupos ideológicos, todos de esquerda. Antes de 1995, haviam apenas um movimento social no Brasil, o MST. À partir de 1995, foram criados 68 movimentos sociais no governo do PSDB e 66 movimentos sociais no governo do PT. Em apoio à este programa de comunização do Brasil, se aliam as 186 mil ONGS criadas no governo do PSDB e 164 mil criados no governo do PT. Mas não pára por aí.
·No comunismo, o controle do Estado sobre tudo e todos é fundamental. É uma forma de aparelhar todo o sistema, seja ele econômico, político, social ou midiático. No governo do PSDB foram criadas mais de 3.300 agências de controle e órgãos reguladores, sobretudo sobre a economia, sobre as estatais, imprensa e mídia em geral. O controle é tudo em um regime comunista, pois permite que o "ESTADO DEUS" mantenha um rígido sistema de normas e leis e um conjunto de regras que controlam a sociedade, o trabalho, o Estado, a economia, alimentação, moradia, capital (dinheiro) e mídia e etc.
·No Brasil, a "democracia" é apenas um verniz para mascarar o comunismo implantado pelo PSDB e pelo PT no Brasil. No Brasil não SE EMPREGA o Estado de Direito. Emprega-se o Estado de Direito democrático, uma invencionice comunista pregada pelo Diálogo Interamericano de FHC para "socializar" a América Latina. Estado de direito é uma situação jurídica, ou um sistema institucional, no qual cada um é submetido ao respeito do direito, do simples indivíduo até a potência pública. O estado de direito é assim ligado ao respeito da hierarquia das normas e dos direitos fundamentais. Em outras palavras, o estado de direito é aquele no qual os mandatários políticos (na democracia: os eleitos) são submissos às leis promulgadas. Ou seja não há foro privilegiado e nem regalias jurídicas, cada cidadão é julgado conforme a Lei e de forma igual. In https://www.facebook.com/1397388943838943/photos/pb.1397388943838943.-2207520000.1466790890./1768936140017553/?type=3
Enfim, a investigação (não somente da Operação Lava-Jato) é imprescindível num país que se pretende ser “Estado Democrático, Humanitário e de Direito”, para evitar, reduzir e combater à criminosa e octogenária senhora Corrupção, seus corruptos e corruptores de todos os matizes e bandeiras ideológicas; claro!
Encerro com excertos de Daniel Gentille: “O Lula roubou mas ajudou o Brasil”. Pode ficar tranquilo, vou quebrar suas pernas mas vou te dar uma cadeira de rodas”! A Petrobrás, “Peninha”, deixou de ser a primeira empresa nacional e a décima no mundo, para ser a 412ª, após o aparelhamento de apaniguados escarlates arraigados em suas tetas, mormente nos 13 anos dos comunapetralhistas, que criaram mais 41 estatais inoperantes, ineficientes e ineficazes! Ou não?
Abr

*JG

sábado, 16 de setembro de 2017

INTERROGADO CONDENADO/RÉU NÃO INDAGA: RESPONDE OU CALA!

Joilson Gouveia*

A serenidade, urbanidade, tranquilidade, calma, paciência e altivez de grandes homens de elevadas e sábias mentes são imanentes ao nosso brioso Magistrado Sérgio Fernandes Moro, é de se reconhecer, ressaltar, destacar, distinguir e admirar porquanto provocado pelo mais mendaz, falaz e mordaz, maquiavélico, dissimulado, cínico e escabroso, venenoso, inescrupuloso e asqueroso dos réus escarlates criminosos mais frios, calculistas, ousados e amorais (“nunca antes visto na istóra dessepaiz”), e manteve-se firme, forte e focado na condução do interrogatório! Louvo-o por sua inabalável, impoluta e invulnerável conduta exemplar!
Já o malandro moderno (escarlate), tal qual aquele da música do saudoso Bezerra da Silva, que fez de tudo para provocar, instigar e açular ao MERITÍSSIMO MAGISTRADO que o pôs no seu devido lugar de insignificante palreiro e parlapatão, de reles criminoso e mero interrogado e RÉU/Condenado, sem alçar a voz, sem ser ríspido nem mesmo pestanejar ou agastar – um outro o prenderia por desaforado e desatinado desacato à autoridade dos interrogantes, como desejava a asquerosa jararaca escarlate – mas não, manteve-se inalterado, altaneiro, altivo e soberano, imparcial, impessoal e imbatível às asneiras vociferadas pelo boquirroto esbaforido impaciente e iracundo condenado, que usava do surrado discurso eloquente da retórica escarlate de “culpar aos outros pelos seus erros, falhas e crimes”, e até acusar ao seu ex-ministro de fazenda e ex-chefe de gabinete da casa civil de “sua criatura” de ser um “médico, frio, calculista e dissimulado”: “acuse ao outro daquilo que és e do que fazes”; conforme escólio doutrinário e dogmático marxista/stalinista/trotskista/leninista/gramscistas da escória canalha socialista/comunista/fascista, quase negou conhecer ao seu ex-ministro “Paloffi”!. - https://pt.wikipedia.org/wiki/Antonio_Palocci.
O intrépido, inteligente, culto, coerente, urbano, justo e corajoso magistrado é digno de encômios pois que sequer admoestou, objurgou ou censurou ao RÉU, como eu o faria no seu lugar e diria-lhe: “o interrogado está presente à audiência apenas para responder aos questionamentos, e não para questionar, inquirir ou perquirir! Quem faz as perguntas aqui são as autoridades ministeriais e judiciais. Limite-se a responder ao que lhe é perguntado ou cale-se!
Ah! A propósito, transcrevo abaixo um texto recebido pelo WhatsApp, em objurgação, repulsa e reproche às bravatas e bazófias da palreira tagarela jararaca escarlate, a saber:
·         Caro Ex presidente.
·         Sou médico.
·         E sim, sou frio.
·         Frio o bastante para não chorar quando vejo um recém-nascido morrer por falta de equipamentos e medicação nas UTIs.
·         Frio para não me descabelar frente a duzentas pessoas que entopem o pronto socorro logo pela manhã buscando desde uma palavra de apoio para suas crises existenciais até um procedimento que lhes salve a vida. 
·         Frio para não sair correndo em desespero dos centros cirúrgicos onde falta sangue para a operação, onde o bisturi elétrico não funciona, onde a máquina de respiração artificial falha. 
·         Frio para dar conforto e alento às famílias que devo comunicar a morte do parente, do pai, do filho, que faleceram pela falta de recursos desviados por políticos e empresários inescrupulosos que se unem para, "como nunca antes na história deste país", assaltar os cofres públicos.
·         Também sou calculista. 
·         Calculo as chances de morrer em um assalto tentando chegar ao trabalho. 
·         Calculo as contas que não sei se irei pagar com meu salário que sempre atrasa, isso quando sou pago.
·         Calculo a idade em que não mais irei me aposentar e se chegarei até lá com alguma saúde.
·         Calculo por quanto tempo mais poderei aguentar um plantão após o outro, quantas horas a mais além das habituais 60 por semana devo fazer para pagar a escola dos filhos, o aluguel da casa, a compra do mercado.
·         Sou também um dissimulado. 
·         Finjo não ver o descalabro moral que invadiu o país. 
·         Simulo estar contente com as condições que tenho para tratar das vidas que me são confiadas.
·         Me engano acreditando que haverá uma luz no fim do túnel para a Medicina no Brasil. 
·         Mas acima de tudo, sou Médico, apesar de você, apesar do PT, apesar dos políticos que estão acabando com este país, eu vou levantar pela manhã e lutar com todas as minhas forças pelo bem de meus pacientes. 
·         Estou livre para poder fazer isso até quando Deus o desejar.
·         Ao senhor, espero que pague por todo dano que fez a esta nação.
·         Então, de maneira calculista e com alguma dissimulação, lhe digo: Prepare-se.
·         O Frio lhe aguarda"
Enfim, todos os acusados investigados, processados, julgados, condenados e presos, “ex”-presos, delatores e testemunhas MENTEM; apenas a asquerosa, sorrateira, ardilosa e venenosa jararaca diz a verdade – a sua verdade própria; claro! – Inclusive, sofre surtos de amnésia ou demência ou Alzheimer quanto aos fatos, episódios e eventos o comprometem: “não sei, querida!”; “não vi”, “jamais fiz”; “nunca soube” e “nunca viu” etc.; mas lembra de minúcias, peculiaridades e detalhes sobre os outros, porém não se recorda de nada que lhe diga respeito ou o comprometa, deixando patente, claro e a toda evidência de que “quem presidiu o país foi a suposta finada Marisa Letícia”, que deixou-lhe uma pensão de R$ 30.000,00, sem nunca ter laborado ou contribuído para a previdência oficial ou privada, como o fez em seu próprio PGBL de ínfimos, parcos e irrisórios R$ 9.000.000,00 – nove milhões de reais! É espantoso, fenomenal e fantástico; ou não?
Abr

*JG